Início » Negócios » Google dobra vendas de celulares após lançamento do Pixel 3a

Google dobra vendas de celulares após lançamento do Pixel 3a

O Pixel 3a contribuiu para bons resultados do Google após dificuldades com o Pixel 3

Por
26/07/2019 às 13h58

O Pixel 3a parece ter recuperado o fôlego da linha de celulares do Google. Lançado em maio, o modelo ajudou a dobrar as vendas de smartphones da companhia no segundo trimestre em relação ao mesmo período de 2018.

Google Pixel 3a

Em seu balanço, o Google não revela números específicos do Pixel. Isso porque o smartphone aparece em uma categoria que inclui outros produtos, como o Google Home, e serviços, como computação em nuvem.

A receita da categoria cresceu 39%, chegando a US$ 6,1 bilhões de abril a junho de 2019. A importância do Pixel 3a no período foi destacada pelo CEO do Google, Sundar Pichai, durante uma conferência com acionistas.

“Com o lançamento do Pixel 3a em maio, as vendas unitárias totais do Pixel no segundo trimestre cresceram mais de duas vezes”, afirmou o executivo. Apesar da declaração, não está claro quanto o Pixel 3a contribuiu para esta alta de 39%.

Pichai não indicou quantas unidades o celular já vendeu, mas ele foi mais bem-sucedido que o Pixel 3. Vale lembrar que o Google chegou a admitir dificuldades para vender seu smartphone mais caro no primeiro trimestre.

Principal área do Google, o setor de anúncios teve 16% de crescimento em sua receita e trouxe US$ 32,6 bilhões à empresa. As outras apostas, que incluem marcas como Waymo e Loon, aumentaram o prejuízo, chegando a US$ 989 milhões negativos. Se há um lado positivo, é o do aumento da receita: ela aumentou 11,7% ao chegar a US$ 162 milhões.

O balanço da companhia que considera todas as suas propriedades apresenta um crescimento de 19% na receita, que totalizou US$ 38,9 bilhões. O lucro do período ficou em US$ 9,9 bilhões, com crescimento de 211%.

O salto ficou maior porque, no segundo trimestre de 2019, a empresa se comprometeu com uma multa de cerca de US$ 5 bilhões determinada pela União Europeia. Caso essa despesa não tivesse acontecido, o lucro ainda teria crescido 20%.

Com informações: The Verge.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.