Início » Telecomunicações » Balão do Google quebra recorde e levará internet a regiões do Quênia

Balão do Google quebra recorde e levará internet a regiões do Quênia

A Loon anunciou que seu balão ficou no céu por mais de sete meses e completou uma volta ao mundo

Victor Hugo Silva Por

A Loon, divisão da Alphabet que oferece internet por meio de balões anunciou um novo recorde nesta terça-feria (2). De acordo com a empresa ligada ao Google, o balão P-496 permaneceu na estratosfera por sete meses, mais especificamente 223 dias.

O balão saiu de Porto Rico em 18 de novembro, deu uma volta ao mundo, testou algoritmos de voo sobre o Oceano Pacífico por 140 dias e aterrisou no Peru no domingo (30). Ele percorreu 180 mil quilômetros e quebrou o recorde anterior da empresa, de 198 dias.

O experimento da Loon tem o objetivo de viabilizar o acesso à internet para pessoas que estão em áreas rurais e remotas. Para isso, os balões levam painéis solares que carregam a bateria e uma cápsula com equipamentos para guiá-los.

A marca alcançada pela Loon indica que seus balões estão mais duráveis. “Muitos fatores influenciam a longevidade do balão, incluindo o material usado, o estresse imposto ao balão pela adição e subtração repetidas de ar ao sistema e as condições na estratosfera”, diz a companhia ao CNET.

Balões da Loon levarão internet ao Quênia

Ainda este ano, a Loon realizará seu primeiro teste comercial. Em parceria com a Telkom, a companhia oferecerá internet a consumidores de vilarejos localizados em uma região montanhosa do Quênia. Os preços serão parecidos aos cobrados de clientes que usam a infraestrutura de rede tradicional.

Ao mesmo tempo em que será uma chance de quebrar o recorde novamente, a iniciativa servirá para a empresa mostrar que seu modelo é, de fato, viável. Para algumas operadoras, a Loon ainda precisa mostrar que o serviço pode ser confiável e ter um preço competitivo.

O balão saiu de Porto Rico, deu a volta ao mundo e aterrisou no Peru

O balão saiu de Porto Rico, deu a volta ao mundo e aterrisou no Peru

Com informações: TechCrunch, Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

shinodaluk

ele fica na estratosfera, então ele está acima da área onde o clima pode afetar sua operação, porém, claramente, o clima pode afetar o recebimento do seu sinal, como qualquer operação a rádio.

hamster

Eu me pergunto se o Google realmente tem interesse em levar internet para lugares distantes. O projeto foi anunciado há 6 anos (!!), como substituto de um outro projeto abandonado pelo Google, e até agora não tá funcionando em lugar algum.

Só como comparação, esse ano o Musk soltou uma cacetada de satélites em órbita da Terra pra levar internet pro mundo todo.

Samuel Abreu

diria que é algo praticamente impossível

Bender Rodríguez

É possível o balão ficar sobrevoando uma única região sem ser interferido por mudanças climáticas?