Início » Comportamento » Xiaomi copia artes comissionadas da LG e depois demite funcionário

Xiaomi copia artes comissionadas da LG e depois demite funcionário

Xiaomi usou três imagens sem consentimento do artista, algumas comissionadas pela LG, e demitiu funcionário responsável

Por
13 semanas atrás

Em seu site da Espanha, a Xiaomi usou três imagens 3D criadas pelo artista Peter Tarka para promover seus produtos; o problema é que ele não foi procurado pela fabricante chinesa, e duas das três imagens foram comissionadas pela concorrente LG. Após o flagra, a empresa removeu as artes e demitiu o funcionário responsável pelo trabalho.

Xiaomi copiou imagens comissionadas pela LG

As imagens fazem parte de uma coleção de Peter chamada Installations (Instalações), disponíveis na página do Behance do artista. Ao The Verge, ele disse que elas foram criadas em maio de 2018 e que a Xiaomi não entrou em contato com ele para licenciá-las ou comissioná-las.

“Tenho 100% de certeza que eles usaram minhas peças porque tudo bate perfeitamente. Eles só mudaram a saturação e retocaram alguns elementos para não parecer tão óbvio”, contou Peter.

Imagem: Peter Tarka

Pior é que duas imagens do artista 3D foram comissionadas, mas pela LG. Na imagem que abre o post, preste atenção na lâmpada pendurada no lado direito e na cadeira verde do lado esquerdo. Agora veja as duas imagens abaixo:

Imagem: Peter Tarka

Imagem: Peter Tarka

Essas duas criações aparecem em um vídeo promocional da LG Signature. Confira:

Peter também fez um GIF para comparar o que estava no site espanhol da fabricante chinesa com os seus projetos:

Xiaomi demitiu funcionário após polêmica

Após a polêmica revelada pelo The Verge, a Xiaomi removeu a imagem do site da Espanha — ela era exibida logo na página inicial. A empresa culpou um único funcionário pelo trabalho publicado na página e o demitiu imediatamente.

Em seguida, pediu desculpas ao artista e disse que tomará medidas para que isso não aconteça novamente. “As ações do designer vão contra os valores da empresa em respeito a propriedade intelectual. Nós fortaleceremos nossos processos de aprovação [de peças gráficas] para que isso não ocorra novamente”, afirmou a Xiaomi.

Com informações: The Verge, (2). Atualizado às 14h28.

Mais sobre: ,