Início » Internet » Fim da briga: YouTube volta ao Fire TV e Prime Video estreia no Chromecast

Fim da briga: YouTube volta ao Fire TV e Prime Video estreia no Chromecast

Amazon e Google se estranhavam há anos, com bloqueio de serviços e interrupção de vendas

Paulo Higa Por

A briga entre Google e Amazon terminou oficialmente nesta terça-feira (9). O YouTube lançou um novo aplicativo para os dispositivos da Amazon, incluindo o Fire TV Stick, enquanto a Amazon está atualizando o Prime Video para suportar o Chromecast e equipamentos com Android TV.

YouTube bloqueado na Amazon

As duas empresas se estranhavam há anos. Em 2017, o Google bloqueou o aplicativo do YouTube no Echo Show, assistente pessoal com tela de 7 polegadas, porque a implementação da Amazon estaria violando os termos de serviço. A loja de Jeff Bezos deu o troco: parou de vender diversos produtos da Nest, empresa que faz parte da Alphabet, sendo que o Chromecast já não era comercializado desde 2015.

Como forma de retaliação, o Google bloqueou o acesso ao YouTube também no Fire TV e Fire TV Stick, alegando política de reciprocidade. A Amazon chegou a fazer uma gambiarra, lançando os navegadores Firefox e Silk em seus set-top boxes com o claro objetivo de permitir o acesso à versão web do serviço de vídeos do Google e contornar o bloqueio, mas o método não trazia todos os recursos.

Amazon Fire TV Stick

Pois bem: a partir desta terça-feira (9), o YouTube estará disponível oficialmente no Fire TV Stick 4K, Fire TV Cube, Fire TV Stick Basic Edition (o mesmo modelo vendido no Brasil) e Fire TV Stick de segunda geração. Smart TVs da Toshiba, Insignia, Element e Westinghouse também estão ganhando suporte oficial. Trata-se de um aplicativo completo, inclusive com comandos de voz da Alexa.

Já a Amazon vai liberar uma atualização para os aplicativos do Prime Video para Android e iOS com o objetivo de permitir o streaming em Chromecasts. O serviço de streaming da Amazon também será lançado para mais dispositivos com Android TV; até então, ele era restrito a gadgets como o Nvidia Shield, que nem chegou a ser lançado no Brasil.

Comportem-se, meninos.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Liʍa

e as animacoes da FOX

Tiago Celestino

Estava esperando isso para assinar o Prime Video.

Valdir Casotti

Conseguia instalar no Android TV via gambiarra

Rubens

> Disney todo mundo vai ter de qualquer forma
> (impossível não ter, até pela carga emocional
> e de conteúdo que ela tem).

Bom, eu nao tenho o menor interesse no serviço de streaming da Disney, por conta do conteudo deles ser todo infanto-juvenil. Prefiro o conteudo para adultos, como as boas series da Netflix e Amazon.

O unico conteudo Disney que me interessa sao as animacoes de computacao grafica, ja que eles compraram a Pixar. Mas isso é coisa de, NO MAXIMO, duas animacoes POR ANO (uma da Disney, outra da Pixar). Muito pouco para valer a pena assinar o serviço.

.

Tiago Celestino

Todo mundo é muito relativo. A depender do preço, muita gente vai preferir piratear mesmo.

Luiz Fernando

Exatamente, a Disney Plus é obrigatório. A Apple TV será puro fracasso uma vez que não terá conteúdo licenciado

GuilhermeSMello

O Android TV pode estar crescendo enquanto SO de SmartTVs mas ainda precisa abocanhar mais mercado: o Tyzen da Samsung e o WebOS da LG são grandes players nesse mercado. Até mesmo o Fire OS da Amazon está crescendo tanto quando o Android TV como SO para fabricantes que não tem seu próprio sistema.

Beethoven

Amém!!!

André Noia

Aqui tá funcionando bem. Finalmente vou parar de usar o notebook espelhado na TV. Mas essas legendas no chromecast... Tá difícil essa tarja preta. https://uploads.disquscdn.c...

Diogo

Provavelmente foi isso sim. Mas, eu não sei dos bastidores, porém eu acho que deva ter rolado um "poder de barganha" aí (vulgo ameaça), considerando o serviço de streaming da Disney e uma possível exclusividade com a Amazon. O Google se acha a última bolacha do pacote e creio que em outras circunstâncias não teria recuado por puro orgulho.

Matheus Santos

Hoje assisto mais no Prime do que na netflix, embora com o catalogo menor o Prime ganhe em qualidade, conseguem equilibrar com series mais antigas(seinfeld,the office,30 rock...) com mais novas(american gods, mrs maisel,good omens...
Com a entrada do chromecast espero que a base de assinantes aumente e como consequencia melhorem o app na parte de buscas e indicaçoes.
O serviço de legendas poderia melhorar tambem....

mario jorge

Comprei um fire stick recentemente e o YouTube pelo navegador Silk funciona muito bem, vejamos se o app vai mudar alguma coisa.

hamster

"Don´t be evil"

rmcrys

De certeza que foi a Amazon que pagou bem. A Amazon precisa muitíssimo mais da Google/YouTube do que Google (android TV) do Amazon Prime. Eu tenho e é quase tudo pago extra: com um par de filmes e um episódio e já pago o mesmo que pelo acesso completo ao Netflix! E os filmes e séries Netflix são muito melhores...

Acho que foi um acordo monetário e de consolidação do Android TV como SO de TV com acesso às várias plataformas de streaming.

Diogo

Independente de quem está certo ou errado, o Google precisava desse tapa na cara.

Exibir mais comentários