Início » Negócios » Apple deve gastar US$ 6 bilhões em conteúdo original para rival da Netflix

Apple deve gastar US$ 6 bilhões em conteúdo original para rival da Netflix

Apple TV+ deverá chegar junto com Disney+ para ameaçar Netflix; série The Morning Show pode já ter custado US$ 300 milhões

Paulo Higa Por

O serviço de streaming Apple TV+ deverá ser lançado em novembro e entrará na lista das ameaças da Netflix: a Apple, que já declarou que teria um catálogo menor focado em qualidade em vez de quantidade, poderá investir até US$ 6 bilhões em suas produções originais.

Apple TV+

O montante foi divulgado pelo Financial Times, destacando que os planos mudaram antes do lançamento: os executivos Jamie Erlicht e Zack Van Amburg, ex-Sony Pictures, teriam sido contratados em 2017 com a missão de investir “apenas” US$ 1 bilhão em séries e filmes exclusivos no primeiro ano de operação do Apple TV+.

Só que o orçamento sextuplicou. A série The Morning Show, estrelada por Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carell, recebeu “centenas de milhões de dólares” em investimentos. O Financial Times não informou o número exato, mas a Bloomberg relata que as duas primeiras temporadas custaram US$ 300 milhões. A estimativa é que o custo por episódio foi mais alto que os US$ 15 milhões da última temporada de Game of Thrones.

Outra produção de estreia do Apple TV+ é See. A série se passa em um futuro no qual as pessoas se tornaram cegas após uma epidemia de vírus. Nessa situação, a sociedade teve que encontrar novas maneiras de interagir, construir, caçar e sobreviver, mas tudo muda com o nascimento de gêmeos que possuem o sentido da visão. Cada episódio terá aproximadamente 60 minutos de duração.

O investimento em conteúdo original tem impacto mais imediato no caixa da Apple que na Netflix. De acordo com o Financial Times, a Netflix paga aos criadores de produções exclusivas “ao longo de vários anos”, enquanto a Apple repassa o dinheiro mais cedo, quando “certas metas são atingidas”.

US$ 6 bilhões em investimentos antes mesmo da estreia do Apple TV+ não é um valor de se jogar fora: a Netflix, que já possui uma plataforma consolidada, pretende gastar US$ 14 bilhões em 2019 com conteúdo original. O plano da Apple é aumentar seu faturamento com serviços, chegando a até US$ 50 bilhões em 2020, em um momento de vendas estagnadas de iPhones.

Se os rumores estiverem certos, o Apple TV+ será lançado em novembro, com preço de US$ 9,99 por mês nos Estados Unidos, mais barato que os US$ 10,99 do plano Padrão da Netflix, mas mais caro que os US$ 6,99 do Disney+, que estreará na mesma época.

Mais sobre: ,