Início » Celular » Rode Flash no iPad por meio de jailbreak

Rode Flash no iPad por meio de jailbreak

Por
9 anos atrás

Hoje é um dia em que o defensor do HTML5 e dos bons costumes Steve Jobs não deve estar muito contente. Além de ficar sabendo que usuários de produtos da Apple são os que mais gastam com brinquedos eróticos, agora estão disponíveis para qualquer um que quiser meios de fazer o Flash Player rodar no iPad.

Sites e animações em Flash já rodam no iPad, só os vídeos que ainda não. (Engadget)

É claro que para isso, primeiro o iPad precisa passar pelo procedimento conhecido como jailbreak, que dá ao usuário acesso às entranhas do sistema, coisa que a Apple não permite originalmente. O plugin se chama Frash e ainda está em seu estágio inicial de desenvolvimento. Ele ainda não roda vídeos — o que normalmente não é um grande problema no iPad, visto que todos os mais populares sites de vídeo já os apresentam em H.264 para os aparelhos da Apple — mas já é possível jogar games e visualizar animações (vamos poder ver banners em Flash de novo! Yay!).

O procedimento para instalar o plugin no seu iPad, como descrito pelo Engadget, não é a coisa mais amigável do mundo. Você deve estar confiante em mexer nos arquivos do sistema do seu iPad e deve saber que, se fizer alguma coisa errada, é bem possível que você cause algum estrago no sistema (o que pode te obrigar a restaurar as configurações de fábrica). Dito isso, o procedimento não é realmente complicado; é basicamente uma receita de bolo.

Antes de seguir em frente, devo dizer que eu não quis instalar o Frash no meu iPad, pelo simples motivo de que o Flash não me faz falta alguma. Somando-se isso ao fato de que o plugin ainda é novo (está na versão 0.01) e ainda não há relatos conclusivos sobre o impacto dele na duração da bateria, fiquei sem qualquer motivação para o instalar no meu iPad. Ainda assim, deve ter muita gente que pode achar o Flash útil no iPad, então vamos ao passo-a-passo.

Jailbreak

Antes de mais nada, seu iPad precisa ter passado pelo jailbreak. A forma mais fácil de fazer isso é pelo Spirit, que só requer que você esteja usando uma versão do iTunes anterior à 9.2. Depois basta baixar o programa, clicar no único botão presente e em poucos segundos seu iPad estará com jailbreak. Mais fácil impossível.

Só recomendo que você pesquise um pouco antes de fazer isso para ter consciência das implicações, saber que com o jailbreak é muito mais fácil fazer alguma coisa errada com seu aparelho, se levar um iPad jailbroken para a assistência técnica ele não será coberto pela garantia etc. Não é nada altamente perigoso na realidade, só é bom que você saiba o que está fazendo, ok?

Baixando o Frash

Com o jailbreak feito, você precisa baixar o arquivo frash.deb. O Engadget (entre outros sites) achou prudente não colocar o link para o arquivo e vou assumir a mesma postura por garantia, ok? Tenho certeza que você consegue fazer uma busca no Google e encontrar o frash.deb em algum lugar. 😉

Acessando o sistema de arquivos do iPad

Agora você vai precisar acessar os arquivos do sistema do seu iPad.

  • Se você usa um Mac: para isso você pode usar o Netatalk, que pode ser instalado pela própria Cydia (é só buscar por “Netatalk”). Esse pacote irá montar seu iPad como um dispositivo compartilhado no Finder via Wi-Fi, daí é só se conectar com o usuário “root” e a senha “alpine”.
  • Se você usa Windows ou Linux: será preciso se conectar por SSH. Para isso você pode instalar o OpenSSH pela Cydia e depois acessar o iPad por algum programa que lide com SSH, como o WinSCP ou o PuTTY. O IP do seu iPad você encontra nos Settings, é só tocar a setinha azul à direita do nome da sua rede. O usuário, repito, é “root” e a senha “alpine”.

Advertência: instalar o OpenSSH provavelmente irá desabilitar a o serviço de localização do iPad e descalibrar o toque em relação à tela (você tem que tocar um pouco abaixo dos botões para ativá-los). Desinstalar o OpenSSH depois de realizar os procedimentos desejados resolveu o problema para mim. Com o Netatalk tudo sempre funcionou perfeitamente.

Instalando o Frash

Agora basta acessar o sistema de arquivos do seu iPad e navegar até a pasta root/var/root/Media.

Navegue até a pasta Media do seu iPad

Dentro da pasta Media, crie uma pasta chamada Cydia. Abra a pasta Cydia criada e, dentro dela, crie outra pasta chamada AutoInstall. Copie o frash.deb para dentro da pasta que acabou de criar e depois reinicie seu iPad algumas vezes.

Pronto, agora pode abrir algum site com Flash. Basta clicar no logo vermelho do Flash que o conteúdo será carregado. Veja no vídeo do Engadget como fica o resultado final:

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.