Início » Telecomunicações » TIM aumenta lucro para R$ 423 milhões no segundo trimestre

TIM aumenta lucro para R$ 423 milhões no segundo trimestre

TIM cresce em banda larga fixa e pós-pago; incorporação da Porto Seguro Conecta traz aumento de 78% em terminais M2M

Por
31/07/2019 às 09h34

A TIM Brasil divulgou os resultados financeiros do segundo trimestre de 2019 e os números foram positivos: ela teve lucro líquido normalizado de R$ 423 milhões, representando um aumento de 26% em relação ao mesmo período do ano anterior. A operadora registrou crescimento na internet fixa do TIM Live por fibra óptica, assim como nas linhas pós-pagas; no entanto, ela perdeu clientes no pré-pago.

A receita líquida também cresceu, mas de forma discreta: foram R$ 4,2 bilhões, 2,4% a mais do que no segundo trimestre de 2014. Os serviços móveis no pré e pós-pago respondem por R$ 3,8 bilhões desse total (aumento de 1,9%); enquanto a receita de serviços fixos, incluindo o TIM Live, corresponde a R$ 230 milhões (aumento de 11,3%).

A receita bruta cresceu 5,8%, superando a receita líquida. A TIM explica que o aumento nos descontos dados aos clientes são responsáveis pela diferença. Além disso, a operadora afirma que a estratégia de fidelização e migração intra-segmentos tem afetado o nível de competição do setor. O Capex (valores de investimento) recuou 3,7%, atingindo R$ 981 milhões no período.

TIM perde clientes no pré-pago e cresce no pós

A TIM sofreu um recuo no número de clientes: eram 56,5 milhões no segundo trimestre na base móvel de 2018 e agora são 54,9 milhões. O principal responsável pelas desconexões é o serviço pré-pago: são 33 milhões de clientes, queda de 10%. No entanto, a operadora cresceu quase 12% no pós-pago, que fechou o período com 21,2 milhões de clientes.

Uma redução na base de clientes é normal, uma vez que o comportamento do consumidor mudou de alguns anos para cá. Com a chegada de chamadas ilimitadas para qualquer operadora e a migração de uso de voz para dados, não faz mais sentido que uma única pessoa mantenha duas linhas.

As operadoras aproveitam isso para converter clientes do pré-pago para o controle e pós-pago, que são mais rentáveis pelos valores cobrados e especialmente por terem um compromisso mensal.

O ARPU (gasto médio mensal por usuário) de serviços móveis teve alta de 5,8% em relação ano a ano, atingindo R$ 23,20. No segmento pré-pago, o ARPU foi de R$ 11,60 (+2,9%), enquanto o do pós-pago diminuiu 6,5% e atingiu a marca de R$ 37,10.

TIM expande cobertura 4G e VoLTE para mais cidades

A TIM ampliou sua cobertura 4G: são 3.321 municípios cobertos, das quais 3.325 estão com tecnologia VoLTE habilitada e 1.548 funcionam com a frequência de 700 MHz. 81% do volume total de dados trafegados na operadora ocorreu pela tecnologia, representando um aumento de 13% ano a ano. A base de usuários 4G cresceu 16%, atingindo 36,3 milhões de clientes e representando 71% de sua base de voz.

Sendo assim, a TIM é líder em municípios cobertos com tecnologia 4G e também com VoLTE. Recentemente, a Vivo anunciou que a tecnologia está presente em pouco mais de 380 municípios.

TIM Live chega a mais 5 municípios

O TIM Live iniciou as operações comerciais com tecnologia FTTH, levando fibra óptica até a casa do cliente, em cinco novos municípios: Anápolis (GO), Camaçari (SP), Duque de Caxias (RJ), Francisco Morato (SP) e Franco da Rocha (SP). No total, o serviço está presente em 19 cidades.

A base de clientes de internet fixa encerrou o trimestre com 507 mil clientes, com crescimento anual de quase 20%. Foram 27 mil acessos adicionados no trimestre. O ARPU do TIM Live foi de R$ 78,00, aumento de 7,8% ano a ano.

TIM incorpora Porto Seguro Conecta e vê salto no M2M

A Porto Seguro Conecta acabou, e a TIM acabou absorvendo os acessos da operadora virtual (MVNO). Ela tinha uma importante base de terminais M2M, que são dispositivos conectados como rastreadores de veículos, máquinas de cartão e outras aplicações de Internet das Coisas.

Por isso, a base de M2M e terminais de dados da TIM cresceu 78% em relação ao ano anterior e atingiu 3,3 milhões de acessos. O balanço financeiro da operadora não divulgou o ARPU (gasto médio) dos serviços M2M.