Início » Aplicativos e Software » Mozilla deve lançar versão paga do Firefox com VPN e armazenamento

Mozilla deve lançar versão paga do Firefox com VPN e armazenamento

Firefox Premium, como vem sendo chamado, ajudaria Mozilla a obter receita para manter seus projetos

Por
10/06/2019 às 16h49

A Mozilla é uma entidade sem fins lucrativos, mas precisa de dinheiro para financiar os softwares que mantém. Essa necessidade deve resultar em um projeto novo: o Firefox Premium, versão paga do navegador que incluiria ferramentas extras, como VPN e armazenamento nas nuvens.

O plano foi revelado por Chris Beard, CEO da Mozilla, ao site alemão T3N. A entrevista parece ter sido encerrada justamente quando o assunto passou a ser abordado, razão pela qual não há muitos detalhes sobre o projeto — nem mesmo o nome Firefox Premium foi confirmado.

De qualquer forma, as informações disponibilizadas até agora indicam que essa versão do navegador terá pagamento mensal — será uma espécie de assinatura —, embora o valor ainda não tenha sido definido. É possível também que uma versão gratuita e mais limitada seja liberada.

Talvez outros serviços sejam incluídos, mas Beard só comentou sobre os recursos de VPN e armazenamento nas nuvens. Uma possibilidade, então, é a de que a modalidade gratuita ofereça determinada capacidade de tráfego e armazenamento nesses serviços. Se o usuário precisar de mais, terá a opção de recorrer à assinatura paga.

Foto por Michele Ursino/Flickr

São grandes as chances de que o serviço de VPN seja oferecido pela ProtonVPN. Isso porque a Mozilla fechou um acordo com a empresa no ano passado para disponibilizar VPN a alguns usuários nos Estados Unidos pelo valor de US$ 10 por mês.

Na ocasião, a organização informou que a parceria era uma forma de avaliar novas opções de obtenção de receita. É de se imaginar, portanto, que o Firefox Premium tenha sido idealizado tendo esse acordo como ponto de partida.

Se as previsões estiverem certas e o projeto for mesmo levado adiante, o Firefox Premium vai ser disponibilizado em outubro, ainda que não tenha ficado claro se o lançamento será global ou limitado a alguns países.

Ainda não há pronunciamento oficial da Mozilla a respeito, mas Beard tratou de tranquilizar os usuários do navegador: o lançamento do Firefox Premium não implicará em cobrança por recursos que, hoje, são gratuitos.

Isso significa que funcionalidades como bloqueio de rastreadores e gerenciador de senhas continuarão sendo oferecidos normalmente pelas versões tradicionais do Firefox — estas também serão mantidas.

Com informações: The Next Web.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.