Início » Celular » Como ativar os recursos de segurança do Telegram

Como ativar os recursos de segurança do Telegram

Chats secretos, mensagens autodestrutivas, criptografia; veja esses e outros recursos de segurança do Telegram

Por
14 semanas atrás

O Telegram é um mensageiro que concorre diretamente com o WhatsApp, com um slogan de ter foco em velocidade e segurança. Claro que há diferenças, nos bastidores, de como ele funciona em relação ao WhatsApp e recursos de segurança que fazem o aplicativo ser a principal escolha de algumas pessoas. Mas, você precisa ativá-los.

Entenda como funcionam chats seguros no Telegram e saiba ativar e usar os recursos.

Telegram / Christian Wiediger / Unsplash

Qual a diferença para o WhatsApp?

Primeiro: o Telegram não se mostra interessado em coletar dados dos usuários para direcionar anúncios personalizados. Como o WhatsApp pertence ao Facebook, anúncios são o que mantém o aplicativo gratuito. Eles devem começar a aparecer no Status.

Além disso, o Telegram é multidispositivo e funciona em nuvem própria sincronizada. Isso quer dizer que todas as mensagens são guardadas nos servidores do Telegram (e não no Google Drive ou no iCloud). Assim, é possível acessar as conversas em praticamente qualquer dispositivo com login ativo, seja um computador, um tablet, um ou mais celulares. Já o WhatsApp limita o login a um (1) celular e um (1) acesso Web.

No WhatsApp, uma vez que não haja backup em nuvem das mensagens, a conexão é P2P (peer-to-peer ou ponto-a-ponto), sendo necessário que os próprios usuários guardem seus arquivos e mensagens no dispositivo — uma vez apagados, não será possível baixar fotos nos chats de novo.

É seguro usar o Telegram? 

Toda plataforma da internet está sujeita a ser invadida, ter vazamentos, se envolver em escândalos, receber ataques e por aí vai. Você confia no Facebook, no Google, no WhatsApp? Talvez arrisque um sim. Todas são empresas de internet consolidadas e, ainda assim, estão sujeitas às vulnerabilidades de operar, especialmente, na internet.

O principal recurso de segurança do Telegram são os chats secretos. Esse recurso têm criptografia de ponta a ponta (mais abaixo), enquanto as conversas normais são armazenadas em nuvens em servidores encriptados espalhados pelo mundo, controlados por diferentes entidades jurídicas, espalhadas por diferentes jurisdições.

As chaves decodificadas para acessar os dados desses servidores são divididas e espalhadas. Assim o Telegram só pode entregar as informações dos usuários se a solicitação passar pelos vários sistemas jurídicos que guardam essas chaves.

O Telegram pode me proteger de tudo?

Em se tratando da segurança no tráfego desses dados até o destinatário: sim. O Telegram barra o acesso do provedor de internet, do proprietário do roteador ou outros invasores, mas não pode fazer nada se alguém tiver o acesso físico ao seu celular ou computador. Portanto, a primeira camada de segurança é você e o seu aparelho.

Como funciona a verificação em duas etapas

Como a conta do Telegram é criada a partir de um número de telefone celular, tecnicamente, qualquer pessoa que tenha acesso ao número pode fazer login em outro dispositivo (computador ou celular) e ter acesso às mensagens da sua conta.

A verificação em duas etapas é essencial. Além de ser necessário ter seu número de telefone, também será preciso informar uma senha definida pelo proprietário da conta para confirmar o login. Note que isso é uma camada adicional ao código SMS e/ou mensagem interna que o Telegram envia com uma combinação para confirmar login.

Como ativar verificação em duas etapas no Telegram

  1. Toque em “Configurações”;
  2. Acesse “Privacidade e Segurança”;
  3. Toque em “Verificação em duas etapas”;
  4. Defina a senha.

ativar verificação em duas etapas para aprimorar segurança no telegram

É possível definir um e-mail para recuperação dessa senha. Por segurança, o Telegram endossa a necessidade deste e-mail ser protegido por senha forte e verificação em duas etapas.

O que são os chats secretos?

Os chats secretos do Telegram são outro recurso de segurança que permitem que uma pessoa converse com outra (1 para 1) com criptografia de ponta a ponta. O WhatsApp tem essa opção ativa por padrão (mas faz o backup dessa conversa na nuvem), e o Telegram usa o chat secreto e não armazena nada em nuvem, só seu dispositivo. Quem dá o destino é você.

Os chats secretos do Telegram contam com alguns recursos adicionais:

  • permite a excluir qualquer mensagem ou foto quando quiser;
  • incluindo os dados já enviados ao celular do outro contato;
  • permite programar para uma mensagem se autodestruir;
  • avisa quando o seu contato faz uma captura de tela da conversa.

Como criar um chat secreto?

  1. Na tela inicial, clique no ícone para compor uma nova mensagem;
  2. Escolha chat secreto;
  3. Selecione o contato com quem quer conversar sem salvar nada.

tela de como criar chat secreto no telegram

Usando o tempo de autodestruição das mensagens

É possível configurar o tempo para uma mensagem se autodestruir sozinha antes de enviá-la. Ao escrever uma mensagem dentro do chat secreto, note um ícone de relógio no campo da mensagem, no caso do iOS (iPhone) ou no topo da tela, para Android.

  1. Dentro do chat secreto, toque no ícone do relógio;
  2. Define o tempo para que a mensagem expire;
  3. Envie a mensagem.

como criar tempo de autodestruição de mensagem no Telegram

 

Depois de definir o tempo e enviar a mensagem, o texto ou mídia desaparecerá para ambas as pessoas dentro da conversa. Fotos podem ser enviadas com timers de até um minuto, que conta enquanto o contato estiver segurando o dedo nela para ver. Para os textos e anexos, começa a contar a partir do momento que aparece na tela do contato.

Alertas de captura de tela

Outra funcionalidade dos chats secretos é alertar quando o contato faz uma captura de tela da conversa ou da imagem que enviou, mesmo as que se autodestroem. 

O Telegram tenta fazer com que as notificações funcionem em todos os sistemas, mas alerta para que os usuários compartilhem informações sensíveis apenas com contatos de confiança, para não ocorrer… vazamentos. Se alguém filmar ou fotografar a conversa com outro aparelho, isso também cai por terra. Portanto, é útil como dedo-duro só.

Imagem da chave criptográfica

Quando um chat secreto é criado, a comunicação entre as duas pessoas é feita pela chamada troca de chaves Diffie-Hellman, com isso é criada uma imagem que visualiza a chave de criptografia do chat do usuário.

Ao comparar essa imagem com o chat do outro contato, elas devem ser iguais. Com isso, pode-se ter certeza que a troca de informações é segura e o chat encriptado.

Para ver essa imagem criptográfica, acesse:

  1. Entre no chat seguro;
  2. Toque no nome do contato para ver as informações;
  3. Depois selecione “Chave Criptográfica”.

acessar chave criptográfica do chat secreto do telegram

Se você ver a mesma imagem no celular do seu contato (repita os passos) está tudo OK.

Por que não fazer todos os chats secretos?

Se, afinal, os chats secretos parecem a melhor opção de segurança no Telegram e o WhatsApp já usa por padrão a criptografia de ponta a ponta, por que todos os chats do azulzinho não são secretos?

Não criptografar todos os chats permite que eles sejam salvos na nuvem e armazenados nos servidores para serem acessados em qualquer outro dispositivo configurado com a conta do usuário, restaurando todo o conteúdo. Em um sistema de criptografia de ponta a ponta a solução não é “elegante”, acredita o Telegram.

Para essa solução, o WhatsApp usaria backups decriptáveis, o que colocaria em risco a privacidade dos usuários, de acordo com o Telegram. Seria uma propaganda enganosa.

Por isso, o mensageiro preferiu adotar as duas opções de chat: os normais que são armazenados na nuvem e os secretos, armazenados apenas no aparelho do dono.

Fonte: Telegram.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.