Início » Aplicativos e Software » Google remove aplicativos de espionagem da Play Store

Google remove aplicativos de espionagem da Play Store

Os aplicativos de stalkers removidos da Play Store tinham mais de 130 mil downloads

Victor Hugo Silva Por

Ainda que o Google analise o que é enviado para a Play Store, alguns aplicativos que violam políticas da plataforma acabam chegando aos usuários. É o caso de apps voltados para seguir os passos de terceiros e ter acesso às suas ligações e mensagens.

O Google removeu sete aplicativos do tipo da Play Store apenas esta semana. Os stalkerware, como são chamados, costumam ser oferecidos como ferramentas de controle de pais. Porém, boa parte do público são stalkers que perseguem outras pessoas em relacionamentos abusivos.

Com cerca de 130 mil downloads, os aplicativos saíram do ar após denúncia feita pela Avast. Eles eram capazes de rastrear a localização de uma pessoa e davam acesso à sua lista de contatos e ao seu histórico de ligações e mensagens de texto.

Para piorar, a vítima dificilmente sabia que estava sendo espionada porque os aplicativos não exibiam ícones no celular. O Google diz que eles foram removidos pois sua política proíbe apps de espionagem. A empresa também incentivou usuários a denunciarem outros serviços que violem as regras.

O chefe de inteligência e segurança contra ameaças móveis da Avast, Nikolaos Chrysaidos, afirma que alguns dos aplicativos tinham descrições bastante explícitas. O texto usado por eles na Play Store indicava que eles permitiam "ficar de olho em traidores".

"Esses aplicativos são altamente antiéticos e problemáticos para a privacidade das pessoas e não devem estar na Google Play Store, pois promovem comportamento criminoso e podem ser utilizados por empregadores, stalkers ou parceiros abusivos para espionar suas vítimas", comentou.

Com o surgimento de mais aplicativos de espionagem, antivírus de empresas como Avast, Symantec e Kaspersky passaram a bloquear esses programas. A Kaspersky, por exemplo, conseguiu identificar, apenas em 2018, apps de espionagem em mais de 58 mil dispositivos.

Com informações: CNET.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Love
Isso isso kkVc teria que pegar o celular da pessoa, e add seu gmail como "amigo confiável" no Google Maps, a partir daí vc recebe a localização dela no seu app do Google Maps.Quase a mesma coisa desse apps da matéria, vc teria que ter acesso ao celular da pessoa de qualquer maneira para ativar tudo.
Gaba
LOL… realmente não sabia disso. Mas pelo que entendi você não pode “adicionar pessoas” pra ver a localização delas sem que elas estejam na sua lista de contatos, e sem que elas aceitem. Pelo que entendi (pelo menos no meu Google Maps aqui) eu posso adicionar pessoas pra ver minha localização, mas não pra ver a delas…
Love
Ué, no Google Maps, é possível add "amigos/parentes" para seguir a localização exata da pessoa kkkkNão exibe notificação, e as várias pessoas que sabem utilizar o app nem sabem da existência dessa ferramenta, e vem de fábrica ein xD
Valdo
Removeu o fotos e o Gmail também? Kkkk
Jefferson Rodrigues
Esses tipos de apps são uma grande ajuda para descobrir traição. Kkkk
Marcelo
A definição de app spy é basicamente a descrição do próprio Google...Não entendi o porque de banirem esses apps então
Franco Luiz
Ferrou pros infies
Andre Kittler
Os aplicativos parecem bem claros no que fazem. Mas beleza, entendo o problema de privacidade e que o google não aceita concorrência em meus dados.O problema é que bloqueando aplicativos "maliciosos" como esses, com uso e necessidade real e que fazem exatamente o que a pessoa que instalou deseja, incentiva essa pessoa a procurar o APK dos mesmos, e agora sim estamos falando de um buraco cheio de aranhas....
thejorsias
Agora só falta remover todos os da própria Google kkkk