Início » Brasil » São Paulo emite novo modelo de RG com tamanho menor e número de CNH

São Paulo emite novo modelo de RG com tamanho menor e número de CNH

Nova carteira de identidade possui QR Code e pode incluir título de eleitor, carteira de trabalho e outros documentos

Felipe Ventura Por

A carteira de identidade (RG) está mudando: o novo modelo possui QR Code, tamanho menor e espaço para incluir número da carteira de motorista (CNH), título de eleitor, carteira de trabalho e previdência social, entre outros. Este documento será emitido em São Paulo a partir desta terça-feira (20), e deverá ser adotado por todos os estados do Brasil até março de 2020.

Novo RG

Será possível emitir o novo RG em todos os postos do Poupatempo de SP, seja para quem está tirando o documento pela primeira vez ou para quem vai obter a segunda via. Vale lembrar que o modelo antigo continua valendo: você não será obrigado a atualizar a carteira de identidade.

Há diversas mudanças importantes no RG. Ele ficou um pouco menor, com dimensões 96 x 65 mm (antes eram 105 x 75 mm), porém traz mais informações. Você poderá incluir, opcionalmente, os números dos seguintes documentos:

  • título de eleitor
  • carteira de trabalho e previdência social (CTPS)
  • certificado militar
  • carteira nacional de habilitação (CNH)
  • documento de identidade profissional
  • carteira nacional de saúde (CNS)
  • NIS, PIS ou PASEP

Para incluir esses números, será necessário levar cada um dos documentos originais até o Poupatempo; vale ressaltar que isso é opcional. O RG também virá com o CPF e, se houver, o DNI (Documento Nacional de Identidade).

É possível informar seu tipo sanguíneo no novo RG; isso precisa ser comprovado através de sua carteira de doação de sangue ou de um exame médico. O documento também poderá incluir indicativos para portadores de necessidades especiais e códigos referentes ao CID (Código Internacional de Doenças).

O novo RG possui QR Code na parte interna, algo que o estado de São Paulo já fazia no modelo antigo; a ideia é aumentar a segurança contra falsificações.

Novo RG chegará a todo o Brasil até março de 2020

O documento foi padronizado em todo o Brasil com o decreto 9.278/2018, e precisará ser implementado em todos os estados até março de 2020. Acre, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná já emitem o novo modelo de RG, assim como o Distrito Federal.

O decreto também prevê um RG em cartão de plástico, em vez de papel, com dimensões ainda menores (85,6 x 54 mm) e microchip de aproximação. Ele traz as mesmas informações da versão que descrevemos acima, incluindo o QR Code e o número de documentos como a CNH. Esta versão não está sendo emitida em SP, mas pode ser encontrada no MT.

E a ICN (Identificação Civil Nacional), criada por uma lei de 2017, que vai reunir os números do RG, CPF e título de eleitor? Ela deverá incluir dados biométricos obtidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas essa base de dados ainda não está pronta; por isso, o documento não deve ser emitido antes de 2020.

O novo modelo de RG em São Paulo:

Novo RG

Com informações: Governo de SP.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Higor Carvalho

Tenho desde 2013

FastSloth87

Eu deixo embaixo da bateria.

Erick

Tenho desde 2014

Drax

Quando comentei nem lembrei do pessoal de moto. Aí fica ruim mesmo

César

Ué, lembro que recebi um cartao de plástico quando fiz meu CPF... Só não lembro quando foi kkkkkk

John Smith

Sim, estamos na mesma linha de pensamento. Também acho que isso tem uma grande margem de redução de preço.

Veritas

Culpa dos vários governos brasileiros que ficaram criado e extinguindo ministérios.
Cada ministério trata sua própria base de dados como um feudo e é um parto para um ministério "ceder" seus dados para outro.

E isto só em nível federal!
Imagina então em nível estadual e municipal!

Mas não tem preocupa: agora as estatais DATAPREV e SERPRO serão privatizadas e todos os dados de todo mundo estarão disponíveis para empresas privadas brincarem com eles. ;)

Jorge Luis

mas John, caro é a venda ao usuário final. Quanto custa de verdade? Será que é apenas a tecnologia e custódia das chaves? Porque se for apenas isso acredito ter muito espaço para redução de preço.

John Smith

Exato. Hoje é relativamente caro, mas imagina isso popularizado para o país inteiro. Seria, de fato, um documento único de identificação, inclusive digital.

Jorge Luis

queria saber qual o custo real de um certificado digital, pois acredito que se cada brasileiro tivesse um poderíamos diminuir a burocracia nesse país em pelo menos 90%.

Jorge Luis

não sabia disso, achei que o cpf podia ser o único número de documento de uma pessoa.

Lui Spin

É uma boa pergunta.

Frederico Martins

Colocar o numero da CNH, mas vai substituir a CNH? Pq não tem todos os dados lá contidos, como tipo de habilitação, se usa óculos, se exercer algo remunerado, etc.
Ou vai ser só pra reunir mais uma numeração e facilitar pro querido bandido?

Felipe Liʍa

La na Santa Efigênia deve vender ate seus dados bancários e número de cartões de créditos

Felipe Liʍa

Essa e a ideia do ICN

Exibir mais comentários