Início » Negócios » Apple Card vai ser lançado em agosto, confirma Tim Cook

Apple Card vai ser lançado em agosto, confirma Tim Cook

Cartão de crédito da Apple está sendo testado por milhares de funcionários da companhia

Emerson Alecrim Por

Revelado em março, o Apple Card já tem previsão de chegada ao mercado: em conferência com investidores na terça-feira (30), Tim Cook confirmou que os consumidores americanos poderão solicitar o cartão de crédito da companhia a partir de agosto.

Apple Card

A informação condiz com uma recente reportagem da Bloomberg que afirma que o Apple Card será lançado na primeira quinzena de agosto. Ainda de acordo com o veículo, a solicitação do cartão poderá ser feita no iPhone via aplicativo Wallet, desde que o sistema operacional tenha sido atualizado para o iOS 12.4.

Lançar oficialmente o Apple Card é mais difícil do que parece. Primeiro porque as operações envolvem duas companhias com culturas corporativas muito distintas: a Apple se uniu à Goldman Sachs para criar o cartão de crédito.

Basicamente, cabe ao grupo financeiro cuidar de toda a infraestrutura relacionada às transações financeiras. Porém, há informações de que, em maio, a Apple manifestou preocupação com alguns processos adotados pela Goldman Sachs e pediu mudanças, o que teria deixado funcionários envolvidos com o projeto sob grande pressão.

Em segundo lugar, vem a necessidade de preparar o Apple Wallet para as operações. O aplicativo vai exibir detalhes de cada gasto feito com o Apple Card e usar inteligência artificial para categorizar automaticamente as transações, além de fornecer relatórios semanais e mensais para que o usuário possa ter mais controle sobre suas despesas.

Apple Card no iPhone

Não é por mero capricho que a empresa passou os últimos meses testando o cartão: “milhares de funcionários da Apple estão usando o Apple Card em um teste beta e começaremos a lançar o cartão em agosto” disse Tim Cook.

A Apple promete vários benefícios para os usuários, como a não cobrança de anuidades e outras taxas que são comuns em cartões de crédito. Mas o principal destaque é o programa de cashback Daily Cash. Com ele, o consumidor receberá de volta 2% de cada transação realizada com o Apple Card via Apple Pay.

Nas compras em serviços da própria Apple (como a App Store), o cashback sobe para 3%. Em transações feitas com o cartão físico, o retorno é de 1%. Os valores são creditados diariamente.

Falando em cartão físico, ele chama atenção por ser de titânio e ter visual minimalista. Informações como sequência numérica e CVV (código de segurança) não ficam impressas nele, mas armazenadas em seu chip.

Não há previsão de disponibilidade do Apple Card fora dos Estados Unidos, embora essa possibilidade não tenha sido descartada.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

richardsonvix

*inovando* na forma de sugar dinheiro dos fiéis que sofrem de CDR, porque novidade que é bom nada, tanto que as vendas estão caindo, o lucro consegue se manter por conta dos altos preços.

uB.

Sim, sim! Eu sei! :D <3

phsodre

Ta aí... Nunca sonhei em ter um iPhone. Mas esse é o tipo de proposta que faz o ecossistema se tornar definitivamente interessante!

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Só acho que consumidores que pagam 1000 dólares num suporte pagariam até mais do que isso para poder ter acesso a um cartão que os diferenciasse da ralé.

Veritas

Depende.

Ela perde de um lado e ganha do outro.

Quem não gostaria de ter um cartão de crédito internacional sem anuidade e com "grife".
Pessoal já adora o cartão do Nubank, por exemplo... ;)

Veritas

Exato!

Ainda atualmente, onde os celulares já tem tudo e praticamente nenhuma inovação é algo de real utilidade para as pessoas. Só cosméticos.

Carlin

A Apple esta se tornando "cada vez mais" menos dependente do seu principal produto, se torna um hub de serviços é estratégico para que a companhia continue expandido sua presença junto aos usuários!

Carlin

Justamente!

Drax

O cartão do C6 Bank é mais minimalista ainda, muito bonito

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Eu sei como funciona, mas poderiam cobrar fácil 1000 dól que essa galera que compra suporte que não vale $30 pagaria fácil para poder mostrar o cartão por aí.

Filipe Espósito

A Apple já disse que para pedir o cartão será obrigatório ter iPhone. Não vale nem para iPad e Mac. Afinal é uma forma de manter as pessoas no ecossistema deles. Quanto mais serviços exclusivos usarem, mais difícil fica para trocar depois.

Filipe Espósito

Assim como qualquer emissor de cartão, eles vão ganhar uma porcentagem em cima de cada compra feita pelos clientes. Considerando que o Apple Card deve atingir principalmente um público com poder aquisitivo mais alto, eles certamente vão ganhar bastante com isso. Só com o Apple Pay (que também funciona de forma similar mas certamente com um retorno bem menor) eles já lucram bem.

Filipe Espósito

Alguns serviços sim servem para "divulgar" a marca, mas outros são bem estratégicos e devem continuar exclusivos (algo que o próprio Tim Cook disse ontem na conferência fiscal). Apple Music e Apple TV+ faz todo sentido ser multiplataforma por ser assinatura. Se a pessoa gostar do serviço, talvez no futuro adquira outros aparelhos da Apple para ter uma experiência ainda melhor. Mas o iMessage, por exemplo, não faz muito sentido ser multiplataforma (e tem muita gente nos EUA que acaba comprando iPhone só pra usar ele, visto que lá muitas pessoas utilizam, no Reddit sempre aparece uns casos desses).

Filipe Espósito

As pessoas trocam de celular com cada vez menos frequência (especialmente se tratando dos mais caros). Logo, eles precisam mesmo investir em serviços pra essa pessoa ainda gerar lucro para eles durante os anos em que continua com o mesmo aparelho. Devem investir cada vez mais nisso.

Franco Luiz

Relaxa eu fui ironico haha

Exibir mais comentários