Início » Internet » Google Chrome prepara recurso que alerta usuários com senhas vazadas

Google Chrome prepara recurso que alerta usuários com senhas vazadas

Google Chrome Canary testa "Password protection" que verifica se a senha é insegura ou esteve em um vazamento de dados

Felipe Ventura Por

O Google Chrome vai ajudar pessoas que usam senhas ruins ou que fizeram parte de um vazamento: a versão Canary ganhou uma opção chamada Password protection, que verifica se a senha é insegura e recomenda que o usuário troque suas credenciais de login. Quando estiver funcionando, o recurso poderá ser ativado no Windows, macOS, Linux, Chrome OS e Android. O Firefox Monitor, embutido no navegador da Mozilla, oferece uma proteção semelhante.

Chrome

Este ano, o Google lançou uma extensão para Chrome chamada Check-up de senha: ela confere se suas informações de login estão em um banco de dados com 4 bilhões de credenciais vazadas. Se for o caso, o navegador exibe um alerta vermelho para que você mude a senha.

A empresa diz que está “buscando novas maneiras de implantar essa tecnologia nos produtos do Google”. O candidato mais óbvio é o próprio Chrome, que poderia integrar esse recurso no futuro; já é possível ver sinais disso na versão Canary.

Chrome Canary prepara recurso de proteção de senha

O Techdows descobriu um recurso experimental no Chrome Canary chamado “Password protection”. Após ativá-lo e reiniciar o navegador, a nova opção aparece nas configurações. A descrição diz: “mostra um aviso quando você usa uma senha insegura que faz parte de um vazamento de dados; está disponível apenas para usuários que fizerem login”.

Chrome Canary

O recurso ainda não funciona. Após fazer login com a conta do Google no Chrome Canary, realizamos o cadastro em alguns sites usando senhas ruins como “123456” e “password”, mas o navegador não alertou que elas são inseguras. Por enquanto, a empresa fez apenas a interface.

Quando a funcionalidade estiver pronta, ela exibirá um alerta como este:

“O Chrome encontrou esta senha em uma lista pública de senhas desprotegidas que fizeram parte de um vazamento de dados”, diz o alerta. “Para manter sua conta segura, confira agora suas senhas salvas e mude sua senha em [endereço do site].”

Para ativar esse recurso, basta ir em chrome://flags, procurar por Password Leak Detection, selecionar a opção Enabled e reiniciar o Chrome Canary. Ele está presente no Windows, macOS, Linux, Chrome OS e Android. Mas, como dissemos acima, isso ainda não funciona nem emite alertas de senha fraca.

Chrome Canary

O Firefox já conta com uma funcionalidade parecida: trata-se do Firefox Monitor, criado em parceria com o Have I Been Pwned, que exibe um alerta se você visitar um site que sofreu vazamento de dados. O usuário pode clicar em “Verificar no Firefox Monitor” para saber mais:

Firefox Monitor

Com informações: XDA Developers.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João

Meu sonho seria a volta de um WP, o ceo do windows disse q foi um erro desastroso a primeira tentativa deles.

Buldego

Ah, isso a Google tb tem. Eu quero ver a briga, melhor pra gente.

João

E a MS tem a vantagem bancária, passaram até a Apple (não sei se ainda estão na frente, vi há algumas semanas).

Buldego

A Google ainda tem a vantagem de ter o sistema operacional mais usado no mundo, então ainda está em grande vantagem, pq além do mobile, o chrome ainda é usado no desktop.

João

Quando o Edgium sair por padrão no Windows a coisa ficará feia pra eles.

Caleb Enyawbruce

Interessante... Eu não sabia nem da existência da tal extensão. Vou instalar aqui.

Caleb Enyawbruce
Keaton

Metade das minhas senhas é abc123 ou 321cba... (exceto a do disqus)

Marco Túlio

Enquanto isso há um ano atrás... https://monitor.firefox.com/

Roger Boralli

Sabemos que privacidade na internet é uma brincadeira, celular então nem se fala. Aí vem um recurso lendo as nossas senhas para supostamente oferecer mais segurança?! Será que eles são tão legais assim com a gente?

Buldego

É impressão minha ou a Google deu uma acelerada no desenvolvimento de funcionalidades do Chrome depois do Edge by Chromium?