Início » Celular » Vivo revela mais detalhes da recarga Super FlashCharge de 120 W

Vivo revela mais detalhes da recarga Super FlashCharge de 120 W

Carregamento Super FlashCharge de 120 watts da chinesa Vivo usará cabo USB-C customizado com suporte a 20V/6A

Lucas Lima Por

Durante a feira MWC de Shangai, a fabricante chinesa Vivo deu mais detalhes sobre como funcionará sua tecnologia de recarga rápida: o Super FlashCharge tem potência de 120 watts e permite carregar um celular de 4.000 mAh em apenas 13 minutos; é o carregamento mais rápido apresentado até agora.

Apresentação do Super FlashCharge na MWC de Shangai

A Vivo já tinha publicado na rede social Weibo um vídeo demonstrando a tecnologia. A empresa afirma que, no celular de 4.000 mAh, bastam apenas 5 minutos de carga para chegar a 50%, ou 13 minutos para 100%.

A tecnologia Super FlashCharge funcionará com um cabo USB-C personalizado pela fabricante chinesa para suportar os 20 V de tensão e uma corrente de 6 A.

O mais impressionante que vimos até agora aqui no Brasil foi a recarga rápida do Huawei P30 Pro com 40 watts de potência: o celular de 4.200 mAh foi totalmente carregado em 56 minutos nos testes do Tecnoblog.

Carregar o celular em 13 minutos parece até coisa de outro mundo; é o tempo de preparar um café. Eu facilmente abriria mão de uma recarga sem fio para ter essa comodidade. Isso que o aparelho usado na demonstração da Vivo tem 4.000 mAh; imagine se a Apple implementasse isso nos iPhones, que costumam ter baterias menores que 3.000 mAh.

Samsung e Xiaomi têm carregamento a 100 W

Outra chinesa, a Xiaomi, apresentou sua recarga de 100 watts este ano, cuja produção deve começar logo para ser embarcada nos novos smartphones da empresa. Em testes, a mesma capacidade de 4.000 mAh da bateria foi carregada em 17 minutos.

Já a sul-coreana Samsung anunciou a produção dois chips para controlar o carregamento rápido de 100 watts. Ambos contam com criptografia para aplicar mais segurança nos dados que trafegam pelos cabos. A produção em massa do modelo SE8A já foi iniciada, o que pode indicar que o Galaxy Note 10 trará alguma tecnologia nova de recarga ultrarrápida.

Com informações: Digital Trends.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ja mas ai irão se queimar se depois de um ano a bateria nao aguentar mais, por isso, eu IMAGINO que eles pesquisaram e fizer um bom produto.
Alberto Prado
+/-, para certos notebooks a Dell por exemplo disponibiliza dois tipos de carregador de bateria. Um moderno que é slim e mais rápido e um tradicional que maior e mais demorado. Só não sei se é por conta de algo que tem haver só com o carregador ou com a bateria tb.
Alberto Prado
Eles podem até ter pensado nisso, mas talvez não tenha aplicado uma solução por conta de algum custo/benefício que o departamento de produto ache que não valha a pena. Já vimos isso acontecer em muitas empresas.
Islan Oliveira
Tá estagnado mesmo. Tem um limbo entre dispositivos baratos com resolução que não passa de 768p e não tem SSD e dispositivos caros com SSD e resoluções maiores (ao menos no Brasil).
Felipe Xavier
Do mesmo jeito que em 2020 teríamos carros voadores em todas as ruas?
Marcos Vinícius
6 Amperes num USB tipo -C? Só aguardando os incêndios e mortes.
Franco Luiz
Parece a tecnologia do zenfone 5
Jhonatan Paiva
O celular deveria um sistema de resfriamento pra manter a temperatura da bateria do celular sob controle, sei lá...
tuneman
Mesmo carregadores normais?Parece que a evolução dos notebooks estagnou...
FastSloth87
O padrão USB-C foi projetado pra 5A/20V (100W), acho que é tranquilo. Lembrando que são quatro contatos pra VBUS e quatro GND.
FastSloth87
Não sei, mas acho que todas essas empresas pensam igual, que o usuário tem que trocar de celular todo ano. Pode ser um tiro no pé, já que o usuário não vai querer comprar outro aparelho da mesma marca. O problema é se todas fabricantes adotarem o esquema, aí não tem pra onde correr.
johndoe1981
É vero, subestimei a inteligência dos engenheiros da empresa. Acredito que deva ser uma bateria bem parruda, com eletrodos especiais.
Daniel Silveira
Roubaram nosso Nióbio e Grafeno kkkkkkkkk
Sim, mas a VIVO tambem sabe disso. Duvido que nao estudaram bem isso pra que nao ocorra uma deterioração muito rápido.
johndoe1981
É verdade, baterias de lítio são bem mais sensíveis à temperatura que outros tipos de acumuladores (baterias recarregáveis). Acho que a própria corrente elétrica em si, se for muito elevada, já danifica as células.
Islan Oliveira
Creio que não, até porque a maioria dos notebooks ainda não são carregados via usb-c.
Alberto Prado
Exatamente oq eu penso. Quanto mais alta a corrente, mais quente a bateria fica e mais cedo ela vai pro ralo. Tanto que a Sony coloca nos Xperia uma tecnologia que dosa a quantidade de carga quando ele detecta que você tá dormindo e põe o celular para carregar. Ele só completa os 100% quando já tá perto da hora de você acorda.
tuneman
Essa tecnologia já existe em notebooks?
johndoe1981
Sei não, tenho medo dessas correntes muito altas deteriorem as células a curto prazo.
Daniel Ribeiro
6 amperes num cabo USB... Me parece MUITO errado isso. 3 amperes já é muita coisa. Os contatos metálicos do conector são tão pequenos que é difícil acreditar que realmente é possível passar toda essa corrente por ele.
Thiago Moraes
Isso é um sonho. Fico imaginando daqui uns 12 anos como vamos estar com relação a baterias. Vamos ter bateria para nave espacial ir até marte.