Início » Internet » Google Shopping recebe mudanças e passa a exibir sugestões de produtos

Google Shopping recebe mudanças e passa a exibir sugestões de produtos

Página inicial do buscador de produtos deixará de ser vazia e funcionará como vitrine virtual

André Fogaça Por

Junto do Google Station e do KaiOS no Brasil, o gigante das buscas anunciou mudanças para a aba Shopping no buscador. A partir do mês que vem, os usuários que utilizam a busca por produtos para compra no Google encontrarão uma vitrine com opções de artigos que são organizados com base no interesse da pessoa.

O que muda é basicamente a navegação quando o browser entra em google.com/shopping. Atualmente apenas uma página branca aparece, com visual semelhante ao do buscador em sua página inicial. Com a novidade, uma lista com produtos é exibida abaixo de “Escolhas para você” e funciona como uma vitrine virtual.

Ela é organizada com base no histórico de navegação, no interesse que o Google identifica em todos os seus braços e o preço final da compra fica em maior evidência. A lista aparecerá tanto na versão web, quanto no site que abre em dispositivos móveis.

Além de compra online, também será possível saber se o produto pode ser retirado em uma loja física próxima. De acordo com o Google, 45% das pessoas que compram pela internet preferem buscar o produto e não receber em casa - inclusive este que vos escreve.

A alteração do Google Shopping começa a aparecer para os brasileiros a partir de julho deste ano.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João
Dependendo da loja do marketplace vale a pena pesquisar o nome, ir no site oficial dela, e pegar + barato (por boleto e afins), já peguei dezenas de produtos a bom preço assim.
Jairo ☠️
Retrato da nossa dura realidade
johndoe1981
Faz falta filtro de marketplace em comparadores.
johndoe1981
Fico putö demais quando a versão 220V é bem mais cara que a 110V. Ou então é comum 220V só ter em marketplace e com o preço nas alturas.
X-Tudãoᴳᴼᵀ
Isso e que mais me irrita.
Vegeta humilde
Ou quando a tensão muda drasticamento o preço do produto
Vegeta humilde
Isso quando não é de algum "parceiro" via marketplace que vc nunca viu
Douglas Souza Luz
Até fui procurar aquele s9 de 1799 da primeira imagem, mas, conforme esperado, o site do anúncio é suspeito hahaha.
Buldego
Tá triste mesmo a situação.
johndoe1981
E tá cada dia menor a concorrência no comércio online brasileiro, tá ruim demais pro consumidor. Tenho raiva de comparadores que às vezes só mostram o preço à vista. Em eletrodomésticos e eletroportáteis vivo passando raiva porque não mostram no comparador se o produto é 110V ou 220V.
André
A maioria das grandes marcas possuem lojas online ou clube de compras privados, onde você pode comparar o preço "tabelado" por elas para comparativo. Outra situação, é que se for produto de marca estrangeira, você pode olhar os preços fora (na Amazon, por exemplo), e usar de base para comparação.Entretanto, independente do método escolhido, sempre haverá a compra que você faz com excelente preço, mas que no dia seguinte, está mais em conta ainda.Particularmente eu dou sempre preferência ao Mercado Livre (desde que nas maiores varejistas não sejam mais em conta). Por lá, o preço sempre tende a manter uma baixa variação, pois, afinal, é bem "manual" essas alterações.
Eric Viana
retrato da realidade.
Alisson Santos
Dá uma tristeza utilizar comparadores de preços no Brasil, a maioria dos grandes varejistas pertencem aos mesmos donos e os preços acabam ficando cartelizados. Você pesquisa o preço de um celular e 4 lojas exibem exatamente o mesmo preço, até nos centavos, seguido de mais 3 lojas com preços diferentes das 4 primeiras, mas iguais entre si. Quando você finalmente acha um preço legal, ao entrar no site descobre que aquele preço não existe mais.