Início » Legislação » União Europeia multa Qualcomm em € 242 milhões por preços predatórios

União Europeia multa Qualcomm em € 242 milhões por preços predatórios

Equivalente a R$ 1 bilhão, multa é a segunda punição da Comissão Europeia à Qualcomm

Emerson Alecrim Por

Parecia que a Qualcomm teria um período de paz após encerrar as batalhas judiciais contra a Apple. Só parecia: na quarta-feira (17), a Comissão Europeia multou a Qualcomm em € 242 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) por entender que a companhia forneceu chips 3G com preços excessivamente baixos para prejudicar a concorrência.

Qualcomm

As investigações das autoridades europeias apontam que, entre 2009 e 2011, a Qualcomm vendeu chips 3G à Huawei e à ZTE com preços abaixos do custo para impedir que a então rival Icera conseguisse prosperar nesse segmento.

Na época, a Qualcomm respondia por 60% do mercado de chips 3G para dispositivos móveis, três vezes mais do que a concorrente. No entendimento da União Europeia, a Icera tinha potencial para crescer nesse segmento, pois seus chips apresentavam bom desempenho, mas a política de preços “predatória” adotada pela Qualcomm a impediu de competir.

“A Qualcomm vendeu esses produtos com preços abaixo do custo com a intenção de eliminar um competidor”, diz Margrethe Vestager, comissária antitruste da Comissão Europeia.

Se por consequência da estratégia agressiva de preços da Qualcomm ou não, o fato é que a Icera acabou sendo vendida para a Nvidia em 2011 e praticamente saiu do mercado de chips para redes móveis em 2015.

Talvez essa decisão teria sido diferente se as investigações não tivessem demorado tanto. A Icera apresentou uma denúncia de práticas anticompetitivas contra a Qualcomm em 2010, mas as investigações da União Europeia só começaram efetivamente em 2014.

União Europeia - bandeira

É improvável, porém, que a punição recém-aplicada tenha efeito sobre as estratégias de hoje da Qualcomm, até porque nenhuma prática atual da companhia foi questionada pela Comissão Europeia nessa decisão.

Na verdade, a própria entidade dá a entender que a multa foi aplicada para que o caso sirva de exemplo para outras companhias. O valor de € 242 milhões corresponde a 1,7% da receita da Qualcomm em 2018.

A Qualcomm comunicou que irá apelar da multa e mostrar que a decisão da Comissão Europeia não tem mérito. Já a Nvidia não se pronunciou.

Vale lembrar que essa não é a primeira multa que a Qualcomm recebe da União Europeia. Em 2018, a companhia foi multada em € 997 milhões por, no entendimento da Comissão Europeia, ter firmado um acordo anticompetitivo de fornecimento de chips para Apple.

Com informações: Bloomberg.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

hugo

Seria ideal se todas as empresas de produtos e serviços vendessem seus produtos/serviços por preços abaixo do custo. Bom para nós consumidores é claro, hehe.

Fernando Val

Disse o revoltado.

Danilo Cursino

Porque liberal tem o fetiche em achar que não é doutrinado em acreditar nessas bostas? Liberalismo é ideologia também tá? Não chora, isso, não chora, calma, respira, calma, não chora.

Fernando Val

Aí uma empresa do Brasil vê uma ótima oportunidade de negócios com uma empresa da Austrália e tem de se preocupar se alguma empresa européia pode reclamar a perda da mesma oportunidade por não conseguir baixar seus preços para competir com a brasileira.

Em tempos de globalização a UE pode multar qualquer um, mesmo que a negociação entre comprador e vendedor não envolva um europeu, mas prejudique um europeu que não consegue ser "competitivo" (sem que isso pareça protecionismo).

Às vezes eu tenho a sensação de que a UE quer ser polícia do mundo e tem gente muito mais preocupada com a ganância do tio Sam e "camaradagem" do Putin.

Não lembro de nenhuma notícia da UE multar a Nokia por suas práticas anticompetitivas e quase monopólio, quando esta dominava o mundo com seus dispositivos (até começar a cometer erros estratégicos primários e perder mercado para quem enxergou a mudança no mercado).

Fernando Val

Disse o doutrinado.

Felipe Costa Gualberto

muuu

Felipe Costa Gualberto

gado d+

Felipe Costa Gualberto

"quem vamos comprar na UE?"

Felipe Costa Gualberto

muuuuuuu

Felipe Costa Gualberto

Aí entra outra empresa aparece e vende mais barato.
Mas é claro que ela só nasce se for fácil entrar no mercado e não tiver um excesso de regulamentações.

Jarbas Coqueiro

Não é bom na prática e nem na realidade. Quem ganha com o dumping é o consumidor que pode comprar algo abaixo do preço de custo.

Jarbas Coqueiro

Barato é predatório
Caro é exploração
Na m

zephyr1an

mmmi, UE comunista

Danilo Cursino

Depende. Vc pastou? Se não pastou, se esforce mais para pastar, corra atrás, não se deixe levar pelas adversidades, enquanto eles pastam, conheça o pasto, enquanto eles dormem estudo o pasto. Eu no seu lugar já teria aberto uma empresa de pasto, porque eu não sou de mimimi, eu corro atrás, seu comunista.

Andre Kittler

Isso é extremo e sem logica.
A ação deles foi tomada com intuito de acabar com concorrência - logico pois estavam fabricando a 100 e vendendo a 80, isso nenhuma empresa faz.

Não é nenhuma surpresa, todas as ações da UE contra esses gigantes são obvias. Não são empresas com seu dia a dia que recebem uma multa e oh, eu não sabia. Eles decidem fazer algo esticando a força do braço para desbalancear o mercado para eles, isso não é e nunca foi acidente. E eles SABEM dos riscos, a ponto que o facebook (outro exemplo recente, USA agora) conseguiu ganhar dinheiro ao receber uma multa de US$ 5.000.000.000

Exibir mais comentários