Início » Internet » YouTube muda regras de direitos autorais e poderá bloquear mais vídeos

YouTube muda regras de direitos autorais e poderá bloquear mais vídeos

Novas regras visam deixar YouTube mais justo para criadores, mas podem ter “efeitos colaterais”

Emerson Alecrim Por

As reivindicações de direitos autorais estão mudando no YouTube em uma tentativa de deixar a plataforma mais justa para os criadores de conteúdo. Mas a mudança não está imune a efeitos colaborais: o próprio YouTube avisa que, pelo menos no curto prazo, as alterações podem fazer o número de vídeos bloqueados por copyright aumentar significativamente.

YouTube

É muito comum, principalmente em vídeos no formato vlog, que o trecho de uma música seja reproduzido de modo não intencional. Isso acontece quando o youtuber grava em uma loja que toca música no sistema de áudio para deixar o ambiente mais receptível ou quando um carro passa por perto com o som alto, por exemplo.

Pelas regras anteriores, os detentores de direitos autorais que identificassem trechos de músicas podiam ser “recompensados” por isso obtendo a receita gerada com os anúncios nos vídeos em questão e que, originalmente, seria direcionada ao criador do canal.

Com as novas regras, os detentores só terão duas opções: deixar que o vídeo seja mantido, mas impedir que o criador do conteúdo ganhe dinheiro com ele; ou simplesmente bloquear o vídeo por completo. A opção de compensação deixa de existir.

O YouTube admite que mudou as regras em uma tentativa de conter o crescente número de reivindicações de copyright relacionadas a pequenos trechos de músicas.

Como os detentores de direitos autorais não poderão mais ser remunerados sobre os vídeos reivindicados, a expectativa do YouTube é a de que gravadoras e afins deixem de “caçar” vídeos com trechos de músicas com tanto afinco.

YouTube / Christian Wiediger / Unsplash

É possível, porém, que os detentores de direitos simplesmente optem por bloquear os vídeos em vez de diminuir a busca por eles, pelo menos na fase inicial.

Por conta disso, o YouTube orienta os criadores de conteúdo a evitar o uso de áudios protegidos, mesmo que eles apareçam nos vídeos por poucos segundos. Em vez disso, o youtuber deve recorrer a fontes que não trarão problemas, como a biblioteca de áudio do próprio YouTube.

No caso de músicas que aparecem no vídeo de maneira não intencional, o YouTube orienta que o criador use as ferramentas de edição da plataforma para resolver o problema removendo ou substituindo o áudio reivindicado.

As novas regras devem entrar em vigor em setembro e dizem respeito apenas às reivindicações aplicadas de modo manual. Se a música for identificada pelo sistema Content ID do YouTube, os detentores de direitos autorais ainda poderão ser remunerados pelos vídeos que contêm o trecho.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gaby

Já existe. Com o Editor do YT é possível remover o trecho do áudio/música, podendo também editar o vídeo, colocando outra música do próprio YT de fundo.

Genumano

Se os artistas não se preocupam com isso então bastaria a eles exigirem uma cláusula no contrato dizendo que as músicas estão liberadas para serem executadas em qualquer meio sem o pagamento de royalties. As produtoras ganhariam só com vendas de produtos e os artistas apenas com shows, que é o que gostam de fazer. Nenhum artista não seria conhecido se não fosse pela divulgação das músicas. A maioria dos artistas pós internet eu só conheci ouvindo trechos e músicas no YouTube. Às vezes escuto uma música de fundo que me chama a atenção, pego o Shazan e descubro o nome. Não ouço rádio nem vejo TV.

Lukasss

AuhUHAUuHAUhuUhAu aham, até acontecer de verdade e vc ver neguinho usando suas coisas de forma indiscriminada....nem parece brasileiro que não conhece como as pessoas do próprio país são

Matheus Alexandre

Direito autoral, ao meu ver, só pode se aplicar a coisas escassas (casa, roupa, cd, etc) Bits não são escassos e podem ser copiados indefinidamente que o dono original continuará com a sua cópia.

Se alguém copiasse um trabalho meu,bom, primeiramente me sentiria muito lisonjeado por ser bom ao ponto de alguém querer me copiar. E segundo, procuraria meios de ganhar com isso. Ao copiar já serve como divulgação, ao meu ver.

Lukasss

Seria interessante...essa ideia é muito boa

Lukasss

O grande problema disso é que não são pessoas que analisam o caso, é apenas um algorítimo.....e mesmo quando são pessoas, entra a questão da politicagem...afinal de cotnas o youtube depende dos anuncios

Lukasss

Alguem sensato

Lukasss

Ai você está querendo lascar com o criador também né meu caro.Claro que existe....se fosse sem o seu consentimento, você iria gostar que qualquer pegasse seu trampo e usasse discriminadamente? E isso porque eu não estou nem falando de aguém pegar e falar que [e dele, sendo que, neste caso, seria seu.....se não tivesse direito autoral, seria uma bagunça, mas concordo que a coisa toda está extremamente exagerada e o Youtube não está ajudando nenhum um pouco.

Lukasss

O problema, na minha opinião, não é nem dos artistas, e sim das produtoras que detem os direitos sobre o cantor ou alguma produção....parece que essas empresas estão tão empenhadas com esse tipo de coisa, que eu não duvido nada que tenha um departamento próprio para isso internamente. Acredito que dificilmente artista, os cantores no caso, tenham tempo hábil para ficar procurando esse tipo de coisa.

Cameron Poe

ou falir com processos,

Genumano

O que dizer de artistas que copiam trechos de músicas dos outros sem pagar royalties? O YouTube vai repassar dinheiro a quem?
Usar música de fundo propositalmente é uma coisa, música ambiente aparecer é outra.
Pela regra ninguém pode fazer vídeo numa balada ou num show, né? Imagina o cara pedindo o cantor para interromper a música para gravar um vídeo. Palhaçada.
Só lembrando: Bruno & Marrone só ficaram conhecidos por causa da pirataria de uma entrevista de um programa de rádio e, depois deles, muitos outros cantores ficaram conhecidos só por causa da pirataria. Artistas tem que parar de preguiça e aprender ganhar dinheiro apenas com shows, as músicas são para promovê-los. Se ninguém tocar, jamais serão conhecidos.

Daniel

Sim, penso da mesma forma, mas a ganância das gravadoras fala mais alto. Eu torço para que a iniciativa de certo, embora no inicio vai ficar pior.

Daniel

Já passou bastante do ponto, infelizmente dificilmente aparecerá, e algo que seja minimamente interessante ou represente ameaça certamente será comprado e agregado ou descontinuado.

Arnold

vai ficar pior, se tem duas opções uma de deixar o vídeo sem monetização, e outra de bloquear por completo, já que elas não vão ganhar mais dinheiro mesmo vão é bloquear o vídeo inteiro por causa de um pedaço de musica... porr tinha q deixar que quando Aparecesse um trecho de musica no vídeo com direitos autorais e fosse colocado somente na edição propositalmente ai sim eles poderiam nessa parte que aparece a monetização seria enviada para o dono da musica, e o resto do vídeo ficava de boas, agora musica de fundo sem intenção ai é foda, o vídeo vai ser bloqueado por isso... poxa, enquanto isso os direitos autorais de quem produz conteudo é todo hagado, eu já tive canal no youtube tinha poucos inscritos cerca de quase 30k, e eu fazia vídeos e as pessoas copiavam meus vídeos na cara dura e o youtube nem ai, eu só descobria se eu Pesquisasse ou algum inscritos me mandasse e ainda assim n achava todos por que a pessoa poderia colocar titulo que quisesse, ai para dar strike era chato e meio burocrático mas eu evitava isso e comentava para retirar o vídeo, poderia ter opção de quando enviar o vídeo, ele fosse meio que escaneado e quem enviou e fosse realmente dono permitisse ele ser copiado parcialmente ou inteiramente, mas é claro isso daria talvez mais melda, talvez... mas eles poderiam é rever isso, por que o pessoal copia seus vídeos e ganha inscritos e mais até visualização que vc, e vc as vezes nem sabe, é [email protected]

Matheus Alexandre

Direitos autorais não existem!

Exibir mais comentários