Início » Antivírus e Segurança » Estácio: sistema online de aulas e provas sai do ar após invasão

Estácio: sistema online de aulas e provas sai do ar após invasão

Alunos da Estácio não conseguem ver grade de aulas, notas nem histórico escolar; site e aplicativo estão "em manutenção"

Felipe Ventura Por

A Estácio uma das maiores organizações privadas de ensino superior no Brasil, está sofrendo instabilidade em sua plataforma online: os alunos não conseguem ver a grade de aulas, notas nem histórico escolar; tanto o site como o aplicativo para iPhone e Android dizem que estão "em manutenção". Mais de 500 mil estudantes usam o sistema, tanto presenciais como EAD (ensino à distância).

Estácio EAD

Ao Tecnoblog, a Estácio confirma que o sistema da instituição de ensino sofreu uma tentativa de invasão e precisou ser retirado do ar, mas que não ocorreu vazamento nem alteração interna de dados. Ela diz à Rádio BandNews que foi alvo de um "vírus".

Na quarta-feira (26), a empresa avisou em sua conta oficial no Facebook: "estamos com indisponibilidade de acesso à rede de comunicação em todo o Brasil; nossas equipes internas atuam com prioridade para normalizar a operação".

No entanto, a instabilidade continua nesta quinta-feira. Em novo comunicado, a Estácio diz que "as aulas on-line e as provas on-line estão suspensas até a normalização dos nossos sistemas". As atividades presenciais estão mantidas, incluindo as provas.

Alunos da Estácio não conseguem ver notas nem aulas

No Twitter, alunos da Estácio dizem que todos os dados acadêmicos sumiram da plataforma web e do aplicativo. O painel de desempenho está com as notas zeradas; a grade de aulas está vazia, "sem horários adicionados"; e o histórico escolar não aparece.

Ao tentar entrar no portal do aluno Minha Estácio, você é redirecionado para um domínio do serviço de hospedagem Microsoft Azure Web Sites (hoje conhecido como Aplicativos Web) e se depara com a mensagem "desculpe o transtorno, estamos em manutenção; voltamos em breve".

Estácio

Enquanto isso, o aplicativo permite fazer login, mas sem mostrar os dados do aluno; ou avisa: "estamos em manutenção".

Estácio

A Estácio tem cerca de 90 unidades e mais de 500 polos de ensino. A empresa fechou o primeiro trimestre com 561,3 mil alunos, dos quais 239,2 mil são EAD (ensino à distância).

No entanto, todas as modalidades de curso têm aulas online: no presencial, até 20% da carga horária é ministrada pela internet. O EAD é 100% online; há também o Flex, que combina ensino à distância com atividades práticas presenciais em laboratório.

Nenhum dado foi vazado ou alterado, diz Estácio

Em comunicado ao Tecnoblog, a Estácio explica que alguns computadores de seus colaboradores "foram alvo de uma tentativa de invasão". Por isso, a empresa iniciou o plano de contingência e tirou a rede do ar. Segundo ela, "nenhum dado foi vazado ou alterado".

Esta é a nota na íntegra:

Na quarta-feira, alguns computadores de colaboradores da Estácio foram alvo de uma tentativa de invasão. Assim que a tentativa foi constatada, a empresa adotou o procedimento padrão nesses casos, que é iniciar um plano de contingência e tirar a rede do ar. O objetivo desse tipo de atitude é conter a invasão, preservando as informações dos nossos alunos, e foi alcançado com sucesso: nenhum dado foi vazado ou alterado.

Embora o ataque tenha sido contido, o restabelecimento de uma rede complexa como a da Estácio leva tempo. Por isso, as provas dos nossos cursos de Ensino a Distância foram suspensas temporariamente.

As equipes internas estão atuando para normalizar a operação da rede -- que, por sua complexidade e abrangência, demanda tempo para ser totalmente restabelecida.

Atualizado às 15h19 com posicionamento da Estácio.