Início » Negócios » Apple está prestes a comprar divisão de modems da Intel por US$ 1 bilhão

Apple está prestes a comprar divisão de modems da Intel por US$ 1 bilhão

Emerson Alecrim Por
17 semanas atrás

Em abril, a Intel anunciou a decisão de sair do mercado de chips 5G para smartphones. Desde então, a companhia procura por um comprador para essa unidade de negócio. Parece que ela encontrou um: segundo o Wall Street Journal, a Apple está prestes a fechar um acordo para comprar a divisão de modems da Intel por US$ 1 bilhão.

Embora inesperado, o negócio, se for mesmo concluído, fará sentido para ambas as companhias. Comecemos pela Intel: a empresa deixou o negócio de modems porque, quando Apple e Qualcomm encerraram uma guerra judicial que se arrastava desde 2017, elas fecharam também um acordo para licenciamento e fornecimento de chipsets.

Essa foi uma péssima notícia para a Intel. Desde o iPhone 7 que a companhia dividia com a Qualcomm o fornecimento de modems de celulares para a Apple. Porém, com as disputas travadas entre estas duas, a Intel ganhou espaço. Para você ter ideia, a companhia se tornou a única fornecedora de modems para o iPhone XS e o iPhone XS Max.

Intel Modem 5G da Intel

Intel Modem 5G da Intel

Mas o acordo de paz entre Apple e Qualcomm acabou tirando a Intel do jogo. Como a Apple era o único cliente que fazia a divisão de modems ser viável, a Intel ficou sem saída e teve que abandonar o negócio — fabricantes de celulares Android já tinham predileção por modems da Qualcomm.

Para uma companhia do porte da Intel, US$ 1 bilhão não é um valor muito expressivo, mas esse montante permitiria à empresa sair do negócio de modems com uma compensação.

Já para a Apple, bom, faz algum tempo que a companhia adotou a estratégia de desenvolver o máximo possível de componentes internamente. Comprar a divisão de modems da Intel poderia complementar esse plano.

Além disso, a aquisição ajudaria a diminuir a dependência de chips de terceiros ou até a livrar a Apple de imbróglios judiciais caso o acordo com a Qualcomm seja contestado de alguma forma.

Outra possível vantagem: o Wall Street Journal sinaliza que o acordo com a Intel prevê o repasse de patentes. Isso poderia ajudar a Apple a desenvolver modems mais otimizados para o iPhone.

A negociação já estaria em fase avançada. A expectativa é a de que o acordo entre Intel e Apple seja anunciado até a próxima semana.

Mais sobre: , , ,