Início » Negócios » Jony Ive deixa a Apple após 30 anos para formar empresa de design

Jony Ive deixa a Apple após 30 anos para formar empresa de design

Jony Ive abrirá empresa de design LoveFrom e terá Apple como cliente; designer esteve envolvido no iMac, iPhone e Apple Watch

Por
16 semanas atrás

A Apple deixará de ter Jony Ive como diretor de design: ele vai sair até o final do ano para abrir uma empresa independente de design chamada LoveFrom, cujo primeiro cliente será a própria Apple. O designer esteve envolvido em diversos produtos de sucesso, como o iMac, o iPhone e o Apple Watch; além de cuidar do novo campus Apple Park.

Apple Mac Pro (2019) e Pro Display XDR

Tim Cook e Sir Jony Ive

“Depois de quase 30 anos e inúmeros projetos, estou muito orgulhoso do trabalho duradouro que fizemos para criar uma equipe de design, processo e cultura na Apple que é sem igual”, diz Ive em comunicado.

Por enquanto, a Apple ficará sem um diretor de design. Evans Hankey continuará sendo vice-presidente de Design Industrial, enquanto Alan Dye seguirá como vice-presidente de Design de Interface Humana. Ambos responderão ao diretor de operações Jeff Williams, que se envolverá mais de perto com as duas equipes.

“Jony é uma figura singular no mundo do design e seu papel no renascimento da Apple não pode ser exagerado, do inovador iMac de 1998 ao iPhone e à ambição sem precedentes da Apple Park”, diz o CEO Tim Cook no comunicado.

Ive afirma ao Financial Times que formará uma nova empresa chamada LoveFrom ainda este ano, e que a Apple será sua primeira cliente: “embora eu não seja um funcionário, ainda estarei muito envolvido — espero que por muitos e muitos anos”. Ele vai trabalhar com o designer Marc Newson, que foi contratado pela Apple em 2014 e que também está de saída.

Segundo Ive, a decisão de sair veio após a conclusão de seus maiores projetos, incluindo o Apple Park: o novo campus para funcionários começou a ser projetado em 2004 e foi inaugurado oficialmente há algumas semanas.

Apple também perdeu diretora de varejo este ano

A Apple passa por um momento complicado devido à queda na venda dos iPhones, e tenta depender menos da venda de hardware. A empresa está conseguindo faturar mais com serviços, e terá o lançamento do Apple Arcade e Apple TV+ nos próximos meses.

Este ano, a Apple teve outra baixa em seu alto escalão: a diretora de varejo Angela Ahrendts deixou a empresa “para novas atividades pessoais e profissionais”. Ela entrou para o conselho do Airbnb.

Ahrendts cuidou da reinvenção das Apple Stores, que passaram a servir mais como uma forma de experimentar produtos e ensinar como usá-los; o foco passou a ser em vendas online. A estratégia deu certo, mas teve problemas na China, levando a um desempenho menor que o esperado no final de 2018. A executiva deixou o cargo em abril.

Com informações: TechCrunch.

Mais sobre: ,