Início » Negócios » Acionistas do Facebook não conseguem tirar Zuckerberg do comando

Acionistas do Facebook não conseguem tirar Zuckerberg do comando

Enquanto realizava reunião com investidores, o Facebook teve de lidar com protestos em frente à sua sede

Victor Hugo Silva Por

Um grupo de acionistas do Facebook demonstrou insatisfação com os rumos tomados pela companhia. Na quinta-feira (30), enquanto ocorria uma reunião da empresa com investidores, eles se manifestaram favoráveis à saída de Mark Zuckerberg e a mudanças na estrutura da empresa, mas não tiveram garantias de que isso acontecerá.

A SumOfUs, organização que faz campanhas para pressionar empresas em diversas áreas, foi uma das responsáveis pelo protesto que ocorreu em frente ao Facebook. Os manifestantes levaram placas como “Vote Não em Zuckerberg” e “Divida o Facebook”, além de um balão com a reação de raiva.

Projeção em prédio pedia a saída de Mark Zuckerberg (Foto: Fight for the Future)

Projeção em prédio pedia a saída de Mark Zuckerberg (Foto: Fight for the Future)

Apesar da pressão, os executivos do Facebook não indicaram que pretendem atender aos pedidos. “Não parecia que estavam realmente ouvindo a preocupação que havia na sala”, comentou a diretora da SumOfUs, Leila Deen, segundo a Bloomberg.

Quem esteve lá, viu Zuckerberg e outros diretores mostrarem planos da empresa e serem pressionados por mudanças na relação com acionistas. Na etapa de perguntas e respostas, um investidor chegou a classificar a empresa como a “autocracia falida de Zuckerberg”.

A reunião, que pode ser ouvida na íntegra por meio deste link, teve um de seus momentos importantes quando uma acionista perguntou se Zuckerberg estava disposto a ter um pouco menos de poder – o trecho começa em 49min15.

O executivo, que acumula as posições de CEO, presidente do conselho e acionista controlador, optou por não responder o que lhe foi perguntado. Por cinco minutos, ele comentou que esperava governos mais envolvidos com decisões que precisam ser tomadas por empresas como o Facebook.

Segundo ele, a companhia está criando um painel independente para não ter que decidir sozinha o que é ou não permitido. “Nesse ponto, não importa o que eu penso ou o que qualquer um de nossso times de produto ou conteúdo pensa”, afirmou.

Sem conseguir sua resposta, a acionista voltou a perguntar: “Mais diretamente, você estaria disposto a renunciar ao cargo de presidente e ceder suas ações com direito a voto? Essa é realmente a minha pergunta”.

O moderador da reunião argumentou, em seguida, que cada pessoa só poderia fazer uma pergunta, evitando que Zuckerberg fosse obrigado a responder.

Acionistas prostestaram com a reação usada para expressar raiva no Facebook (Foto: SumOfUs)

Acionistas prostestaram com a reação usada para expressar raiva no Facebook (Foto: SumOfUs)

Pouco depois (por volta de 1h03min), um acionista perguntou se a diretora independente do Facebook, Susan Desmon-Hellmann, pretendia convocar uma reunião do conselho sem Zuckerberg para escolher um novo presidente.

Apesar de ter confirmado que tem o poder de convocar a reunião, ela negou que isso acontecerá. De acordo com a executiva, todos estão confortáveis com o arranjo operacional atual. “Essa não é a direção para qual queremos levar a empresa ou o conselho”, afirmou.

O que pedem os acionistas do Facebook

Os investidores que desejam mudanças na empresa apresentaram oito propostas, sendo várias com o objetivo de limitar o poder de Zuckerberg. Uma delas pedia uma nova forma de votação que tirasse o peso das ações com direito a voto extra.

Muitas dessas ações são de propriedade de Zuckerberg, que possui uma forte influência sobre votações. Outra proposta defendia sua remoção do cargo de presidente do conselho. Com tanto poder, bastou o executivo votar contra para que as sugestões fossem derrubadas.

Com informações: Mashable.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcos Guilherme

Também já teria saído, problemas com dinheiro Zuck? Acho que não..............NÉ!!

Meiksonq

eu disse que foi piada há 3 dias

Thiago Moraes

O que mais me impressiona é nego discutindo sobre o facebook.

Zanac_Compile

Também acho, porém isso não é novidade.... vide APPLE, STEVE JOBS e John Sculley (ex Pepsi)...

Eduardo Braga

Por um lado, o Mark fundou a empresa (não que isso tenha peso) e ela tá dando dinheiro pra cacete. Por outro, a empresa é um câncer. Qual o mais importante, principalmente se você é um acionista?

Lucas Santos

Sim, ele só não dá pitaco mais.

Daniel Ribeiro

Bill Gates deixou a presidência porque ele quis. Foi uma decisão voluntária. Ele não foi forçado a isso.

DDR31600Mhz

O seu comentário não tem nenhuma relação com o que eu disse, eu não fiz nenhum juízo de valor sobre nenhuma das partes envolvidas, cada maluco que aparece

Lucas Henrique

Mas o Bill continua sendo o dono geral, não?

Anônimo

Se formos olhar por esse lado Bill Gates nunca deveria ter deixado a presidência da Microsoft

Fabio Santos

Senão me engano zuckerberg tem 30% das ações se acionistas se juntarem é um ficar afrente disto em algum momento ele vai cair, ou vendo pessoas desistindo de seu negócio e vendo a ruína pode também ser o ápice pra ele entender fatos.
Isto é algo real e que pode ocorrer um Soldado não vence uma guerra, mesmo que este seja o General do momento.

Fabio Santos

Quando Mark se colocou no meio das ações ele sabia que isto poderia ocorrer, sim ele tem que responder às questões e quando todos se juntarem ele ficará encurralado, dai ou ele compra todas as ações ou a batata vai assar pra ele, não esqueça que como Citei a Família do Edson da Amil foi encolhendo em meio a pressão das ações e Abilio Diniz também, quando se enfia no meio de novos donos da empresa, você pode estar no topo, mais lá os ventos batem mais forte e a queda pode ser inevitável eu entendo seu lado foi instruído na sua talvez formação a entender como o mundo certinho funciona e não o real.
Acredite ele vai cair e não levará muito tempo.

Bom final de semana

Daniel Ribeiro

Majoritário só tem um amigo: O Mark Zuckerberg. Todos os outros são sócios MINORITÁRIOS.

A representatividade de cada um é definida pela quantidade de ações que cada um possui. Vamos ver quanto o Zuckinho tem: Procure "mark zuckerberg facebook share percentage" no Google e clica no primeiro link. Vai vir isso aqui.

"Mark Zuckerberg (...) Control over nearly 78.9% of the Class B shares gives Zuckerberg 53.3% voting rights in the company"

Longe de mim defender o que ele faz... Só estou mostrando que, matematicamente, o cara só sai da presidência em um desses 2 casos:
1) Se ele quiser
2) Se ele fizer algo ilegal

Fabio Santos

Ué então quando você coloca a empresa na bolsa de valores os majoritários não podem questionar? Veja o caso da Amil, Pão de Açúcar majoritários conseguiram derrubar sim o dono e isto vai ocorrer com zuckerberg e não venha com esta de que ele é o dono e faz o que planeja sozinho, ele como dizia aquele brasileiro que não lembro o nome mais era co fundador da empresa zuckerberg parece aqueles meninos mimados que ao chegar ao poder se acham Até acima de Deus.
Na real como falei outro dia com amigos o medo do povo que defende zuckerberg é ele sair e a rede voltar a ser sociável e não política ao rumo que ela tomou.
Se ainda fosse política e com moderação neutra.
Minha opinião respeito a tua ok, sem brigas.

Luiz Henrique

Cara, Fire, nesse contexto em inglês quer dizer Demissão!

Exibir mais comentários