Início » Negócios » Fraudes envolvendo criptomoeda Libra se espalham no Facebook

Fraudes envolvendo criptomoeda Libra se espalham no Facebook

O Libra só vai ser lançado em 2020, mas já há páginas vendendo a criptomoeda

Por
23/07/2019 às 18h12

O Libra ainda nem foi lançado, mas fraudes envolvendo a prometida criptomoeda do Facebook já são realidade: o Washington Post relata ter identificado pelo menos 12 perfis ou páginas no Facebook e Instagram se passando por canais oficiais para venda da moeda digital. Tudo indica que há mais.

Esses perfis usam materiais oficiais de divulgação do Libra e até imagens de Mark Zuckerberg para convencer os mais desavisados a comprar a criptomoeda com descontos atraentes. Mas é tudo falso: o Facebook pretende lançar a moeda digital somente em 2020.

Libra, a criptomoeda do Facebook

Para convencer as vítimas, os golpistas usam diversos argumentos. Só para dar um exemplo, o Washington Post encontrou um vídeo que, enquanto mostra Mark Zuckerberg, explica que o Facebook já distribuiu 20 milhões de Libras para os primeiros investidores. Novamente, tudo falso.

O Facebook vem removendo as páginas e perfis fraudulentos. Mas não dá para dizer que o problema foi resolvido: a companhia só tomou providências depois que o Washington Post denunciou as fraudes. Essa situação sugere que o Facebook não está conseguindo controlar tentativas de golpes envolvendo a futura criptomoeda.

Por ora, esse problema não é tão grave. Mas, a não ser que o Facebook crie filtros eficazes para combater fraudes, contas e páginas falsas poderão se tornar numerosas a ponto de dificultar a aceitação do Libra por órgãos reguladores e autoridades monetárias, mais do que o previsto.

Isso porque, sem controle antifraude eficaz, os compradores do Libra legítimo estarão sujeitos a esquemas enganosos (como os de pirâmides) similares aos que envolvem o Bitcoin e outras criptomoedas.

Pelo menos o Facebook tem o fator tempo a seu favor: um dos motivos que levaram a Associação Libra a prometer o lançamento da moeda digital apenas em 2020 é justamente o ganho de um prazo para identificar deficiências e desafios que possam inviabilizar a ideia.

Tecnocast 121 – Libra, a criptomoeda do Facebook


Se o Facebook fosse um banco, você confiaria o seu dinheiro a ele? E se houvesse uma moeda digital mundial, controlada por uma associação de mais de 100 empresas e ONGs, você usaria? No Tecnocast de hoje falamos sobre o Libra, a criptomoeda do Facebook.

O objetivo da Libra Association é lançar uma moeda digital baseada em blockchain, mas sem a volatilidade do bitcoin. Se o projeto vingar e a moeda for adotada em massa, a Libra Association se tornaria uma espécie de banco central mundial, controlado por diversas empresas privadas e ONGs.

A ideia é um pouco assustadora, mas a gente explica tudo nesse episódio do Tecnocast. Dá o play e vem com a gente!