Início » Computador » Com GPU Quadro RTX 6000, Asus ProArt StudioBook One capricha nos gráficos

Com GPU Quadro RTX 6000, Asus ProArt StudioBook One capricha nos gráficos

Asus diz que ProArt StudioBook One é o notebook mais poderoso do mercado em gráficos

Emerson Alecrim Por

O notebook mais poderoso do mundo no quesito gráficos. É o que diz a Asus sobre o seu mais recente anúncio, o ProArt StudioBook One. Isso porque o modelo é o primeiro notebook a vir com a versão móvel da poderosa GPU Quadro RTX 6000, da Nvidia. O foco aqui não recai sobre games: estamos falando de uma workstation móvel, na verdade.

Asus ProArt StudioBook One

Asus ProArt StudioBook One

Lá se foi um ano desde que a Nvidia anunciou as placas gráficas Quadro RTX. Essas GPUs são destinadas a aplicações profissionais, como modelagem de objetos, criação de animações e renderização de vídeos 3D. Três modelos compõem a linha: Quadro RTX 5000, Quadro RTX 6000 e Quadro RTX 8000.

Pegando carona na feira IFA 2019, a Nvidia revelou as versões móveis dessas GPUs. As especificações ainda não foram liberadas, mas a companhia fala que a Quadro RTX 6000 que equipa o Asus ProArt StudioBook One tem desempenho próximo ao do modelo para desktops — este alcança 16,3 teraflops em precisão única (FP32), só para dar uma noção.

Quadro RTX 6000, da Nvidia

Não é por acaso que a Asus diz e a Nvidia confirma: o ProArt StudioBook One é o laptop mais poderoso do mundo quando o assunto é capacidade gráfica. Ambas adotam esse discurso porque, até agora, o equipamento é o único do mercado a contar com a versão para laptops da Quadro RTX 6000.

Mas esse não é o único atributo. O ProArt StudioBook One conta também com processador Intel Core i9-9980HK (de nona geração), 64 GB de memória DDR4, SSD NVMe de 1 TB e bateria de 90 Wh.

Não dá para complementar uma configuração como essa com uma tela chinfrim, certo? Pois bem, a Asus colocou no StudioBook One um painel de 15,6 polegadas (LCD, aparentemente) com resolução 4K, taxa de atualização de 120 Hz e proteção Gorilla Glass.

O display traz ainda 100% do espaço de cores Adobe RGB e 97% do DCI-P3, além de ser validado pela Pantone.

É tanto poder de fogo que o resfriamento teve que ser bem projetado. No ProArt StudioBook One, a Asus adotou o ACE, referência de design para estações de trabalho que a Nvidia está lançando agora.

Além de permitir que a workstation seja bastante compacta, o ACE tem como base um sistema de refrigeração feito de titânio que funciona com câmaras de vapor.

Asus ProArt StudioBook One

O preço não foi revelado, mas pode ter certeza que um computador como esse não sai barato. Só a Quadro RTX 6000 deve custar algo próximo de US$ 4.000 — pelo menos esse é o preço atual da versão da GPU para desktops.

Asus ProArt StudioBook Pro X e ROG Zephyrus S GX701

Vale destacar que o ProArt StudioBook One não chega sozinho. A Asus vai levar várias novidades para a IFA 2019, entre elas, o ProArt StudioBook Pro X, que vem com processador Core i7-9750H ou Xeon E-2276M, gráficos Quadro RTX 5000 com 16 GB de GDDR6, até 128 GB de RAM, além de até 6 TB de armazenamento.

A tela tem 17 polegadas. Existe um segundo display chamado ScreenPad 2.0 que também funciona como touchpad.

Asus ProArt StudioBook Pro X

Asus ProArt StudioBook Pro X

Já para o público gamer, a Asus anunciou uma variante do notebook ROG Zephyrus S GX701 que traz processador Intel Core i7-9750H, chip gráfico GeForce RTX 2080 e tela de 300 Hz.

Asus ProArt StudioBook One — ficha técnica

  • Tela: 15,6 polegadas com resolução 4K (3840x2160 pixels) e Gorilla Glass 5
  • Processador: octa-core Intel Core i9-9980K de 2,4 GHz
  • GPU: Nvidia Quadro RTX 6000 com 24 GB de GDDR6
  • RAM: 32 GB de DDR4 de 2.666 MHz
  • Armazenamento: SSD NVMe M.2 de 1 TB
  • Bateria: 90 Wh
  • Conectividade: três portas Thunderbolt 3 (USB-C) com DisplayPort 1.4, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 802.11ac 2x2, adaptador USB-C para porta Ethernet
  • Dimensões e peso: 2,42 (A) x 36,45 (L) x 24,5 (P); 2,9 kg
  • Sistema operacional: Windows 10 Pro

Com informações: Engadget, AnandTech.