Início » Telecomunicações » É oficial: Brasil assina acordo para fim do roaming no Mercosul

É oficial: Brasil assina acordo para fim do roaming no Mercosul

Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai assinaram acordo durante reunião de cúpula do Mercosul nesta quarta-feira (17)

Paulo Higa Por

Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai assinaram nesta quarta-feira (17) um acordo para acabar com a cobrança das tarifas de roaming internacional dentro do Mercosul. A negociação, que já havia sido confirmada pela Anatel, pode reduzir o custo para se comunicar no exterior, que chega a R$ 33 por megabyte trafegado, dependendo da operadora.

Pessoa com mala de viagem no aeroporto (Foto: rawpixel.com/Pexels)

A tarifa de roaming internacional é devida quando o cliente utiliza seu plano de celular fora do país de origem. Quando isso acontece, o aparelho precisa se conectar à rede de uma operadora local parceira. Os acordos entre as empresas de telefonia tornam o serviço caro em quase todo o mundo, por isso, muitos turistas optam por comprar um chip de uma operadora local para escapar das altas cobranças.

A decisão anunciada pelos líderes do Mercosul segue o exemplo da União Europeia, que aboliu as tarifas de roaming em 2017. O acordo de livre comércio entre os dois blocos econômicos já previa uma cooperação para fornecer “serviços de roaming transparentes e com tarifas razoáveis”, segundo o G1.

Ainda não há prazo para que o fim do roaming internacional passe a valer dentro do Mercosul, já que o acordo precisa ser votado pelo Congresso.

O cumprimento do acordo deverá ser mais fácil para a Claro, do grupo América Móvil, que possui operadoras em todos os países-membro do Mercosul e já oferece roaming internacional sem custo nas Américas para os clientes do pós-pago. A Telefónica, dona da Vivo, também atua na Argentina e no Uruguai. Já a TIM e a Oi precisarão depender de acordos com as operadoras parceiras.

Quanto custa utilizar o celular no exterior

Viagem

Atualmente, quem viaja para o Mercosul paga as seguintes tarifas:

Claro

  • No pós-pago, o cliente pode adquirir uma diária de internet por R$ 29,90 com 50 MB de dados. As ligações para o Brasil custam US$ 3,53, enquanto uma chamada local ou chamada recebida custa US$ 1,67 por minuto.
    • A operadora também possui o Passaporte Américas, que custa R$ 119,90 por ano (parcelado em 12 vezes) para clientes do pós-pago e está embutido nos planos pós-pagos atuais. O Passaporte permite usar sua franquia de dados em 18 países da América; além disso, é possível ligar para qualquer operadora do Brasil e para números locais do país visitado, usando os minutos do plano.
  • No controle, a chamada originada e recebida custa R$ 3,29 por minuto. O serviço de dados está disponível com a cobrança de R$ 2,99 por megabyte trafegado
  • No pré-pago, a chamada originada e recebida custa R$ 3,39 por minuto. Você paga R$ 2,99 por megabyte trafegado.

Oi

Apenas clientes do pós-pago conseguem utilizar roaming internacional. A operadora vende um pacote mensal de 500 MB ao custo de R$ 99,90 por dia, assim como um pacote diário de 1 GB pelo valor de R$ 189,90. Para ligações, um pacote com 50 minutos de ligações custa R$ 59,90. Caso o cliente opte pela tarifação avulsa, o minuto de chamada efetuada ou recebida custa US$ 1,94.

TIM

  • No pós-pago, a diária de internet contém 500 MB por R$ 39,90 na América do Sul. É possível contratar um pacote semanal de 3 GB ou 5 GB, pelos valores de R$ 199,50 e R$ 279,30, respectivamente. Um pacote mensal com 8 GB custa R$ 598,50. Para chamadas de voz, a tarifação é de R$ 2,49 por minuto originado ou recebido.
  • No controle ou pré-pago, a chamada originada e recebida custa R$ 4,49 por minuto. O serviço de dados está disponível com a cobrança de R$ 33 por megabyte trafegado.

Vivo

  • No pós-pago, a operadora vende uma diária contendo voz e dados por R$ 39,90. O cliente pode utilizar até 1 GB de internet por dia na Argentina e Uruguai e 200 MB por dia no Paraguai, fazer 50 minutos em ligações locais ou para o Brasil, receber chamadas e enviar SMS sem limites.
  • No controle ou pré-pago a chamada originada e recebida custa R$ 2,99 por minuto. O serviço de dados está disponível com a cobrança de R$ 2,90 por megabyte trafegado.
  • No Vivo Easy, a chamada originada ou recebida custa R$ 0,10 por minuto. O serviço de dados está disponível com a cobrança de R$ 0,10 por megabyte trafegado. No entanto, clientes desse plano estão temporariamente impossibilitados de fazer a recarga para serviços internacionais.

Nextel

O serviço está disponível apenas para clientes de planos pós-pago. A Nextel não possui acordo de roaming com operadoras do Paraguai, mas sim na Argentina e Uruguai.

A operadora vende um pacote de créditos custando R$ 69,99, e o cliente pode usar tanto para voz, dados ou SMS. O minuto de ligações ou SMS custa R$ 1,75, e o megabyte de internet custa R$ 0,35. Fazendo as contas, o pacote dá direito a 200 MB de internet, 40 minutos ou 40 SMS.

Colaborou: Lucas Braga.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

gust4v8

ele vai acabar com tudo, só dar tempo

gust4v8

não, ele citou um exemplo de movimentação interna que vai ser o modelo para o mercosul... vc pode sair de um país bosta para outro e continuar sendo tarifado com os minutos normais do seu plano.

gust4v8

união dos países mais bosta do mundo

gust4v8

a união dos países mais bosta do mundo...

gust4v8

grande governo, vai te dar roaming pra pais bosta
e tirar sua aposentadoria...

junior

eita! sempre tem que envolver a política pqp

TotalNoob_Vs_theZ

“ eh dificil colocar na balanca todos e ver o que eh melhor”

Intao Andre. Esta ae mais uma razao para finalizar de uma vez.

Vamos buscar os acordos que na balanca, sejam pelo menos de igual para igual. Assim ja estaria de bom tamanho e bem melhor que hj em dia

Gabriel Naldis
Gabriel Naldis

Gênio! 🐴

Baio-kun

Barato pow. Bill Gates não consegue gastar dinheiro rápido o suficiente, mesmo doando bilhões pra caridade. Manda ele aqui pro BR que ele consegue.

André G

O Mercosul tem problemas mas também tem vantagens, é difícil colocar na balança todos eles e ver o que é melhor.

TacacaNuclear®

Rapaz, tem gente dizendo que não existe projeto de governo. Só pode ser piada. Quer projeto maior do que desfazer todas as coisas que nos travavam durante décadas? Analisar tudo que vinha sendo feito em cada ministério, otimizar, inovar,
rever cada conjunto de leis e regulações. Não é fácil não. Não se poderia ter um "plano" ser ver o que é possível fazer com base no que já existe(emtodos os sentidos: estruturais, legislativos, administrativos, etc)

André G

Como se isso tivesse sido ideia do governo atual...

Os representantes do governo atual falavam até mal do Mercosul e queriam acabar com o tratado.

leoleonardo85

Mas a matéria diz que não haverá tarifa extra, vai ser como se você tivesse trocado de bairro na sua cidade no BR

Michel

Não entendi, a matéria fala do fim do roaming internacional, isso que vc citou é o roaming nacional, quer dizer que o nacional tmb será extinto?

Exibir mais comentários