Início » Negócios » Netflix perde assinantes nos EUA e cresce pouco no mundo

Netflix perde assinantes nos EUA e cresce pouco no mundo

É a primeira vez em oito anos que a Netflix apresenta redução de assinantes nos EUA

Paulo Higa Por

A Netflix apresentou na noite de terça-feira (17) seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2019 e os números não foram bons. Pela primeira vez em oito anos, a empresa teve redução na quantidade de assinantes nos Estados Unidos. No resto do mundo, o serviço de streaming ganhou 2,8 milhões de usuários, mas o resultado é pouco mais da metade do previsto anteriormente pela companhia.

Netflix / Stranger Thinigs

Entre março e junho de 2019, a Netflix perdeu 126 mil assinantes nos Estados Unidos, contra um crescimento esperado de 300 mil. No mercado estrangeiro, a expectativa da plataforma era ganhar 4,7 milhões de assinantes, mas só atingiu 60% da meta. A Netflix terminou o período com 151,6 milhões de usuários pagantes em todo o mundo.

A última vez que a Netflix reportou uma queda no número de assinantes no mercado doméstico foi no terceiro trimestre de 2011. Mas, naquela época, a empresa passava por uma transformação em seu modelo de negócios: o serviço de entrega de DVDs em domicílio foi separado da plataforma de streaming, o que faria as assinaturas subirem 60% para os consumidores que quisessem manter as duas opções.

O faturamento da empresa ficou em US$ 4,92 bilhões no segundo trimestre de 2019, em linha com as expectativas do mercado e representando um crescimento de 26% em relação ao mesmo período do ano passado. Ainda assim, não foi suficiente para acalmar os ânimos: as ações da Netflix na bolsa de valores Nasdaq caíram 10,89% após o fechamento do mercado.

E por que o número de assinantes não subiu tanto? “Não acreditamos que a concorrência tenha sido um fator, já que não houve mudança significativa no cenário competitivo durante o segundo trimestre. […] Em vez disso, acreditamos que nossa lista de conteúdos no segundo trimestre gerou menos crescimento em adições líquidas pagas do que prevíamos”, disse a Netflix.

Stranger Things 3

Stranger Things 3

A empresa acredita que o terceiro trimestre será melhor, com 7 milhões de assinantes novos. Isso porque as primeiras duas semanas já foram fortes, com o lançamento da terceira temporada de Stranger Things. Além disso, haverá novos episódios de La Casa de Papel, The Crown e o fechamento de Orange is the New Black. A Netflix também acredita no potencial dos filmes The Irishman (dirigido por Martin Scorsese) e 6 Underground (Michael Bay).

Fato é que a Netflix vai enfrentar uma concorrência forte em breve: o Apple TV+ e o Disney+ serão lançados ainda este ano. Sem contar que a Warner e a NBCUniversal também estão planejando suas plataformas de streaming, o que fará a Netflix perder a licença de séries como Friends e The Office. Hoje, conteúdos da Disney/Fox, Warner e NBCUniversal representam entre 60% e 65% das horas assistidas na Netflix.

Com informações: Variety.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Guaip

Amazon eu estou no segundo mês de 6 por 7,90 e por enquanto estou gostando. Não que seja incrível, mas por esse preço é bom ter uma alternativa ao Netflix. As vezes o cara até esquece que existe conteúdo fora do Netflix.
Não sei se vai durar mais que esses 6 meses, mas tem uns filmes diferentes e uns originais interessantes.

Paulo Roberto

Está caindo muito o nível das séries e filmes de produção própria. Comecei a ver Shaft com a minha esposa e quando comentei sobre o roteiro idiota e os diálogos risíveis ela disse que eu tinha lido o pensamento dela. A última série com um pouco mais de neurônios e profissionalismo que assisti foi O Método Kominsky. Designated Survival até que começou bem, mas perdeu o fôlego na segunda temporada. Está difícil encontrar uma produção original deles de boa qualidade e o que sobra são alguns bons filmes de Hollywood já meio antigos.

Luis

Essa briga de cada um com suas exclusividades quem perde somos nós mesmo, nem todo mundo vai ficar assinando TV por assinatura + os pacotes de streaming, em breve a pirataria vai voltar a reinar

Eric Viana

O mercado de streaming vai correr um risco de queda forte em breve. Com esse processo em que todo produtor de conteúdo tem seu próprio serviço (Apple, Disney, HBO, Fox, Globo para citar alguns aos quais temos acesso) o mercado vai ser diluído e depois é certo que vai começar a retrair... O que provavelmente veremos é o retorno forte da pirataria uma vez que as pessoas não vão conseguir pagar por tantas assinaturas...

Eric Viana
Jefferson Rodrigues

O que mais gosto no APP da Amazon é que dá pra configurar a resolução do vídeo. Isso ajuda muito a quem usa dados móveis.

Paulão da Regulagem

Modelo de locação “a granel” sai muito caro na prática. Locar duas séries e dois filmes sairia mais caro que a mensalidade. Pessoalmente, nunca vi ninguém pagar aluguel no YT ou iTunes..

As pessoas não pagam pra ver 100% do conteúdo. E eles sabem disso. Cobram do que eh mais interessante e usam o resto para públicos ultra específicos e para inflar o catálogo.

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Noffa, fiquei tisti agola

Carlos Gomez

Não tem só coisa velha amigo. Faz quanto tempo que assinou Amazon Prime? E prefiro coisa velha mas de qualidade, do que ter que aguentar o acúmulo de lixo radioativo da Netflix.

Daniel R. Pinheiro

O ponto dele faz sentido (claro, os "99%" só pode ser hipérbole). O mercado de smartphones, por exemplo, no último trimestre teve uma leve queda, em relação ao ano passado. E já estamos no quinto trimestre consecutivo de queda (Fonte). Isso significa que menos pessoas no mundo estão usando smartphones? O mercado está correndo risco?

Marcelo Neri

Muito obrigado, um dia você chega lá...
Mas pensando bem, usando Netflix não vai.

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Pago Netflix, uso Telecine Play, HBO Go e Now da conta da NET do meu pai, o que faltar pego no torrent...

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Fora meia duzia de filmes mais novos e conteúdo original, só tem coisa velha, e pouca coisa em 4k

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Uau, vc está em primeiro na escala dos cinéfilos, parabéns...

Miguel

Fonte: tirei do rabo

Exibir mais comentários