Início » Internet » Flogão chega ao fim depois de 15 anos online

Flogão chega ao fim depois de 15 anos online

Popular na década de 2000, Flogão resistia graças a admiradores de caminhões

Emerson Alecrim Por

Um dos últimos remanescentes da internet brasileira “velha de guerra” chegou ao fim: o Flogão, serviço de compartilhamento de fotos que por muito tempo brigou com o finado Fotolog, encerrou as suas operações nesta semana.

Flogão

O serviço foi criado em 2004, mesmo ano em que o orkut surgiu. Naquela época, compartilhar fotos na internet não era uma atividade tão trivial quanto nos dias atuais: os celulares eram básicos (boa parte não tinha câmera) e as conexões à internet eram predominantemente lentas.

Além disso, as plataformas online da época eram muito limitadas. O orkut, por exemplo, só permitia a publicação de 12 fotos por usuário em sua fase inicial. Para publicar mais, o usuário tinha que apagar imagens postadas anteriormente.

Isso explica o sucesso de serviços como Fotolog e Flogão. O funcionamento era simples: o usuário transferia fotos para o seu computador (geralmente, de uma câmera digital portátil), acessava o site do seu serviço de flog preferido, publicava uma foto com uma descrição e aguardava os comentários dos seus contatos.

Sites de flogs eram redes sociais primitivas, por assim dizer, mas que cumpriam a função de interconectar pessoas com interesses em comum tendo como elemento central o conteúdo gerado por elas.

Flogão - caminhão

Mas a ação do tempo é implacável: esses serviços não se adaptaram à dinâmica dos dispositivos móveis e redes sociais mais abrangentes dominaram o mercado, com grande destaque para Facebook e Instagram.

Isso nos leva à seguinte pergunta: sendo tão ultrapassado para os tempos atuais, como o serviço conseguiu chegar a 2019? O próprio Fotolog, que tinha alcance internacional e contou com mais investimentos ao longo da sua história, com muito custo, durou até o início de 2016.

A gente encontra a resposta ao deixar de olhar para o que é mainstream: nichos. Nos últimos anos, o acervo de fotos do Flogão foi alimentado principalmente por admiradores de caminhões, ônibus e do jogo Tibia.

Esses grupos contam com canais no YouTube e têm páginas nas redes sociais, mas, para muitos participantes, o Flogão continuava sendo um ponto de encontro relevante.

Aparentemente, o engajamento desses públicos não foi suficiente para o que serviço fosse mantido ou, quem sabe, até reformulado para suportar mais recursos.

Fim do Flogão

Cristiano Costa, criador do Flogão, foi procurado pelo Estadão para comentar a decisão, mas preferiu não se pronunciar. De acordo com o jornal, ele chegou a vender o site para uma startup de nome Power.com em 2007, mas o negócio foi desfeito tempos depois.

Em 2011, Costa processou a empresa por conta do fracasso da negociação, mas perdeu a ação. Desde então, ele leva uma vida reclusa e evita pronunciamentos públicos ou contatos com a imprensa, motivo pelo qual as razões exatas para o fechamento do Flogão não foram esclarecidas.

Agora, o site do Flogão informa apenas que os usuários têm até o dia 15 de julho para baixar as suas fotos. O mesmo aviso sugere que os “órfãos” do serviço criem uma conta no Meadd, serviço de flog que também parece ter parado no tempo, mas que ao menos registra algum movimento em sua página inicial.

Indo para o Meadd ou não, os entusiastas que davam sobrevida ao Flogão não devem ficar desamparados. Além de grupos em redes sociais, eles podem recorrer a plataformas específicas para os seus hobbies.

Dois exemplos são os sites Brasil Caminhões e Ônibus Brasil: ambos funcionam como uma releitura moderna dos flogs, mas, como os nomes deixam claro, só admitem fotos de caminhões e ônibus, respectivamente.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

James

Até 2010/12 você achava muito perfil ativo no fotolog e no flogão, tanto pessoal quanto esses estilo comunidade. São traços ainda da internet underground, pra rico. O povão mesmo só começou com isso lá pra 2007/08 e olhe lá.

Não tenho saudade nenhuma

Rodrigo T.

esse mesmo! ficava no chat o dia inteiro kkkkkk
lembro que tinha ate sites alternativos pra vc poder escrever em colorido, com fontes diferentes, etc...mó h4ck3r kkkkkkk

Marlon Mattos

videos de susto e de queda kkkkk

Marlon Mattos

Só soube da existência disso ontem, e olha que tem mais de uma década que uso a internet kkk putz

Deealt Noubeza ( ͡° ͜ʖ ͡°)

pensei que esse site tinha morrido faz tempos.

F

https://uploads.disquscdn.c...

johndoe1981

Nossaaaaa, ZAZ acusou a idade, hein xD Acho que é o antigo nome do Terra, snme.

Leandro Nascimento

Eu era a pessoa mais feliz da época com meu Pentium III e fui na Santa Ifigênia e consegui, a muito custo, encontrar o modem top da US Robotics

Pereira

Foi um dia muito triste quando o hardmodem USR de 36,6K, do meu Pentium II 266MHz MMX, parou de funcionar. Na época já não existiam hardmodem para venda, só os malditos softmodem. Mas durou pouco, logo apareceu o ADSL de 128K (ou era 64K?) e o resto é história.

Eric Viana

Eu estava no ensino médio, fazendo magistério e trabalhando em escolas públicas como estagiário e em cursos de informática ensinando outras pessoas a usar o Word e Excel ;-) Naquela época, dormir era perder tempo para mim. Hoje? Necessário pra não virar um panda (olheiras) kkkkk.

Rodrigo T.

esse post e o papo do modem me lembrou do meu hsp 56 micromodem da pctel/pcchips...
tinha que add uma linha na configuracao dele pra conectar a 33k em vez de 50.666k (uahuah), a conexao ficava bem mais estável..parece q qdo c conectava a 50kbps durava nem 2h e caia..qdo conectava a 33kbps era lindo! teve um dia que durou mais de 15 horas (tenho ate print perdido por aqui)...
e esse macete foi um cara do suporte do ZAZ que havia me passado kkkkkkkk
bons tempos!!!

Felipe Liʍa

Isso pq vc nao viu os merchandising q eles fazem nos canais do YT

Felipe Liʍa

Eles tem sites e comunidades próprios

Felipe Liʍa

E tem gente q personaliza os busao com nome de bandas de forró! E ganham dinheiro com isso 🤔

Felipe Liʍa

Bons tempos de internet discada depois da meia noite pra pagar apenas 1 pulso por ligação!!!

Felipe Liʍa

Seu TIBIA continua vivo ainda

Exibir mais comentários