Início » Brasil » Brasil tem 126,9 milhões de pessoas conectadas; celular é meio de acesso para 97%

Brasil tem 126,9 milhões de pessoas conectadas; celular é meio de acesso para 97%

TIC Domicílios 2018 mostra que 70% dos brasileiros acessam a internet e que conexões estão melhorando

Paulo Higa Por

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) lançou nesta quarta-feira (28) a pesquisa TIC Domicílios 2018, que traça o perfil do brasileiro que acessa a internet. O estudo aponta que a porcentagem de pessoas conectadas no país subiu de 67% no levantamento anterior para 70%, o que representa 126,9 milhões de pessoas. O computador ficou para trás, enquanto o celular foi o meio de acesso para 97%.

Foto via Pixabay

O aumento do número de brasileiros conectados se deve principalmente às pessoas nas classes D/E: 30% delas haviam usado a internet nos três meses anteriores ao estudo de 2015, bem menos que os 48% da pesquisa de 2018. O acesso também se tornou mais popular na classe C: passou de 63% em 2015 para 76% em 2018.

Smartphone é o novo rei

A inclusão de novos usuários foi impulsionada pelo smartphone. Na classe A, 84% usam tanto o celular quanto o computador para acessar a internet e apenas 12% têm o celular como meio de acesso exclusivo. Já nas classes D/E, o resultado é o inverso: 85% acessam a internet unicamente pelo celular e 13% o fazem por meio dos dois dispositivos.

Isso tem contribuído para tirar o protagonismo do PC. Em 2014, 80% dos usuários acessavam a internet pelo computador, contra 76% do celular e 10% de Smart TVs. Enquanto isso, o estudo de 2018 mostra que quase todos os brasileiros (97%) se conectam pelo celular. O acesso pelo computador caiu para apenas 43%, enquanto as Smart TVs se popularizaram, sendo utilizadas por 30% da amostra.

As conexões estão melhorando

A qualidade da internet fixa também melhorou ao longo dos anos. Em 2015, apenas 5% dos usuários tinham banda larga acima de 20 Mb/s, taxa que dobrou para 10% em 2018. As conexões mais lentas, com velocidades de até 2 Mb/s, caíram de 22% para 13% no mesmo período.

Conexões abaixo de 1 Mb/s estão sumindo

Conexões abaixo de 1 Mb/s estão sumindo

A melhoria do acesso à internet está ligada ao crescimento dos provedores regionais, algo que já abordamos há um bom tempo aqui: em cidades menores e regiões periféricas, as gigantes da internet fixa não conseguem oferecer um bom nível de qualidade, abrindo espaço para que empresas menores explorem o serviço, muitas vezes com fibra óptica e preços menores.

Esse crescimento fica claro ao analisar o tipo de conexão: em 2015, 26% utilizavam banda larga do tipo DSL, que aproveita a infraestrutura de telefonia fixa para fornecer internet, como é o caso de serviços antigos oferecidos por Vivo e Oi. O DSL caiu para apenas 10% de participação em 2018. Já a internet por cabo ou fibra óptica pulou de 24% para 39% em três anos.

Internet para quê?

Uber Eats

Pela primeira vez, a pesquisa perguntou que tipos de serviços os brasileiros pediram por meio da internet. O destaque fica para os aplicativos de transporte: 32% dos usuários já solicitaram um motorista na Uber, 99 ou outro serviço.

Outros serviços tiveram participações menores: 28% pagam por plataformas de streaming como Netflix e Globoplay; 8% assinam serviços de música como Spotify ou Deezer; 12% fazem pedidos de refeições pelo iFood, Uber Eats e outros; 5% reservam quartos ou acomodações pela internet no Booking, Airbnb e outros; e 5% contratam cursos pagos pela internet.

O TIC Domicílios 2018, que pesquisou 23 mil domicílios em todo o território nacional entre outubro de 2018 e março de 2019, pode ser acessado nesta página.

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jorge Luis
de repente o problema seja de onde você mora. Aqui a OI cobra 60 por 10mb adsl enquanto o local cobra 60 por 20mb de fibra até sua casa.
Hemerson Silva
Elementar, meu caro rsrs, realmente a essência humana têm se perdido com o boom tecnológico que vivemos.
Hemerson Silva
provedores regionais podem estar assumindo muitos locais onde não há um grande player, mas dizer que sai mais barato, aí não. Nunca vi link de empresa pequena ser mais barato do que da Vivo, por exemplo.
Fabio Santos
Respondendo sua questão tenho duas filhas uma de 5 e outra de 16 anos que sabe bem o limite da tecnologia na sua vida, quem dera meus pais tivessem feito isto comigo que sou o mais digamos viciado, todos aqui temos nossos limites e sabemos poupar uma coisa que não abro mão viajar duas vezes ao ano com a família seja aonde for manter laços na correria do dia a dia, passar bem ao menos aqui tento manter uma estrutura.
wallace bad
Gostei dá ideia da escola em questionar e até gostei de ver seu comentário bom você pode impedir ela de tocar em tecnologia quando nova mais quando adolescente lá pra15 anos talvez seja difícil porque todos ao redor vai estar usando celular e tal mais vc tocou em um tema interessante viver em contato com a natureza ilhado ou consumismo?
Fabio Santos
Não só política e sim ativismo também, não se tem uma internet como parecia nos anos 90 e tinha uma proposta trazer um auxílio aos homens, hoje você tem política, ativismo e consumismo desenfreado é bombardeado mesmo que não queira por spam de tudo que imagina e não imagina que pesquisa muitas vezes nem pra compras.Como digo no grupo que criei no Facebook O Mundo ta Virado kkk.Abraço
P. Herrera
Hje é tudo sobre política, todo o tempo. Lacração todo o tempo. Muita fake news tbm. Qualquer coisinha falada/postada talvez gere um buzz enorme(e até desnecessário às vezes). Enfim, isso e outras coisas tornaram a rede no que ela é atualmente.
Fabio Santos
Bem tenho vários amigos que mudaram de vida e estão bem mais dispostos e alegres e venhamos o próprio Jobs não recomendava este vício A família, respeito suas colocações mais eu não vou voltar atrás, até porque vejo minha pequena hoje nunca tocou num tablet ou estes jogos malucos cheio de propagandas ela se mantém muito mais esperta no aprendizado.Graças a Deus a escola dela mantém os alunos no método Stem que faz o jovem sempre questionar ao adquirir conhecimento e sempre próximo do lado humano sempre.
wallace bad
Concordo que a internet separa familia porém ela támbem uni por exemplo quando a família senta e planeja um lugar para ir obs o mapas e ver um filme juntos acho que ela separa entre aspas pois antes ficava todo mundo com olhos arregalados vendo tv hj cada vê aquilo que deseja ver separadamente ou gostaria sim de viver uma vida de fazendeiro lógico com a fazenda sendo minha e com internet nem que seja 10 mega e a 3h da cidade grande para min ir às vezes pq viver sem internet e capitalismo deve ser um tédio
Fabio Santos
A internet é boa, porém hoje se vive em torno delas principalmente os mais pobres, ultimamente estou ao menos finais de semana reservando longe da tecnologia o ser humano está perdendo essências ao depender em todos momentos desta.Meu próximo passo é um sítio sem sinal algum de internet e cuidar mais do lado humano.Creio que muitos pais andam fazendo isto como forma de cultivar a família aonde internet fica direto sempre tem brigas e confusões.
Andre Kittler
Com isso vocês estão estragando a ideia de o que é para ser a internet. A liberdade, a revolução, o acesso a informações, tudo.Vai por min. Eu estava aqui quando construirmos essa base.:_(