Início » Negócios » Centauro tenta, mas Netshoes deve mesmo ser vendida ao Magazine Luiza

Centauro tenta, mas Netshoes deve mesmo ser vendida ao Magazine Luiza

Conselho de administração da Netshoes recomendou venda ao Magazine Luiza para negócio ser concluído logo

Emerson Alecrim Por

Dono da rede Centauro, o Grupo SBF fez duas propostas para adquirir a Netshoes — a última no valor de US$ 109 milhões. Mas as chances de que o grupo consiga fechar negócio são pequenas: nesta semana, o conselho de administração da loja online de artigos esportivos recomendou aos acionistas que a venda seja feita para o Magazine Luiza.

Esse era o plano original, na verdade. No fim de abril, o Magazine Luiza anunciou um acordo para comprar a Netshoes por US$ 62 milhões (US$ 2 por ação) — a loja online tem sede nas Ilhas Cayman, daí a negociação em dólares.

Netshoes

Mas, três semanas depois, no mesmo dia em que o Magazine Luiza anunciou que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a sua oferta, o Grupo SBF fez uma proposta de US$ 87 milhões (US$ 2,80 por ação) para comprar a Netshoes.

Sem perder tempo, o Magazine Luiza fez uma nova proposta: aumentou a sua oferta de US$ 62 milhões para US$ 93 milhões (US$ 3 por ação). Poucos dias depois, o Grupo SBF reagiu com uma oferta de US$ 109 milhões (US$ 3,50 por ação).

Para dar um peso maior à oferta, o grupo se comprometeu ainda a fazer um aporte de até R$ 70 milhões na Netshoes imediatamente após a aprovação do negócio, além de firmar um contrato para disponibilizar os produtos da Centauro na plataforma da loja online.

Soa como uma proposta imperdível, certo? Apesar disso, o conselho de administração da Netshoes recomendou que o negócio seja fechado com o Magazine Luiza. A proposta do Grupo SBF estenderia o processo de venda.

E por que isso é um problema? A Netshoes está em uma corrida contra o tempo. A empresa tem fechado os últimos anos com prejuízo e, estima-se, precisa de pelo menos R$ 150 milhões para manter as suas operações durante os próximos meses.

Diante desse cenário, o conselho de administração da Netshoes informou que “o preço incremental diferencial oferecido pela Centauro foi insuficiente para compensar riscos relacionados a um cronograma mais longo para o fechamento”.

Magazine Luiza

Já a proposta do Magazine Luiza, por ter recebido sinal verde do Cade, pode fazer a venda ser concluída em até cinco dias úteis após a aprovação dos acionistas na assembleia extraordinária marcada para tratar do assunto.

Essa recomendação teve um efeito colateral: as ações da Netshoes vêm experimentando baixas desde então. Mas, como a assembleia está marcada para 14 de junho, a oscilação motivada pela incerteza não deve durar muito.

Talvez o Grupo SBF ainda consiga convencer os acionistas ou até mesmo incrementar a sua última oferta. Mas, a essa altura, a venda para o Magazine Luiza já é tida como praticamente certa.

Com informações: Folha de S.Paulo, Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mickão

É melhor assim, nas mãos da SBF o mercado ficaria ainda mais concentrado.

marcos_5000

Pra resolver a discussão, o próprio Tecnoblog já resolveu a dúvida geral.
https://www.youtube.com/wat...

E...
Eu não sabia que o Magazine Luiza se chamava no masculino, até porque
usam sempre a personagem Magalu sempre pra falar algo da empresa, então
achei que fosse feminino.

Baio-kun

Ops... Ignora meus comentários anteriores então. lol

Felipe Xavier

Bom, até onde averiguei, magazine no sentido de loja, tem origem em francês, que também é masculino: https://www.larousse.fr/dic...

Baio-kun

Interessante, eles abrasileiraram a palavra. Se fosse traduzir seria feminino.

João

E precisa ter alguém errado? O único erro que vejo é alguém perder tempo discutindo uma marca sem ganhar pelas PR hhehe.

Felipe Xavier

https://tecnoblog.net/27254...
Conforme o próprio Tecnoblog, se é a própria empresa que decide, e o próprio Tecnoblog resolve adotar um artigo diferente, logo, quem está errado?

João

Tá. Tá. Se isso faz vc dormir melhor... Hhauhuahua. Tá parecendo funcionário já.

Felipe Xavier

Em nenhum momento no texto eles falaram "da loja Magazine Luiza".
É exatamente o que eu dei de exemplo, se o sujeito tem um gênero, não usa o artigo do substantivo. Fala-se o João, e não a João.

João

Vou entrar "nesso loja"... Só por curiosidade: vc trabalha p/ eles? Primeira vez q vejo alguém defendendo desesperadamente a forma de escrever de uma loja hahuahua

Felipe Xavier

Como disse acima, se conhece/sabe o gênero do sujeito, não faz sentido usar o gênero de um substantivo oculto na sentença.

Felipe Xavier

Pior ainda.

Felipe Xavier

Vou entregar este livro para a pessoa João, pois ela a pessoa gosta de ler. Inclusive, a pessoa João usará para a escola.
Percebe que, quando se conhece o gênero do sujeito, não faz sentido usar o gênero do substantivo (que ainda está oculto)?

Felipe Xavier

É o magazine, substantivo masculino. E como eu disse e mostrei no link, a própria empresa desde sempre se tratou como O Magazine Luiza.

Roger "The Flood" Inacio

Mas se as ações estão em queda, elas não estão à venda?

Exibir mais comentários