Início » Telecomunicações » Anatel lacra mais de 21 mil produtos não homologados em operadora

Anatel lacra mais de 21 mil produtos não homologados em operadora

Os itens estavam no depósito de uma operadora em Catalão (GO) que não teve o nome revelado pela Anatel

Victor Hugo Silva Por

Uma operação realizada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) resultou em mais de 21 mil produtos lacrados e apreendidos em Catalão (GO). Eles não eram homologados e pertenciam a uma operadora que não teve o nome revelado pela agência.

Fachada da sede da Anatel (Foto: Sinclair Maia/Anatel - 2007)

A fiscalização foi realizada em 22 de agosto a partir de uma denúncia. A Anatel começou pela sede da empresa e terminou no depósito onde os equipamentos estavam. Eles seriam usados na prestação serviços de fibra óptica.

Entre os produtos lacrados, estão 19.700 acopladores, 1.200 conectores e 225 splitters. Eles permaneceram na empresa por conta do volume, mas não poderão ser utilizados. A Anatel também apreendeu 19 itens, entre pontos de acesso e unidades de rede óptica.

A ação faz parte do Plano de Ação de Combate à Pirataria. Segundo a agência, ele levou a 200 mil produtos lacrados ou apreendidos em 2018. No mesmo período, 30 mil itens foram retidos na Alfândega e 193 anúncios ligados a produtos sem homologação foram retirados do ar.

Com informações: Anatel (2).

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Douglas Martins

quem estava iniciando com fibra na cidade era OI

Douglas Martins

mas que estava iniciado com fibra era a OI

Cesar Moscardi Silva

a operadora que tem costume de fazer isso é sem duvida a Claro, pois vem perdendo terreno para as outra ou a oi que vive endividada

Deealt Noubeza ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Tem que ter um motivo pra entrar no tecnoblog. Raaa

😉

Jose Pereira

kkk, eu só rindo dos dois brigando por nada...kkk

johndoe1981

Fico pensando se não partiu de alguma operadora grande, o que não é difícil, vide o lobby que fizeram pra Anatel barrar a importação de TV boxes, mesmo que a finalidade não seja IPTV. Pra garantir o seu mercado, essas operadoras são capazes de tudo.

johndoe1981

O que seria dos consumidores sem o protecionismo da Anacartel e da Receita! Apreensão criminosa de mercadorias, cobrança de taxa de "homologação" e proibição de importação de celulares pelos Correios. Pior é que ainda tem gado pra defender essas práticas protecionistas.

johndoe1981

A agência reguladora bota no seu rabo e você ainda gosta, né jegue imbecil. Esses aparelhos já são homologados lá fora por órgãos como a FCC, e eu duvido a Anacartel fazer isso com uma operadora grande, isso não passa de protecionismo.

Aposto que o asno deve ser a favor das apreensões criminosas feitas pela Receita e da taxa de homologação de celular, afinal tem que "seguir as regras". Aliás, você não é só jegue não, é gado mesmo defensor de protecionismo.

Quem decidiu vender o serviço a população dessa cidade não foi o a Anatel. A empresa que decidiu oferecer esse serviço que tem que se adequar às regras, jumento.

Com relação a cabidede empregos, isso é outro assunto (não menos importante), jumento.

johndoe1981

Fez bem sim, "jênio", muitos clientes que poderiam assinar plano de fibra de alta velocidade, pagando menos que uma Vivo cobra por conexão xDSL muito mais lento, não vão mais por causa da Anacartel. O cabide de empregos estatal mais uma vez cumpriu exemplarmente sua função de favorecer as grandes operadoras.

johndoe1981

Não duvido ter sido uma das quatro grandes operadoras que denunciou para não perder mais mercado para pequenos provedores de fibra.

Fez é bem. Siga as regras e não terá problema.

Mas quem tem que pedir a homologação, é quem pretende vender.

doorspaulo

Corrige o título aí:
"Anatel ROUBA mais de 21 mil produtos"

Exibir mais comentários