Início » Celular » Samsung e Huawei crescem enquanto Apple cai em celulares premium

Samsung e Huawei crescem enquanto Apple cai em celulares premium

Apple ainda lidera segmento, com 47% das vendas de smartphones mais caros

Paulo Higa Por

A Apple continua na liderança absoluta do mercado de celulares premium, mas perdeu espaço para duas concorrentes no primeiro trimestre de 2019: a Samsung e a Huawei. De acordo com a Counterpoint Research, os coreanos conquistaram uma fatia recorde de 25% no segmento, enquanto a marca chinesa obteve boas vendas com as linhas Mate e P — mas isso pode mudar no próximo relatório.

Samsung Galaxy S10e e Huawei P30 Pro

Samsung Galaxy S10e e Huawei P30 Pro

No primeiro trimestre de 2019, 47% dos celulares premium, isto é, aqueles com preço no atacado superior a US$ 400, foram comercializados pela Apple. Ainda se trata de uma posição confortável para a empresa de Tim Cook, mas isso representa uma queda de 8% no segmento em relação ao mesmo período de 2018. A Counterpoint diz que o ciclo de vida dos iPhones subiu para cerca de três anos, o que tem afetado as vendas.

Já a Samsung conseguiu melhorar suas vendas devido às “alterações substanciais de design na série Galaxy S10 e melhor proposição de valor que oferece em comparação com os iPhones”, segundo o estudo. Isso parece se repetir no Brasil: a empresa afirma que o Galaxy S10, Galaxy S10+ e Galaxy S10e superaram em 80% o número de unidades vendidas do Galaxy S9 e Galaxy S9+ no primeiro mês de lançamento.

Huawei P30 Pro

A grande incógnita é a Huawei. Ela também conseguiu crescer, abocanhando 16% do mercado global de celulares premium e conquistando a liderança na China, ultrapassando a Apple. Só que a empresa deve sofrer neste segundo trimestre de 2019 devido às sanções americanas. Embora os aparelhos premium representem só 18% das unidades vendidas da Huawei, esta é a faixa de preço com maior margem de lucro — o que pode prejudicar os investimentos com marketing e pesquisa.

Counterpoint / Vendas de celulares premium

Como de costume, os rankings regionais são um pouco diferentes do resto do mundo. Globalmente, as maiores vendedoras de celulares premium são, na ordem, Apple, Samsung, Huawei, OnePlus e Google. Na América Latina, a liderança se inverte: temos a Samsung na frente, seguida pela Apple, Huawei, Motorola e, por incrível que pareça, a Sony, que saiu do mercado de smartphones no Brasil.

Vendas de celulares acima de R$ 3 mil crescem no Brasil

A Counterpoint informa que a América do Norte continua sendo o maior mercado dos celulares premium, com 30% de todas as vendas, seguido por China (26%) e Europa Ocidental (17%). Mas talvez o Brasil e a América Latina apareçam entre os principais em um futuro breve: a IDC mostra que os celulares acima de R$ 3 mil tiveram um crescimento de 22% no país de 2017 para 2018.

É por isto que as fabricantes têm ganhado mais dinheiro com celulares: o gasto médio com um aparelho no Brasil subiu de R$ 1.150 em 2017 para R$ 1.307 em 2018. As empresas faturaram R$ 58,1 bilhões no setor, um aumento anual de 6%, apesar de a quantidade de aparelhos vendidos ter caído 7%, para 44,4 milhões de unidades.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Victor Sanglard

Tô cagando se a Xiaomi vende mais ou menos que qualquer empresa. Eu não ganho 1 centavo se for fanboy. Pelo contrário... GASTO.
Mas ela não estar na lista não muda o fato de ser um excelente custo x benefício.
E que desembolsar mais de 4k num aparelho, por melhor que seja, apenas pra ostentar a marca que ele carrega, continua sendo coisa de retardado.
E comemorar por uma empresa X estar no ranking é bizarro.
E achar legal que a empresa de um grupo seleto de fanboys não está, e não se achar fanboy, é mais bizarro ainda.

Frederico Martins

“Bem raro você ver um iPhone”? Por onde tens andado? 😂

Frederico Martins

Eu penso nisso.

Frederico Martins

Cozinheiro tem solução pra essa queda: aumentar os preços. 😂

Keaton

Quanto ao software da Xiaomi... é uma das melhores customizações do Android que eu já tive o prazer de lidar. Pouquissimo bloatware, muitas funções que não lembro de ter visto no 9 padrão (e me fizeram parar de usar sete apps), contra: propagandas. hahaha

Wellington Gabriel de Borba

To cogitando um S10 pra ver se fico três anos com ele, pelo menos.

ochateador

não espero que o g7 power faça o serviço completo, mas o g2 fazia o serviço de maneira competente, coisa que o irmão mais novo não consegue fazer -.-"

Pelo menos já estou vendo promoção do s10e por 2600. Daqui a pouco talvez caia mais e aí seja mais fácil de fazer um upgrade.

Credulos

E ainda estará melhor que os mids atuais, vide um Galaxy S8, pela faixa de preço que vc acha ele, possível achar por uns 1700 ~1900 é muito melhor que um Moto One Vision da vida.

Credulos

De fato é complicado esperar que um mid faça um serviço de um top, a faixa de preço entre os aparelhos citados é um mar de grana.

Credulos

Xiaomi é bem difundida na China e fora de lá por quem acompanha tecnologia, o seu João e a Dona Maria que ainda compra em loja física que são ainda um numero absurdo de consumidores nem sabem que a Xiaomi existem.

rrodrigo ROOH

depois veio o iphone SE para vir com um custo mais baixo e tela pequena usando a msm carcaça do 5S se bobear srs

rrodrigo ROOH

motorola vende bastante a linha g que é bem barata, o celular mais caro da motorola no brasil é um intermediario moto z2 play e moto z3 play

rrodrigo ROOH

eu não vejo grande mudanças em migrar do 8 para o 8plus, eu ficaria mais tempo e mudaria para a linha X ou XI msm que demorasse um pouco mais, esse seu celular consegue durar muito ainda

rrodrigo ROOH

mas até esse produto de 3mil ficar em 700 reais ele vai estar muito antigo coisa de 2 a 3 anos depois

rrodrigo ROOH

sony teve aparelhos muito bons, mas ela ficou acomodada e nunca viamos ela reduzindo os preços ou tentando mudar, em 2010/13 mais ou menos muitas pessoas ainda usavam mesmo sendo cara, depois disso muitos migraram para a concorrência, eu mesmo sai da sony

Exibir mais comentários