Início » Celular » Agora vai: Samsung anuncia versão corrigida do Galaxy Fold

Agora vai: Samsung anuncia versão corrigida do Galaxy Fold

Smartphone dobrável da Samsung traz modificações que corrigem falhas que atrasaram seu lançamento

Emerson Alecrim Por

O Galaxy Fold só não deu mais dor de cabeça para a Samsung do que o explosivo Galaxy Note 7. Mas tudo vai ser finalmente resolvido: a companhia coreana confirmou que o seu primeiro smartphone dobrável vai ser lançado oficialmente nesta semana.

Samsung Galaxy Fold

Começa em casa: o Galaxy Fold vai ser disponibilizado na Coreia do Sul a partir desta sexta-feira (6). No dia 18 de setembro, o aparelho chega à Alemanha, França, Singapura e Reino Unido.

Quanto aos Estados Unidos, a companhia diz que o lançamento será feito nas próximas semanas, mas ainda não especificou uma data. Os rumores apontam que, por lá, o smartphone dobrável também chega neste mês, mas no dia 27.

Lançar o Galaxy Fold é, sobretudo, questão de honra. Na corrida para ser pioneira no segmento de celulares dobráveis, a Samsung cometeu erros de projeto que foram identificados rapidamente pelos jornalistas que tiveram acesso às primeiras unidades.

Samsung Galaxy Fold

Entre os problemas estavam faixas pretas que apareciam na tela com apenas poucas horas de uso. Também houve relatos de elevações que apareciam na região da dobra. A dobradiça, aliás, não tinha sido devidamente projetada. Ela continha, por exemplo, aberturas que permitiam entrada de detritos.

Para piorar, alguns testadores removeram a película que recobria a tela acreditando que ela não passava de uma proteção adicional quando, na verdade, o componente era importante para o funcionamento da tela.

A Samsung implementou várias mudanças para corrigir essas deficiências. A tal da película, por exemplo, aumentou de tamanho para cobrir toda a tela e alcançar as bordas. Essa medida impede (ou pelo menos dificulta) a remoção do componente.

Samsung Galaxy Fold: Antes (superior) e depois (inferior)

Antes (superior) e depois (inferior)

Já as partes superior e inferior da área de dobra foram reforçadas com proteções adicionais. Ainda nessa área, o espaço entre a dobradiça e a carcaça do Galaxy Fold foi reduzido. Camadas de metal foram adicionadas sob o painel Infinity Flex Display para reforçar a proteção da tela.

O Galaxy Fold chega à Coreia do Sul com preço equivalente aos US$ 1.980 sugeridos para o mercado americano. O smartphone vai ser lançado em outros países além dos que foram anunciados, mas no decorrer das próximas semanas.

Até no Brasil o modelo deve dar as caras, afinal, o Galaxy Fold já modificado foi homologado pela Anatel no começo de agosto.

Samsung Galaxy Fold — ficha técnica

  • Telas:
    • Principal: Infinity Flex de 7,3 polegadas, painel Dynamic AMOLED, resolução de 2152×1536 pixels, proporção 4,2:3, 362 ppi
    • Secundária: 4,6 polegadas, painel Super AMOLED, resolução de 1680×720 pixels, proporção 21:9, 399 ppi
  • Processador: octa-core de 7 nanômetros (Samsung Exynos ou Snapdragon 855)
  • RAM: 12 GB
  • Armazenamento: 512 GB (UFS 3.0)
  • Câmeras traseiras:
    • 12 megapixels com abertura f/1,5 ou f/2,4, OIS (estabilização óptica de imagem)
    • 12 megapixels, f/2,4, com zoom óptico de 2x, OIS
    • 16 megapixels, f/2,2, ultrawide de 123 graus
  • Câmera interna dupla: 10 megapixels, f/2,2 + 8 megapixels, f/1,9 (profundidade)
  • Câmera frontal: 10 megapixels, f/2,2
  • Bateria: 4.380 mAh (4.235 mAh na versão 5G), recarga rápida com ou sem fio, Power Share
  • Conectividade: Wi-Fi 802.11ax, Bluetooth 5.0, NFC, USB-C, GPS, Galileo, Glonass, BeiDou
  • Dimensões: 62,8 x 160,9 x 15,7-17,1 mm dobrado; 117,9 x 160,9 x 6,9 mm aberto
  • Peso: 276 g
  • Sistema operacional: Android 9 Pie

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sid

Esqueci de mais duas expressões de gente muito madura que você usa: "fanboy" e "só que não".

Sid

Lhe passei vários modelos que o Android funciona em tela grande, inclusive posso incluir todos os smartphones atuais que chegam perto de 7", o que é tela grande também. Em todos, todas as marcas (com exceção de genéricos chineses), funciona muito bem. Você consegue me dizer em qual não funciona bem, tirando os genéricos chineses que são exemplos infelizes?

Sid

Se você reler a minha primeira resposta verá que eu falei sério, mas você reagiu como quem não pode perder uma discussão, como uma criança que foi contrariada. Eu usei argumentos e você somente soube falar que não funcionava e pronto. Dentro da sua realidade, que é a de não usar um tablet (ou usar iPad) realmente não funciona, mas dentro da minha, que uso tablet android desde o Motorola Xoom, funciona, e você generalizou dizendo que o android nunca funcionou com tela grande, o que é uma mentira e eu, por saber disso, rebati.
E quem age como adolescente usando expressões como "mimimi" e "ain, ganhei..." é você. Então, antes de acusar os outros, olhe para o próprio umbigo e veja quem aqui age como criança, senhor mimimi ain ganhei.
Eu que lhe desejo boa sorte, pois não consegue ser contrariado.

Trovalds

"Ain, ganhei..." você quer falar sério mas escreve como um adolescente. Se não for um. Respondi no outro comentário seu. Bom dia.

Trovalds

Bom, tentei expor a sua realidade versus a realidade. Infelizmente você é do tipo que acha que se na SUA realidade funciona as demais funcionam da mesma forma. Enfim, boa sorte aí pra ti.

Sid

Notícia de última hora. Acabei de descobrir que não sou o cara mais sortudo do mundo, pois saiu o resultado da mega Sena e eu não ganhei. Isso quer dizer que os aplicativos funcionam sim em tela grande.

Sid

Concordo. Eles deveriam esquecer o Fold e passar a usar algumas coisa bem diferente. E o pior é que esse deve ser o único modelo desse tipo, pois os outros serão smartphones dobráveis.

Sid

Claro, quando não tem argumento chama o comentário de outra pessoa de mimimi. Não sou fanboy como você disse, mas procuro o que tem de melhor. Hoje o melhor é o tablet Samsung. Por que raios eu iria procurar um genérico chinês? Que falta de argumento! Meu comentário foi sobre o seu "o android nunca deu certo em tela grande", e eu respondi que deu sim, deu certo nas telas da Samsung e ainda coloquei os modelos. Agora, se você é desenvolvedor e não quer ter trabalho é outro problema, está na profissão errada. E quanto à sua resposta sobre o Galaxy S8+, não sabia que ele tinha virado tablet, isso é novidade para mim, pois estamos falando de tablets e não de smartphones. Ou o seu comentário foi para todas as telas grandes? Se foi, a coisa é mais louca do que imaginei, pois você está falando que o Android não dá certo em todos os smartphones que existem, pois todos têm telas grandes.

Trovalds

"Tenho 142 aplicativos, mimimi..." agora tira a parte em que a Samsung tem que criar 1001 gambiarras pra ter algo minimamente decente em tela grande e veja o que sobra. Aliás fica a dica: pegue um outro tablet Android, não-Samsung (de preferência algum genérico chinês) e veja se toda essa pompa de fanboy aí se sustenta.

Ou faz melhor: dá a cara pra bater e vai desenvolver aplicações mobile pra Android. Depois disso volte aqui e me conte o quanto é simples, só que não.

E antes do inevitável outro mimimi que vai aparecer: Galaxy S8+ aqui.

Sid

Acabei de descobrir que eu sou o cara mais sortudo do mundo. Tenho 142 aplicativos instalados no meu Galaxy Tab S5e, e todos funcionam perfeitamente. Se fosse somente um, como você falou, e os outros 141 tivessem problema, eu concordaria, mas bota sorte nisso, não é? Todos funcionam perfeitamente. escolhi justamente os 142 que foram dimensionados corretamente para a Samsung. E tem mais, são os mesmos que eu usava até a pouco no meu antigo Galaxy Note 10.1 2014 Edition. Também dei muita sorte. Espero continuara assim.
Ou será que sou eu que uso tablet Samsung e quem diz que não funciona usa iPad? Tira essa dúvida pra mim, por favor, que estou correndo pra jogar na Mega Sena. Tenho que aproveitar a sorte grande, não é mesmo?.

Trovalds

Vamos focar no ponto de vista desenvolvimento. Uma coisa é você desenvolver pra um SO que suporte nativamente telas grandes (ou quase). Você desenvolve o seu aplicativo pra celular e com algumas mudanças pequenas ele vai funcionar em uma tela grande sem maiores problemas. Outra coisa é um SO que não suporta telas grandes nativamente e depende de soluções de terceiros pra isso. Daí você como desenvolvedor acaba que ou foca em desenvolver pra uma solução de um fabricante e relega as outras. Não adianta querer falar que funciona só porque viu um aplicativo que é capaz disso.

Trovalds

"só depende da fabricante"... e os desenvolvedores, como ficam? Desenvolvem o software em cima de uma API proprietária do fabricante X e o fabricante Y que se dane? Uma coisa é você ser uma desenvolvedora grande capaz de lidar com tudo que os fabricantes tem que "inventar" pra preencher as lacunas do Android. Outra coisa é você ser um desenvolvedor individual com um ótimo aplicativo mas que não decola porque você não tem a mínima condição de expandir o seu portfolio de aparelhos suportados. Por isso o Android é um pesadelo pro desenvolvedor.

Hemerson Silva

claro que suporta, só depende da fabricante desenvolver um software adequado.

Sid

Foi o comentários mais perfeito que li hoje

Sid

10 contos

Exibir mais comentários