Início » Gadgets » Fire TV Stick ou Chromecast, qual é o melhor?

Fire TV Stick ou Chromecast, qual é o melhor?

Qual é o melhor dongle para a TV, o Chromecast ou o Fire TV Stick? Descubra neste comparativo que coloca os dois frente a frente

Por
02/09/2019 às 12h45

O Fire TV Stick e o Chromecast são duas opções acessíveis para transformar uma TV antiga em uma TV inteligente; ambos possuem grande compatibilidade com apps e são fáceis de instalar, embora sejam bem diferentes. Descubra a seguir qual é o melhor.

Comparativo: amazon fire tv stick ou google chromecast

Design e instalação

O Chromecast original possuía um design de pendrive, algo que o Fire TV Stick mantém; este desenho dificulta um pouco na hora de instalar o dongle ou o set-top box na TV, tanto que a primeira geração do gadget do Google trazia um extensor para o cabo.

Da segunda geração em diante, o Chromecast mudou de formato e virou uma “bolacha” (“biscoito!”) com um cabinho flexível, que dispensa a extensão e facilita a instalação, o que é um ponto positivo para o Google. Para instalar, ambos podem ser ligados tanto em uma porta USB e na tomada, sendo que este último habilita recursos de HDMI-CEC.

Vencedor: Chromecast

RAM, processador e armazenamento interno

Verdade seja dita, as propostas dos dois produtos são bem diferentes. O Chromecast é uma extensão do Google Chrome, enquanto o Fire TV Stick é um set-top box que roda o Fire OS (fork do Android); isso faz com que os aparelhos possuam hardware diferentes.

O Google não fornece dados sobre processador, RAM e armazenamento do Chromecast 3, mas se tomarmos como base o modelo de segunda geração, ele é um aparelho extremamente básico: o processador é um Marvell Armada 1500 Mini Plus 88DE3006, dual-core de 1,2 GHz, 512 MB de RAM e 256 MB de espaço interno para arquivos em cache; como o Ultra processa conteúdo em 4K, supõe-se que seja levemente superior.

Já o Fire TV Stick é uma caixinha completa: ele traz um processador quad-core da MediaTek com 1,3 GHz e GPU Mali-450, 1 GB de RAM e 8 GB de espaço interno, para instalação local de apps; o modelo com 4K conta com clock de 1,7 GHz, GPU PowerVR, 1,5 GB de RAM e novamente 8 GB de RAM.

Como o Chromecast não tem espaço para a instalação de apps, exige o uso de um smartphone para ser operado, enquanto o Fire TV Stick só precisa do controle remoto.

Vencedor: Fire TV Stick

Apps disponíveis

O Chromecast possui quase todo acervo da Google Play Store ao seu dispor, uma grande quantidade de apps compatíveis com o recurso Cast, como os de conteúdo em vídeo ou áudio, como Netflix, YouTube, Spotify e etc. Para os demais, você pode usar o espelhamento nativo e reproduzir a tela do celular na TV, o que habilita até jogos.

Chromecast (2019) - Vale a pena comprar um?

O Fire TV Stick é restrito aos aplicativos presentes na Amazon Appstore, com a vantagem de que eles podem ser instalados diretamente no gadget. Você pode operar o aparelho com o controle remoto, o celular (com um app específico) ou um controle de videogame Bluetooth, para o caso de jogos. A maioria dos apps estão presentes em ambas as plataformas, mas o Fire TV Stick possui uma oferta ligeiramente menor.

Vencedor: Chromecast

Performance e usabilidade

Aqui as coisas se enrolam um pouco. O Chromecast possui um hardware levemente inferior e como ele é basicamente uma extensão, isso significa que o poder de fogo do gadget é equivalente ao do seu smartphone, combinado à qualidade da sua rede Wi-Fi.

Com uma conexão de 5 GHz (para o modelo de 3ª geração) e um topo de linha (um Galaxy S10+, por exemplo), mesmo jogos exigentes podem ser reproduzidos sem problemas no seu televisor. Para aparelhos mais básicos, a performance é outra.

O Fire TV Stick traz a comodidade do controle remoto e depende exclusivamente de seu hardware para funcionar. Com isso, a navegação pelos menus é mais lenta e, dependendo do app ou jogo, pode apresentar lentidão e travadinhas constantes.

No fim, cada aparelho possui um caso de uso bem específico (com ou sem usar celular).

Vencedor: empate

Amazon Fire TV Stick

Preços

O único modelo de Chromecast vendido oficialmente no Brasil é o de terceira geração, que possui um preço sugerido de R$ 349; o Ultra, que custa US$ 69 no exterior pode até ser lançado aqui no futuro, se os planos do Google para o Stadia incluírem nosso país.

Já a Amazon vende o Fire TV Stick por mais convidativos R$ 289; o modelo com 4K já foi homologado pela Anatel e, caso ele seja lançado aqui por um valor próximo ao do Chromecast, torna-se uma opção mais interessante por trazer uma resolução maior e o suporte à assistente virtual Alexa (que ainda está em testes em português).

Vencedor: Fire TV Stick

Fire TV Stick ou Chromecast: qual o melhor?

Em nosso comparativo, tanto o Chromecast quanto o Fire TV Stick marcaram três pontos casa. Os aparelhos possuem vantagens e desvantagens quando postos frente à frente. No entanto, o usuário deve decidir o que precisa: o dongle do Google é excelente para espelhar conteúdo do celular, enquanto o set-top box da Amazon é uma solução em si mesmo, que oferece mais comodidade e dispensa o uso do seu smartphone.

Chromecast 2 e Amazon Fire TV Stick / Fire TV Stick ou Chromecast

No fim, cabe ao consumidor escolher qual se adequará às suas necessidades. Se você tem um smartphone básico e/ou faz questão do controle remoto, o Fire Stick TV pode ser uma boa opção. Se tem um bom celular e não se importa em ficar conectado ao Chromecast, o dongle do Google pode ser uma alternativa ótima, ainda que mais caro.