Início » Internet » Facebook e Instagram conectam perfis mesmo sem permissão dos usuários

Facebook e Instagram conectam perfis mesmo sem permissão dos usuários

O Facebook consegue se integrar com perfis do Instagram ainda que eles usem nomes e e-mails diferentes

Por
29/08/2019 às 12h14

O Instagram consegue criar publicações automáticas em outras redes sociais sempre que uma nova foto é publicada. Para fazer isso, é preciso vincular a conta da plataforma com a do Facebook, por exemplo. É até possível cancelar a integração dos perfis, mas, mesmo que isso aconteça, eles seguem interligados.

facebook instagram / taptica.com

Um porta-voz do Facebook confirmou à Wired que não é possível separar, de fato, contas do Instagram e do Facebook. Segundo ele, mesmo que os perfis sejam desvinculadas no aplicativo, a empresa ainda sabe que eles pertencem à mesma pessoa.

“Como o Facebook e o Instagram compartilham infraestrutura, sistemas e tecnologia, conectamos informações sobre sua atividades em nossos serviços baseados em uma variedade de sinais”, explica o porta-voz. “Vincular ou desvincular suas contas no aplicativo não afeta isso”.

A opção de desconectar o Facebook do Instagram aparece na área de configurações da rede social de fotos. Ela também permite criar ou remover uma integração com perfis de Twitter, Tumblr e outras plataformas.

Antes de encerrar a integração com o perfil do Facebook, o Instagram chega a alertar que “se você desvincular, será mais difícil recuperar o acesso à sua conta do Instagram caso precise”. Ainda que o processo seja concluído, as contas permanecem interligadas para o Facebook.

De acordo com o porta-voz, o Facebook é capaz de vincular perfis por conta própria mesmo que eles usem nomes, e-mails e dispositivos diferentes. A empresa passou a integrar as plataformas logo após comprar o Instagram, em 2012.

A prática seria adotada para oferecer uma “experiência personalizada” para os usuários. Com ela, o Facebook exibe anúncios segmentados com mais precisão e sugere grupos com pessoas que o usuário segue no Instagram.

A informação é revelada no momento em que a companhia de Mark Zuckerberg tenta deixar claro que é dona do Instagram e do WhatsApp. As redes sociais passaram a contar com o complemento “do Facebook” no Google Play e na App Store.

Ao mesmo tempo, a ideia de dividir o Facebook e suas propriedades passa a ter mais defensores, incluindo o cofundador da rede social, Chris Hughes. Ao sinalizar que detém Instagram e WhatsApp, a empresa estaria tentando sinalizar que a divisão seria ruim para os usuários.

Mais sobre: , ,