Início » Celular » O Symbian está morrendo, Parte II: A Nokia se pronuncia

O Symbian está morrendo, Parte II: A Nokia se pronuncia

Por
9 anos atrás

As coisas estão acontecendo tão rápido que muita gente ficou confusa. De repente, parece que o Symbian virou a ralé dos dispositivos móveis.

Recebi muitos e-mails depois que comentei aqui no Tecnoblog que o Symbian está morrendo. E mais ainda quando postei no meu blog que aposentei meu E75. Acabei convidando um desenvolvedor para expor seu ponto de vista de mercado.

De repente, começaram a pipocar notícias de blogs fechando as portas. O popular World of Nokia acusou a Nokia de falta de criatividade, e anunciou encerramento de suas atividades. Ao mesmo tempo, a Nokia disse que N8 será o último Nseries com Symbian, o que só colocou lenha na fogueira. Para evitar uma debandada em massa dos desenvolvedores, logo se retratou dizendo que a plataforma continua firme e forte, e que os planos para o Symbian^4 continuam.

Complicado acreditar, já que muitos dos anúncios da Nokia não se concretizam. Em setembro do ano passado, saiu uma nota anunciando uma parceria com a Microsoft para trazer a suite de escritório Office para seus Eseries – linha voltada para o meio corporativo, que ainda é o calcanhar de Aquiles da finlandesa. Mas nunca mais se falou no assunto.

Igualmente decepcionado com a Nokia, foi a vez do Symbian-Guru anunciar seu fim, para espanto geral da comunidade.

A Nokia se manifesta

Foi preciso que um executivo graúdo da empresa se manifestasse. Anssi Vanjoki postou um artigo no Nokia Conversations a fim de esfriar os ânimos da blogosfera.

Nokia N8: salvador da pátria?

Vanjoki afirmou que o N8 é um dispositivo que vai surpreender pelo seu poder de processamento e velocidade, e que os desenvolvedores se sentirão motivados a continuar trabalhando na plataforma – o Symbianˆ4 é “uma forte possibilidade”. Desmentiu rumores de abrigar dispositivos com Android e anunciou que o primeiro dispositivo MeeGo será para este ano ainda.

Aliás, a respeito do MeeGo, falou que seu foco será o mercado de computadores, o que dá a entender que abrigará possivelmente tablets ou netbooks. Assim, sua linha de smartphones possivelmente continuará com o Symbian. Por fim, falou que a empresa agora está concentrada em voltar a ser a número um.

Ninguém duvida que o N8 será veloz e poderoso. O hardware da Nokia é excelente, o sistema é que pareceu não acompanhar a evolução da mobilidade. Aliás, a Nokia devia justamente apostar em seus pontos fortes para recuperar o prestígio de seus aparelhos. Enquanto todos se queixam que as baterias dos Androids e iPhones não duram um dia, aparelhos E7x aguentam dois, três ou até quatro dias. E por que não apostar na longevidade do hardware? Vejam quantos E90 ainda estão ativos, bem como seus N95 de primeira geração. Esse hardware deveria ser atualizado, com um sistema operacional mais homogêneo, trazendo as mesmas novidades para todos os aparelhos ao mesmo tempo.

Qual sua opinião?

Quem é o culpado pelo embaraço atual da Nokia? Apple e Google, por terem enfeitiçado os desenvolvedores? Da apagada e confusa Ovi Store? Dos engenheiros da própria Nokia, pela falta de foco em termos de plataforma?

Ou a culpa é do Felipe Melo? 😀

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.