Início » Aplicativos e Software » Slack lança novo app que consome menos RAM e carrega mais rápido

Slack lança novo app que consome menos RAM e carrega mais rápido

Ganho de desempenho será percebido especialmente por quem trabalha com múltiplos workspaces

Paulo Higa Por

O Slack lançou nesta segunda-feira (22) uma nova interface na web e novos aplicativos para Windows, macOS e Linux que mudam tudo, apesar de não trazerem nenhum recurso novo. Eles tiveram o código refeito para eliminar tecnologias antigas e ganharam melhorias de desempenho: a velocidade de carregamento está 33% maior, segundo a empresa.

Slack

A interface web e a versão 4.0.0 do Slack para desktops, que compartilham a base de código, foram refeitas: a biblioteca jQuery, por exemplo, que era utilizada desde o lançamento do serviço, saiu de cena. Todas as partes da interface de usuário passaram para React. O resultado é que até recursos específicos, como as chamadas de áudio, ficaram mais rápidas, com um ganho de até 10 vezes na velocidade de abertura.

Slack antigo vs. novo

O carregamento ficou mais ágil porque o Slack não precisa mais esperar que sua conexão baixe todas as informações antes de mostrar a interface: os dados são exibidos à medida que o download é feito. Já o consumo de RAM, reduzido em até 50%, será mais notado por quem trabalha com múltiplos workspaces. Até então, cada workspace usava um processo Electron diferente. Agora, o processo é unificado.

Consumo de memória no Slack antigo

Consumo de memória no Slack antigo

Consumo de memória no Slack novo

Consumo de memória no Slack novo

E o aplicativo para desktop lida melhor quando você estiver com uma conexão instável. A versão antiga do Slack nem sequer deixava você ler as mensagens particulares ou de um canal quando sua conexão caía. No novo aplicativo, o cache ficou mais eficiente, guardando os dados localmente para tornar o acesso mais rápido.

Você já pode baixar o Slack 4.0.0 no site oficial.

Com informações: The Verge, TechCrunch, Slack Engineering.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rodrigo Leite

Os aplicativos de Android e iOS são nativos. Electron só é usado no desktop, plataforma que o Flutter não atinge. O problema não é e nunca foi o Electron, só incompetência (vide Visual Studio Code, que é um programa ordens de magnitude mais complexo que Slack e Discord, e não sofre de nenhum problema de performance).

Rodrigo Silva Barretos

Essa formatação de código em linha ou bloco eu não consigo fazer funcionar digitando direto... apenas selecionando no menu de formatação =/

Helmut

- Também estranhei o compartilhamento de arquivos. O upload parece tornar tudo mais lento, mesmo.
- Aqui o pessoal tem o costume de usar formatação em linha (`) ou em bloco (```) para compartilhar código, então não mudou muita coisa.
- A falta de reply no chat privado foi broxante... O reply direto nos canais foi uma das coisas que mais gostei.

Outra coisa que pende para o lado do Teams é que ele não tem limite de mensagens na conta free. Para quem não tem a conta do 360 já é o suficiente.

Rodrigo Silva Barretos

A pergunta não foi pra mim, mas me intrometo a responder também. Onde eu trabalho trocou para o Teams desde o meio do ano passado. O pessoal de produtos (desenvolvedores, devops, testers, etc), do qual faço parte, não estão muito contentes com a migração. O Teams, como o colega bem comentou, tem uma ótima integração com o Office 365, os chats separados são realmente separados. Porém, existem alguns funcionamentos e usabilidades estranhos.
- Ao compartilhar um arquivo com alguém ou grupo, o funcionamento é parecido com quando você vai enviar um e-mail: você tem que esperar ele carregar antes de enviar de fato.
- Tem horas que ele ocupa muito espaço da memória do computador e, por conta disso, eu opto por utilizar a versão web dele.
- Passar códigos nos chats tbm não é uma tarefa bacana. Se você fica direto sem nenhum tipo de formatação, ele chega com caracteres especiais invisíveis. E a formatação do tipo código fica em um menu "escondido".
- Outro problema é pra copiar um texto de uma mensagem de uma linha: ao posicionar o mouse sobre a mensagem, no final dela aparece um menu com opções que ficam encima do final da mensagem. Então se você quiser copiar apenas o final da mensagem (ou mesmo ela toda) esse menu é selecionado junto.
- Atualmente também não existe uma forma de você dar um reply em chats individuais, apenas em grupos.

Parecem coisas bobas, mas pra que quem tá sempre compartilhando pedaço de código e outras coisas que precisam ser copiadas e coladas sem formatação nem caracteres especiais atrapalha bastante... e não tínhamos esse problema com o Slack. Porém a empresa não tinha uma licença dele e o Teams está incluso na licença que a empresa tem do Office 365, o que foi um fator importante na decisão de migração.

Helmut

Tirando um erro ou outro por conta da bagunça que é manter uma conta microsoft, foi tranquilo.
A forma como o Teams integra com outros serviços parece ser mais organizada. A integração direta com o Office 360 também é muito bem-vinda e deixou tudo mais organizado.

O layout do Teams também facilita a comunicação entre as equipes, pular entre os canais parece ser mais natural.

Mas o que fez total diferença foi o fato dos chats individuais ficarem FORA das equipes (canais no slack).

Ah, ter um botão nativo de gifs e poder montar os memes quase zerou as reclamações dos departamentos menos técnicos.

Macedo

como foi de transição? a adaptação é tranquila?

Matheus Faustino

Slack veio primeiro

Matheus Faustino

de fato... se o flutter ficar mais estável, talvez até vire uma possibilidade de troca

Léo Oliveira

Difícil, principalmente por ser multiplataforma

Henrique Picanço

Eu nunca usei o Slack, mas me impressiona o fato de que ele se assemelha MUITO ao Discord! Mas quem veio primeiro?

Matheus Faustino

Enquanto eles nao sairem do Electron não vai ter uma reduçao significativa da memoria

Helmut

Que bom!
Pena que não veio mais cedo. Esse mês a empresa migrou todos os times para o MS Teams.

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Recebi o update há mais de uma semana, Win 10 64-bit