Início » Aplicativos e Software » Slack lança novo app que consome menos RAM e carrega mais rápido

Slack lança novo app que consome menos RAM e carrega mais rápido

Ganho de desempenho será percebido especialmente por quem trabalha com múltiplos workspaces

Paulo HigaPor

O Slack lançou nesta segunda-feira (22) uma nova interface na web e novos aplicativos para Windows, macOS e Linux que mudam tudo, apesar de não trazerem nenhum recurso novo. Eles tiveram o código refeito para eliminar tecnologias antigas e ganharam melhorias de desempenho: a velocidade de carregamento está 33% maior, segundo a empresa.

Slack

A interface web e a versão 4.0.0 do Slack para desktops, que compartilham a base de código, foram refeitas: a biblioteca jQuery, por exemplo, que era utilizada desde o lançamento do serviço, saiu de cena. Todas as partes da interface de usuário passaram para React. O resultado é que até recursos específicos, como as chamadas de áudio, ficaram mais rápidas, com um ganho de até 10 vezes na velocidade de abertura.

Slack antigo vs. novo

O carregamento ficou mais ágil porque o Slack não precisa mais esperar que sua conexão baixe todas as informações antes de mostrar a interface: os dados são exibidos à medida que o download é feito. Já o consumo de RAM, reduzido em até 50%, será mais notado por quem trabalha com múltiplos workspaces. Até então, cada workspace usava um processo Electron diferente. Agora, o processo é unificado.

Consumo de memória no Slack antigo

Consumo de memória no Slack antigo

Consumo de memória no Slack novo

Consumo de memória no Slack novo

E o aplicativo para desktop lida melhor quando você estiver com uma conexão instável. A versão antiga do Slack nem sequer deixava você ler as mensagens particulares ou de um canal quando sua conexão caía. No novo aplicativo, o cache ficou mais eficiente, guardando os dados localmente para tornar o acesso mais rápido.

Você já pode baixar o Slack 4.0.0 no site oficial.

Com informações: The Verge, TechCrunch, Slack Engineering.

Comentários

Envie uma pergunta