Início » Celular » Samsung deve lançar celular com bateria de grafeno em 2020

Samsung deve lançar celular com bateria de grafeno em 2020

Baterias de grafeno prometem carregamento mais rápido e menos riscos de explosão; Samsung pesquisa material há vários anos

Felipe Ventura Por

As baterias de grafeno prometem carregamento mais rápido e menos riscos de explosão, mas ainda não chegaram aos celulares. Segundo Evan Blass, conhecido como @evleaks, isso pode mudar já em 2020, quando a Samsung deve lançar um smartphone com essa tecnologia. A empresa vem realizando pesquisas sobre grafeno há vários anos.

Bateria do Samsung Galaxy Note Edge

"A Samsung espera ter pelo menos um celular no próximo ano ou em 2021, segundo me disseram, que contará com uma bateria de grafeno", afirma Blass no Twitter. Ela poderia chegar à carga completa em menos de meia hora, mas a empresa precisa aumentar a capacidade enquanto reduz os custos deste componente.

O grafeno, uma forma de carbono, é um material versátil por sua eficiência em conduzir eletricidade e sua resistência superior à do aço; ele também é bastante leve e flexível.

Bateria com grafeno pode carregar mais rápido

Vamos recapitular alguns conceitos básicos sobre baterias. Os modelos de íons de lítio têm quatro componentes principais: cátodo, ou terminal positivo; ânodo, ou terminal negativo; eletrólito, um líquido que conduz eletricidade; e separador poroso.

Os íons, partículas eletricamente carregadas, vão do ânodo para o cátodo passando pelo eletrólito. Isso descarrega elétrons no lado do ânodo, fornecendo energia para gadgets, carros elétricos, entre outros. Quando a bateria é recarregada, o processo se inverte.

Descarga de bateria de lítio

Descarga de uma bateria de lítio (imagem via ResearchGate)

O ânodo costuma ser feito de grafite, mas o grafeno pode ser uma alternativa melhor. Em 2016, cientistas da Universidade de Stanford criaram uma tecnologia que evita o superaquecimento e explosão de baterias Li-Ion: os terminais positivo e negativo são revestidos com grafeno.

Por sua vez, pesquisadores da Samsung criaram em 2017 uma bateria de íons de lítio com ânodo e cátodo feitos de bolas de grafeno. Ela podia ir de 0% a 100% em doze minutos, enquanto um modelo tradicional com a mesma capacidade levava uma hora.

A Samsung já trabalha há muitos anos em projetos envolvendo grafeno, incluindo uma técnica para produzi-lo em larga escala. Isso pode ajudar o material a se tornar mais barato, aumentando sua adoção na indústria. Será que a empresa estará pronta para lançar baterias com grafeno? Teremos que esperar até 2020 (ou 2021) para saber.

Com informações: Mashable.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

André G

Se isso fosse possível, iriam ter marcas aproveitando pra deixar o aparelho ainda mais fino em vez de colocar mais bateria.

biscoitao

Ou até quatrilhões

Adrian Dérick

Desde 2017 ouço isso...

johndoe1981

Parece sina de país que só exporta praticamente produtos primários, de baixo valor agregado, e importa produtos manufaturados muito mais caros. Infelizmente enquanto o país não investir sério em ciência e tecnologia, não vejo esse quadro mudar.

Fabio Santos

Há anos escuto uma substituta para a atual bateria dos celulares mais sempre ficamos comendo poeira kkkk.

biscoitao

tive que fazer login apenas para o upvote

Keaton

Eu realmente não testaria isso num da série Galaxy Note. :V

Arley Martins

Verdade, ja seria otimo, por ter uma duração bem superior.

johndoe1981

Quando eu comecei a acompanhar o Meio Bit, acho que em 2010, o Cardoso já fazia piada com o grafeno kkkk

Ulisses Nunes

Ou até trilhões

X-Tudãoᴳᴼᵀ

Carga rápida e menor desgaste seria ótimo.

Dan

Grafenk é caro, gastar grana pesquisando, testando nesse material tem audacia para torna-lo popular

SmokingSnake

Já vi nas máquinas de ressonância magnética, no LHC, maglev, protótipos de computadores quânticos e outras coisas de tecnologia de ponta. Mas como o Brasil é um país de humanas avesso a tecnologia, o jeito é dar nióbio de graça e depois comprar essas tecnologias por milhões ou mesmo bilhões de reais.

SmokingSnake

E a lenda voltou, vai chegar 2021 e adivinhem só? Nada de grafeno.

Fábio

Uma carga completa em 12 minutos seria surreal.

Exibir mais comentários