Início » Telecomunicações » TIM, Claro, Vivo e Oi vão cancelar pré-pago sem cadastro completo

TIM, Claro, Vivo e Oi vão cancelar pré-pago sem cadastro completo

Prazo para recadastramento de clientes de GO foi prorrogado para 5 de julho; quem não atualizar dados terá linha cancelada

Lucas Lima Por

Este ano as operadoras TIM, Vivo, Claro, Oi e Nextel iniciaram o processo de recadastramento dos clientes de linha pré-paga, a partir de uma determinação da Anatel para coibir ativação de linhas fraudulentas, começando pelo DDD 62 (Goiás). O prazo inicial era até 24 de junho, estendido para 5 de julho. Clientes que não atenderem a solicitação da operadora terão a linha cancelada.

Se quiser usar dois SIM Cards, você não poderá contar com microSD

Funciona assim: as empresas enviarão um SMS para clientes que tiverem o cadastro incompleto avisando sobre a necessidade de atualizar as informações. O cliente, então, tem 30 dias para entrar em contato com a central de atendimento telefônico da operadora para fornecer as informações faltantes; elas poderão solicitar o CEP e endereço completo, além do CPF.

A medida foi tomada para possibilitar a implantação de novos métodos para ativação de uma linha telefônica. A lei 19.703/2003 define que as operadoras tenham como cadastro o número do CPF do cliente; o problema é que não é difícil conseguir essa informação de uma pessoa, o que torna fácil para fraudadores ativar linhas falsas para roubo de informações, golpes de WhatsApp, spam ou telemarketing.

Com o novo prazo estendido para Goiás, os clientes do Acre, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Tocantins e Santa Catarina terão o processo iniciado a partir de 31 de julho. Os demais estados serão incluídos no recadastramento a partir de 2 de setembro.

A previsão é que as pendências sejam resolvidas até 2020, para que, ao longo do próximo ano, as empresas passem a implementar os novos métodos de ativação para evitar a disseminação de linhas falsas.

Brasil teve 5 mil chips "clonados" e prejuízos de R$ 80 mil

Uma investigação realizada pela Kaspersky identificou mais de cinco mil vítimas de linhas "clonadas" no Brasil por um grupo de cibercriminosos. A fraude atinge desde pessoas comuns até políticos, chegando a prejuízos de R$ 80 mil às vítimas.

O golpe de SIM swap é informalmente chamado de "clonagem" em referência às antigas linhas CDMA, que podiam ser roubadas e usadas em dois celulares ao mesmo tempo. O GSM tem proteções contra isso mas, em alguns casos, permite que uma linha seja transferida para outro chip sem autorização do usuário.

Resumidamente: um impostor têm acesso às informações do dono da linha por outros tipos de golpe, entra em contato com a operadora por telefone e pede para reativar a linha em outro chip, alegando que perdeu o acesso ao original. Com a linha ativada no telefone do impostor, ele consegue o acesso ao WhatsApp e outras redes sociais da vítima e pede empréstimos a pessoas conhecidas.

O SIM swap é possível por causa do método falho de ativação de uma linha telefônica: basta comprar um chip e digitar um CPF. Por esse motivo a Anatel está mudando (só agora) as regras do cadastro das linhas móveis.

Com informações: TeleSíntese.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Antonio Carlos

Coisa ridícula e mal feita; lei de 2003 implantada agora na correria? Fiquei dois dias e mais de duas horas tentando falar no *8486 da VIVO sem ser atendido. E ouvindo um monte de "abobrinha", ofertas que não me interessam. Por SMS, nada. Mas recebi 15 protocolos! Enviei um e mail, vamos ver. Pior é que ligações de fones da operadora pedindo que disquemos numeros são altamente suspeitos: já houve problemas com isso; muitos temem furto de dados e clonagem. Precisavam inventar algo mais inteligente e seguro! No "famoso" aplicativo Meu Vivo (que resolve tudo fácil) nem consta esta opção de cadastro!

Marcus Pessoa

O cadastro de CPF foi criado para coibir criminosos. Adicionou chateação para milhões de clientes e não coibiu criminoso nenhum.

Como não deu certo, o governo e as operadores dobram a aposta na insanidade.

Vão aumentar a chateação para milhões de clientes e vão continuar sem coibir criminoso nenhum, que poderá burlar tranquilamente a "proteção".

Willians Oliveira

Isso é pretexto para o que aconteceu com os bandos de ladrões que ajudam a afundar o País, pois antes ninguém queria saber quando alguém teve a linha clonada ou quando pediam uma linha em nome de terceiros através de Roubo de Dados, ISSO É O BRASIL .

Keaton

Aonde eu confirmo esses dados? To afim de ficar sem minha linha que uso desde 2003 não... hahaha

Vader

blz que a Anatel & Cia não são flores que se cheirem (eu mesmo já ganhei ação judicial contra a Claro), mas cara. se você sabe o que deve ser feito, por que diabo não vai lá e faz de uma vez?

Ivan Torres

Má fé, abri dezenas de reclamações na ANATEL sem sucesso, sempre afirmavam que não iam mas ligar, não passava uma semana começava tudo novamente, cheguei a receber trinta ligações em um só dia, quero que se fodam.

Vader

é assim mesmo. aja de má fé baseado nas suas vitórias judiciais. se sabe que a linha vai ser cancelada se não atualizar, por que não entra em contato você mesmo e atualiza?

eu hein, criando problemas à toa por uma bobagem dessas.

Vader

não, cara. seria apenas mais uma opção.

Fabio Santos

Eu já vim em Cumbica com americanos em viagem chegando tem muitas vezes representante de Tim e claro moscando com uns chip para estrangeiro que tem uma quantidade de serviços acabou já era e no cadastro pede nome completo, país e número do passaporte e data de entrada e saída do país.

Arthur Soares

Você quer que a tia de 50 anos acesse um portal nessa tal de internet pra atualizar os dados dela, e isso só seja possível por lá,é isso mesmo?

Ivan Torres

Eu já ganhei, e não foi só uma, tanto que existe uma multa por cada SMS ou ligação que a operadora fizer para minha pessoa, não acredito que vá ser o caso, pôs meu cadastro tem que está mais que completo, foram várias ações pelos incômodos.

ochateador

Existe algo chamado bom senso. E nesses casos nenhuma aão judicial irá lhe dar ganho de causa.

Henrique Ferreira Lima

Seria bem mais simples as operadoras abrirem uma central do cliente (que já possuem) e atualizarem os dados que já estão lá. O aplicativo da Tim tem uma área para dados do cliente onde dá para fazer as alterações. A complicação desnecessária criada por gente que pouco estuda as opções

30 dias é pouco. tem gente que viaja por mais de 30 dias. Espero que tenha mais alertas do que so um SMS e que a linha fica em hold por um tempo antes de desativarem de vez e o cara perde o numero.

Weuller Faria

Ativei um chip da Vivo faz pouco mais de um mês e na mensagem automática, tinha a opção (em inglês) pra atendimento a estrangeiros. Acredito que dê pra fazer pelo próprio sistema de auto atendimento .

Exibir mais comentários