Início » Internet » Apple TV+ deve custar US$ 9,99 por mês e chegar em novembro

Apple TV+ deve custar US$ 9,99 por mês e chegar em novembro

Se confirmado, serviço de streaming de vídeo da Apple vai estrear na mesma época do Disney+

Emerson AlecrimPor

O segundo trimestre do ano não foi dos mais animadores para a Netflix, mas os próximos poderão ser ainda mais desafiadores: o Apple TV+, serviço de streaming de vídeo da companhia de Cupertino, deve ser lançado em novembro deste ano em escala global. Nos Estados Unidos, o preço é estimado em US$ 9,99 por mês.

Apple TV+ - Tim Cook

Pelo menos é o que aponta a Bloomberg. Fontes próximas à Apple disseram ao veículo que o serviço irá estrear com um acervo bastante limitado de produções, mas que a ideia é expandir o conteúdo no decorrer dos meses seguintes.

Como a concorrência no segmento de streaming é pesada, a Apple estaria cogitando adotar algumas estratégias para atrair e manter assinantes. Pode começar com um período gratuito de teste, até porque essa é uma prática comum no setor.

Depois viriam abordagens diferenciadas, como disponibilizar de uma vez só os três primeiros episódios de uma nova série para então liberar os seguintes semanalmente. Seria uma mistura da estratégia da Netflix, que libera uma temporada de uma vez só (com poucas exceções, como em Better Call Saul), com a tática da HBO ou Hulu, que liberam episódios semanais.

Apple TV+

Se o Apple TV+ estrear mesmo em novembro, assistiremos a uma briga interessante: o Disney+ tem previsão de lançamento para o mesmo mês, mais precisamente, para 12 de novembro nos Estados Unidos, Canadá e Holanda.

Caso o preço de US$ 9,99 mensais do Apple TV+ se confirme, o Disney+ será mais vantajoso: o serviço deve ter preço inicial de US$ 6,99 por mês. Para fins de comparação, Netflix e Amazon Prime Video têm mensalidade inicial de US$ 8,99 nos Estados Unidos.

Para diferenciar o serviço, a Apple deve apostar na integração da nova plataforma com o seu ecossistema e, claro, na oferta de conteúdo exclusivo.

Entre as produções prometidas para o serviço estão o remake de Amazing Stories (cuja versão original foi ao ar entre 1985 e 1987), The Morning Show (com Jennifer Aniston, Steve Carell e Reese Witherspoon), See (com Jason Momoa), Truth Be Told (com Octavia Spencer) e For All Mankind (de Ronald Moore).

The Morning Show — série sobre bastidores de um programa matinal — tem custo estimado em US$ 300 milhões para as duas primeiras temporadas, dizem fontes próximas à produção.

É um montante alto, mas a Apple parece determinada a causar boa impressão com o seu conteúdo. No final de junho, o vice-presidente de serviços da Apple, Eddy Cue, chegou a declarar que a companhia vai priorizar “qualidade” em vez de “quantidade”.

Soa como um discurso clichê, mas a Apple tem motivos de sobra para levar essa afirmação a sério. Em primeiro lugar, está uma mudança de estratégia: como os consumidores têm levado mais tempo para substituir iPhones, iPads e Macs, a Apple está direcionando mais esforços a serviços.

Apple Music e Apple News+ fazem parte dessa manobra. O Apple TV+ também fará. De acordo com a Bloomberg, a companhia tem expectativa de atingir US$ 50 bilhões de receita anual com serviços a partir de 2020.

Além disso, a Apple sabe bem que a concorrência no setor de streaming de vídeo é deveras acirrada. A Netflix, por exemplo, vem sendo criticada pela qualidade de parte do seu conteúdo, mas está longe de ser deixada para trás. Já o Disney+ deverá disponibilizar um acervo invejável, incluindo franquias como Star Wars e Os Simpsons, além do universo da Marvel.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Frederico Martins

Disney antes já lançava vários filmes só pra tv, mas poucos chegavam aqui, e mesmo assim só em VHS. Desenhos principalmente. Além disso ela tem uma enormidade de séries. E com certeza muitos projetos que ficam no vácuo entre tv (muito bons pra irem direto e de graça pra tv) e cinema (nem tão grande para irem ao cinema). É só pelo acervo, sem mais nenhuma novidade, somente pelo acervo, já vale muito mais que a Apple TV e todo esse esquema fechado. Se a apple não modificar a mentalidade e passar a ofertar serviços com a mesma qualidade pra quem não tá no habitat da Maçã, vai fracassar. A base de iPhone vem diminuindo, então se é pra focar em serviços, tem que ser pra todos. Quem usa Apple Music em Android diz que é sofrível. Os programas como o finado iTunes e o próprio iCloud pra Windows eram terríveis. A própria Apple TV+ pra quem tem versões antigas do (aparelho) Apple TV é bem ruim. Então se vier com essa fórmula atual de que pra rodar bem tem que ter iPhone novo, Apple TV (ou tv) nova, então não tem conteúdo que ajude.

Frederico Martins

Bem assim... kkkkkk

pedrowillyam

Na verdade, o que tá acontecendo é o oposto, quase todo mês alguma coisa da Disney é adicionada à Netflix, isso vai acabar atrasando ainda mais a vinda do Disney+ pra cá.

André G

E quem adere aos serviços e novos produtos da Apple, é praticamente só quem é usuário de iPhone.
Alguns produtos você até depende de um iPhone, como o Apple Watch ou de uma Apple TV ou outro dispositivo Apple para comprar filmes.
Provavelmente essa Apple TV Plus será mais um serviço que praticamente só usuários da maçã vão usar.

Caleb Enyawbruce

Isso

Caleb Enyawbruce

Já está sendo, aos poucos. Dentre os itens que sobraram, aqueles com contrato expirando não estão sendo renovados

Ismael Pini Gonzales

Sim, tem "muito futuro" pois os serviços ainda não foram lançados...
Mas o streaming da Disney é indubitavelmente mais consistente em conteúdo que o da Apple.
Tanto é que a Maçã teve que criar um APP específico que agrega o conteúdo de outros serviços para lucrar com a assinatura dos outros e de quebra não aparentar que o catálogo deles é fraco (pois imagina abrir o APP e ter só umas 30 séries e mais uns 10 filmes).
Entendo que o conteúdo original importa e que, as vezes, uma série muito boa pode fazer com que muita gente resolva assinar um serviço (como Game Of Thrones fez muita gente pagar HBO Go só para ver a série).
Mas, a expectativa continua sendo que a Apple vai ganhar rios de dinheiro com as assinaturas dentro do seu ecossistema (ainda mais agora com o APP Apple TV). E a Disney (com as franquias de sucesso) e a Netflix (com conteúdo diversificado e tecnologia) vão continuar nadando de braçada no mercado do streaming.

Fabrício Roque

Essa semana tem D23, então poderemos ter mais informações das produções originais da Disney e a que pé está

Marco Pacheco

Concordo parcialmente.

Repare que no teu discurso tem muito futuro. A Disney irá, poderá, etc... Não desmereço o poderio da Disney, afinal, é um dos maiores produtores de conteúdo do mundo.

Com relação ao catálogo com filmes de cinema, concordo parcialmente. Eu, por exemplo, compro filmes no iTunes com certa regularidade (por exemplo,depois de assistir Moana 4x no cinema, assim que entrou em pré-venda eu comprei. O mesmo com frozen... ) mas não sei se eu migraria para um serviço sem os originais. E nesse ponto,posso ter perdido parte das notícias, ainda não li produção em andamento.

Sobre o catálogo da Apple TV+, em nenhuma reportagem que li a Apple declarou que seria o maior acervo! Pelo contrário!! Sempre disse que teria quantidade menor e mais qualidade. A Apple já tem produções em andamento e, segundo as notícias, com investimento bem elevado para o padrão de produções para streaming. Se vai cair no gosto popular, é outro papo...

Mas enfim, Netflix tbm foi lançado com certa desconfiança. Vamos aguardar as críticas e avaliar os serviços em função dos conteudos

Fabrício Roque

Cara, Disney+ vai ter trocentas series da Marvel e Star Wars, com nomes de peso, que eu quero assistir. Vai ser muito mais prático assinar.
Apple pode ter uma coisa ou outra, mas eu vou tratar como eu trato Amazon Prime... assisto na casa de amigos

Ismael Pini Gonzales

A Apple vai ganhar rios de dinheiro nas assinaturas dos outros serviços de streaming dentro do seu ecossistema (como já faz atualmente, mas a tendência é que aumente bastante).
Creio que a ideia deles é dar muito destaque aos programas originais do Apple TV+ no app do Apple TV e assim tentar convencer as pessoas.

Veritas

Eu deixaria a Netflix para coisas velhas.

Veritas

Ainda tá lá.

Pelo menos, os Star Wars da vida (filmes & desenhos): vi ontem mesmo

tuneman

Tá indo embora....

Keaton

Nem preciso do resto. :V

https://i.imgur.com/1uH3uQs...

Exibir mais comentários