Início » Telecomunicações » TIM e Vivo apontam riscos à concorrência na fusão da Claro e Nextel

TIM e Vivo apontam riscos à concorrência na fusão da Claro e Nextel

TIM reclama que compra traria concentração de mercado em São Paulo e Rio de Janeiro; Oi não vê grandes problemas na fusão

Lucas Braga Por

A Claro fechou negócio em março e comprou a Nextel por R$ 3,47 bilhões: o negócio precisa ser aprovado por órgãos reguladores, como a Anatel e o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), e as operadoras TIM e Vivo apontam riscos à concorrência nessa fusão. Elas dizem que isso vai gerar concentração de mercado nos estados de Rio de Janeiro e São Paulo, e vai deixar uma faixa grande de espectro nas mãos de uma só empresa.

Loja Nextel

Quando duas ou mais empresas se fundem, o Cade realiza o ato de concentração, no qual partes interessadas podem se manifestar sobre como o negócio afeta o mercado e quais impactos seriam causados.

TIM vê risco de duopólio em SP e RJ

Uma das preocupações da TIM é a concentração de clientes: ela teme que Claro e Vivo concentrem 70% do mercado no Rio de Janeiro e São Paulo, dois dos estados mais populosos do país.

A operadora italiana aponta que "grande parcela de mercado será efetivamente concentrada entre somente duas prestadoras (Claro e Vivo), as quais, de maneira combinada, controlariam quase 70% da participação de mercado (...), o que praticamente configura um cenário de duopólio em dois dos três estados com maior população em todo o país".

De acordo com dados de abril de 2019 do Teleco, a soma do market share entre Claro e Nextel no estado do Rio de Janeiro seria de 39,5%, seguido pela Vivo com 28,1%, TIM com 17,8% e Oi com 14,4%. Já em São Paulo, a Vivo é líder de mercado com 36,7%, enquanto a Claro com a Nextel têm 28,1% no total, contra 24,1% da TIM.

Em nível nacional, a Claro se manteria no segundo lugar adicionando as linhas da Nextel, totalizando uma participação de mercado de 26,2%. A TIM está em terceiro lugar com 24,1%, enquanto a Vivo segue na liderança com 32,2% das linhas móveis.

Vivo e TIM criticam concentração de espectro

A fusão entre Nextel e Claro também incomoda a concorrência quando se fala das licenças de frequências. Para a Vivo, a Claro passaria a ter uma quantidade ainda mais incrementada para oferecer serviços móveis. Atualmente o espectro da Nextel está subutilizado, o que poderia "criar distorções sobre a dinâmica competitiva do mercado de SMP".

A TIM também critica a alta concentração de disponibilidade espectral nas mãos da Claro. Este é um diferencial competitivo, visto que as operadoras concorrentes possuem menor quantidade de espectro e não poderão ampliá-lo no curto e médio prazo.

Em São Paulo, a operadora aponta que a Claro com a Nextel teria 206,5 MHz de espectro, enquanto Vivo possui 155 MHz, TIM com 115 MHz e Oi com 85 MHz. No Rio de Janeiro, a Claro e a Nextel possuem juntas 197 MHz, seguidas pela Vivo com 160 MHz, TIM com 119 MHz e Oi com 100 MHz.

Espectro é um recurso limitado e que agrega muito valor para a operadora, uma vez que a capacidade de operação está diretamente ligada à disponibilidade das frequências.

Oi não vê grandes problemas na fusão

Enquanto as concorrentes apontaram problemas, a Oi avalia que a consolidação representa os movimentos naturais do mercado, e que a aquisição se justifica pela disponibilidade de espectro que a Nextel detém em importantes regiões do país.

A operadora ainda afirma que a compra possibilitaria à Claro "ampliar sua oferta de serviços e consolidar seus ganhos de escala (...) em função dos altos custos envolvidos na implantação da tecnologia 5G e provimento de conteúdos de alto valor nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro".

De acordo com o Estadão, a posição mais branda acontece porque a operadora considera realizar venda de ativos, incluindo seu braço de telefonia móvel, como parte do plano de recuperação judicial. Portanto, seria incoerente se posicionar contra a venda da Nextel neste momento.

Com informações: Telesíntese, [2], [3]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Sckillfer
Esse ter sido o motivo da Claro comprar não quer dizer que o Cade tenha que aprovar, já que Claro é Vivo não estão autorizadas a comprar mais espectro.
Fabio Santos
Não importa quem teria comprado a Nextel a situação só piorou agora uma opção a menos, teremos praticamente quatro operadoras cuidando do povo brasileiro e preços justo não ? #sqn kkkkk
Keaton
Nextel ainda existe? hahahaFaz tempão que não vejo o pessoal do prédio com aquele pripri caracteristico da Nextel...
betacaroteno
Em população, BH é hoje a sexta. Brasília, Fortaleza e Salvador têm população maior.
Lukasss
Só tem uma coisa que eu consigo pensar quando vejo ese tipo de matéria: parece que a preguiça é tanta de formular novos planos, com melhor custo benefício, entregar um serviço com maior qualidade, procurar conquistar novos clientes e tudo mais. É mais fácil reclamar do outro ao invés de olhar para si mesmo e tentar fazer alguma coisa.faz a mesma coisa então, façam um fusão.
Love
"Governo vendo empresas de telefonia se juntar em um único grande grupo, resolve abrir o mercado afrouxando leis, gerando grande investimento estrangeiro no mercado Móvel"Viajei muito? xD
Paulo Freire
Minas e um estado maior do que o rio em consequência eh mais hábito mas o problema não e o estado mas sim as capitais São Paulo e a primeira em população seguida do rio e em terceiro belo Horizonte mas a choradeira não e nível estadual mas sim das capitais do rio em São Paulo onde a Nextel opera e concentra um grande número de clientes e espectro que geraria um duopólio entre vivo e claro deixando a Tim como terceira já que a oi nem conta nessa analogia já que a mesma está em recuperação fiscal e provavelmente terá que vender ativos como o braço de telefonia móvel que segundos boatos já está em negociação com a tim
Paulo Freire
Na verdade o que gerou a compra da Nextel pela claro foi pelo espectro e carteira de clientes vale lembrar que a Nextel tem uma frequência se não me engando na faixa de 800mhz que não eh utilizada hoje foi utilizada com o serviço iden que foi totalmente desativado ano passado
Paulo Freire
A oi não pode participar já que está em processo de recuperação fiscal e talvez o braço de telefonia móvel da Oi seja vendido para Tim que segundo um boato que fiquei sabendo as negociações já estão bem adiantadas
Paulo Freire
Eu não sei porque a tim está chorando já que a mesma está em negociações para a compra do braço móvel da Oi com isso ela ficaria em segundo lugar ou talvez primeiro se esse boato for verídico a Tim também ficaria com uma grande quantidade do espectro de frequências na telefonia móvel o que torna a choradeira sem sentido pois quem perderia no âmbito do espectro na telefonia móvel seria a vivo que atualmente está em primeiro e só choro pois a acho que a venda sera aprovada tanto no cade como na Anatel
Marcos Antonio Oliveira
Melhorar seus serviços e atender melhor a demanda da população nenhuma quer, agora se utilizar da nefasta agência "Desreguladora" para impedir o progresso de uma possível invertida na expansão e melhoria de serviços aí sim é motivo de preocupação pra eles!!! Que Vergonha do Brasil nessas horas!!! 😕😴
Fernando Pedrosa
Nextel anda bem ruim ultimamente. Toda hora fico sem internet ou com ela extremamente lenta mesmo tendo sinal. Bad
Jairo ☠️
Também acho
@Sckillfer
É que a Nextel independente já seria uma ameaça pra Oi, considerando que são as duas quarta opção do mercadoDentre os problemas atuais da Oi, Claro matar a Nextel integrando a seu serviço de #%#@% deve ser um alívio até
@Sckillfer
E daqui a pouco veremos mais uma vez o Cade autorizar e mostrar o dedo do meio a proteção da livre concorrência, assim como com Vivo e GVT. Se for aprovar, deveria revogar os direitos do expectro da Nextel e leiloa-los para empresas que ainda não acumulam muito especto (das 4 maiores, só a Oi ainda pode participar de leilões).
Jairo ☠️
Pelo jeito TIm e Vivo terão que se mecher afim de segurar o market share , para o mercado é péssimo está concentração em apenas 3 operadoras , lamentável que a Nextel não tenha sido comprada por uma estrangeira com interesse em atuar no país.
Leandro Nascimento
Unico motivo da TIM perder cliente é a péssima qualidade do sinal, porque de valor eles são muito bons!
Abraão Caldas
Sem espectro não dá para fazer muito.
Will
não sabia dessa informação que minas tinha passado o rio, interessante, algum motivo especial? tirando a violência?
Felipe Ventura
O correto é "dois dos estados mais populosos do país", o texto foi alterado.
Gustavo
"Uma das preocupações da TIM é a concentração de clientes: ela teme que Claro e Vivo concentrem 70% do mercado no Rio de Janeiro e São Paulo, os dois estados mais populosos do país."Os estados mais populosos são São Paulo e Minas, não? O Rio de janeiro, pelo último levantamento do IBGE, é o terceiro.
Yago G. Oliveira
Essa Oi é burra é?E essa Nextel, eu tenho é certeza.Falta trabalho pra esses administradores.