Início » Cultura » Portinari é o primeiro brasileiro com acervo no Google Arts & Culture

Portinari é o primeiro brasileiro com acervo no Google Arts & Culture

A plataforma do Google conta com 5 mil obras e 15 mil documentos do arquivo de Candido Portinari

Por
06/06/2019 às 10h43

O Google Arts & Culture, serviço que disponibiliza obras de arte de diversos museus do mundo, ganhou o primeiro acervo de um artista brasileiro: Candido Portinari. A plataforma conta, agora, com cerca de 5 mil obras do artista e 15 mil documentos de seu arquivo pessoal.

A coleção “Portinari: O Pintor do Povo” pode ser acessada neste link. Dividida em 20 exposições, ela tem apresentações que dão mais detalhes sobre a vida do artista e ferramentas que permitem explorar suas obras por ordem cronológica ou pela cor predominante em cada pintura.

Portinari é o primeiro brasileiro com acervo no Google Arts & Culture

Para o acervo, o Google Arts & Culture também digitalizou 10 quadros em altíssima resolução com ajuda da Art Camera, que permite visualizar diversos detalhes da obra com um super zoom. Entre as pinturas capturadas nesse formato, estão “Mestiço” (1934) e “Café” (1935).

A iniciativa também disponibiliza os painéis “Guerra” e “Paz”, produzidos entre 1952 e 1956 e expostos na sede da ONU (Organização das Nações Unidas), em Nova York. Há, ainda, um tour em Street View da casa de Portinari, em sua cidade natal, Brodowski (SP).

O acervo é resultado de uma parceria do Google com o Projeto Portinari, instituição fundada pelo filho do artista, João Candido Portinari. As obras estão nas coleções do MASP, do Museu Nacional de Belas Artes, da Pinacoteca de São Paulo, dos Museus Castro Maya e da Fundação Ema Klabin.

Esta não é a primeira vez que o Google Arts & Culture disponibiliza coleções especiais para artistas. Em 2018, por exemplo, a plataforma liberou o acervo de Frida Kahlo. No Brasil, a iniciativa catalogou obras de espaços como a Pinacoteca, o Museu de Arte Moderna de São Paulo e o Museu da Língua Portuguesa.

Em 2018, após o incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, o Google Arts & Culture liberou um tour virtual que mostra como era o espaço antes da tragédia. A plataforma, que havia feito os registros em 2017, também disponibiliza exposições e objetos que estavam no local.

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.