Início » Aplicativos e Software » Instagram dobrou número de anúncios no app por ordem do Facebook

Instagram dobrou número de anúncios no app por ordem do Facebook

Instagram teve faturamento superior a US$ 10 bilhões em 2018; usuários e anúncios estão migrando do Facebook

Por
22/08/2019 às 17h40

O Facebook ordenou o Instagram a dobrar a quantidade de anúncios dentro do app, com o objetivo de aumentar o faturamento à medida que as pessoas deixam de usar o feed de notícias e migram de rede social; é o que revela uma reportagem do The Information sobre os bastidores das duas empresas. O faturamento do Instagram saltou de US$ 1 bilhão para US$ 10 bilhões em apenas dois anos.

Instagram na tela com login do Facebook

Adam Mosseri se tornou chefe do Instagram depois que os cofundadores Kevin Systrom e Mike Krieger se demitiram de seus cargos e deixaram o Facebook. “Nos cerca de 11 meses desde que Mosseri assumiu… o Facebook ordenou que o Instagram dobrasse o número de anúncios no aplicativo”, segundo o The Information.

No final do ano passado, a equipe de anúncios do Instagram recebeu a ordem de aumentar a quantidade de propagandas. Em 2018, o faturamento do Instagram ultrapassou US$ 10 bilhões, um crescimento bastante notável; a receita foi de US$ 1 bilhão em 2016.

O Instagram já tinha anúncios no feed e nos Stories; desde junho, também é possível encontrá-los na aba Explorar. Esta seção é acessada por 50% dos usuários todo mês; segundo a empresa, “é um dos melhores locais para as pessoas descobrirem, comprarem e se conectarem com outras pessoas, negócios e criadores de conteúdo”.

Além disso, o Instagram vem testando a ferramenta Checkout para vender produtos diretamente através do aplicativo, seja através do feed ou dos Stories, com pagamento nativo via cartão de débito ou crédito.

Instagram Checkout

Usuários (e anúncios) migram do Facebook para Instagram

Por que tudo isso? O Facebook ainda depende bastante dos anúncios no feed de notícias, mas sabe que os usuários estão migrando para o Instagram — assim, as propagandas também estão mudando de lugar. Um analista estima que o Instagram terá receita de US$ 15,8 bilhões em 2019, cerca de 23% do total do Facebook.

Os cofundadores do Instagram deixaram a empresa porque Mark Zuckerberg queria exercer mais controle sobre o aplicativo. O CEO conseguiu, é claro: o aplicativo agora adota o nome “Instagram do Facebook” em algumas partes da interface; e o Direct deve ser integrado ao WhatsApp e Messenger. Além disso, funcionários do Instagram e WhatsApp estão sendo migrados para contas @fb.com de e-mail corporativo.

Com informações: Mashable.

Mais sobre: ,