Início » Negócios » Genius acusa Google de copiar letras de músicas do seu site

Genius acusa Google de copiar letras de músicas do seu site

Genius usou "código Morse" para identificar suposto uso indevido de conteúdo pelo Google

Por
17/06/2019 às 16h24

Há algum tempo que o Google exibe letras de músicas diretamente nos resultados de buscas. Esse artifício afetou o tráfego de serviços especializados nesse tipo de conteúdo, entre eles, o Genius. Mas a empresa vem reclamando de outra coisa ultimamente: o Google estaria copiando o seu conteúdo sem autorização.

Google

O Google diz que as letras de músicas exibidas em seu buscador são licenciadas por empresas parceiras, como a LyricFind Inc, não havendo extração não autorizada desse conteúdo a partir de outros sites.

Para o Genius, porém, isso não é verdade. O serviço vem acusando o Google de exibir letras extraídas do seu site sem autorização pelo menos desde 2016. Só que, como as letras não mudam de site para site, era difícil provar.

Foi aí que a empresa recorreu a um truque engenhoso: o apóstrofo [ ‘ ] é muito usado na língua inglesa; o que o Genius fez então foi trocar esse caractere pelo apóstrofo “curvo” — o símbolo do acento agudo [ ´ ] — em determinadas letras.

Essa troca de caracteres foi executada de forma a fazer uma mensagem ser codificada nas letras, como uma espécie de marca d’água escondida. Se a sequência for interpretada como código Morse, o resultado é a frase “red handed”, expressão que significa “em flagrante” ou “pego no flagra”.

Para o passo seguinte, bastou aguardar por algum tempo e verificar se as letras sutilmente modificadas apareceriam nos resultados do Google. As letras apareceram e, agora que existe uma evidência forte, o Genius decidiu botar a boca no trombone.

Do ponto de vista legal, não há muito o que ser feito, afinal, as letras não são de propriedade do Genius — a empresa apenas tem permissão para publicá-las. Mas, no cenário atual, a denúncia pode acabar pesando contra a investigação antitruste que o Google vai enfrentar nos Estados Unidos.

Em nota enviada ao Engadget, o Google ressaltou que as letras de músicas exibidas em seu buscador são licenciadas e, diante da denúncia, irá investigar se as empresas parceiras — em especial, a LyricFind — praticam algum tipo de violação contratual, como cópia de conteúdo.

Com informações: Wall Street Journal.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.