Início » Negócios » Cade aprova aquisição do Buscapé pelo Zoom

Cade aprova aquisição do Buscapé pelo Zoom

Valor do negócio não foi revelado; compra inclui Bondfaro e outros serviços

Emerson Alecrim Por

Em maio, o serviço de comparação de preços e comércio eletrônico Zoom anunciou a compra do então rival Buscapé. O negócio precisava passar pelo aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), porém. Não mais: a aquisição foi aprovada recentemente pelo órgão.

Com a operação, o Buscapé passa a fazer parte do portfólio de serviços do grupo Mosaico, dono do Zoom. A compra também inclui plataformas como Bondfaro, QueBarato e a GWHC Serviços Online, que controla o site Moda it e tem participação em serviços como Cuponeria e Compara Online.

O valor do negócio não foi revelado por nenhuma das partes, mas é provável que esteja abaixo dos US$ 342 milhões que a sul-africana Naspers desembolsou para comprar 91% do Buscapé em 2009.

Buscapé

Nos anos seguintes, a Naspers não conseguiu obter o retorno esperado com a plataforma de comparação de preços e, por isso, tentou vender o Buscapé em 2015. No entanto, todas as ofertas foram rejeitadas por terem ficado abaixo dos US$ 342 milhões desembolsados pelo grupo inicialmente.

Em 2017, o Buscapé passou a atuar também como marketplace. Fala-se que, com base nessa mudança, a Naspers esperava vender a plataforma por um valor superior ao montante inicial, mas as operações da plataforma parecem não ter apresentado a evolução esperada.

É possível então que a Naspers tenha decidido se desfazer do negócio por um valor menor do que o almejado para se focar em serviços mais alinhados às suas estratégias atuais, como iFood e OLX.

Já para o grupo Mosaico, “a operação permitirá a expansão de seus negócios junto aos varejistas anunciantes e ao público em geral”.

Com informações: Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

MeninãoBOBO

Sim é verdade alguns sites proíbem que seja divulgado qualquer promoção em fóruns e sites especializados em promoção.

Na realidade elas tentam dificultar cada vez mais a comparação entre os preços das lojas, estão indo contra a maré e as vezes até lançam uma promoção boa, mas como não tem divulgação ninguém acaba sabendo.

johndoe1981

Sacanagem, aposto que as lojas que não permitem a divulgação de preços são justamente as que cobram mais caro. Não só em comparadores de preços, mas eu já li que algumas lojas não permitem que promoções sejam publicadas em sites com essa finalidade, como o Promobit, mas não posso confirmar a veracidade desse relato.

E também já li que esses comparadores de preços eram pagos por algumas lojas para não divulgar os preços dos concorrentes para determinados produtos.

Igor

Pode ter sido um ato falho rs

MeninãoBOBO

Bondfaro e buscape ja não eram aquela coisa faz tempo, na realidade todos esses buscadores estão sofrendo com as lojas que não permitem que eles façam o seu serviço.

Eu quando precisava comprar algo precisava planilhar todas as maiores lojas pois nos buscadores não traziam os preços em determinadas lojas online.

MeninãoBOBO

Agora só usa um dos 3 (zoom buscape bondfaro) e o google shopping...

🌊 2000

Idem aqui. E acabei indo para o Zoom no lugar.

Caleb Enyawbruce

Foi bom para as duas empresas, e provavelmente péssimo para os consumidores. Mas vamos ver o que acontece com o tempo...

Eduardo

Isso foi um erro gigante. Estamos falando da morte de 3 buscadores com essa união. O que sobrou? Google e jacotei?
É pouco. O Cade não está cumprindo com a sua função, muito pelo contrário, está liberando a concentração de mercado em uma área que já é bem restrita.

Matheus Breno

Péssima notícia.

Uriel Dos Santos Souza

Na gestão Naspers parei de usar o Buscapé. Ficou muito ruim o site!

Adriano Rafael Silva

Admiro muito a história do Buscapé, mas acho que a navegação ficou pesada e os filtros muitas vezes ruins... Se souberem recuperar a plataforma ela serve de base para muitos negócios!

A marca tem peso, as pessoas estão acostumadas a acessar, a experiência em exibir resultados é grande... Ou seja, até se quisesse ser um buscador na internet poderia ficar acima do Bing no Brasil (ao menos eu acho). Desejo sorte a quem comprar e que continuem evoluindo porque sempre uso!

André Moreira

No primeiro parágrafo tá escrito contra. Seria compra o correto??