Início » Brasil » Guedes defende nova CPMF e diz que imposto vai “pegar” Netflix e Uber

Guedes defende nova CPMF e diz que imposto vai “pegar” Netflix e Uber

Paulo Guedes, ministro da Economia, diz que novo imposto semelhante à CPMF iria "pegar" empresas como Netflix e Uber

Felipe Ventura Por

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (5) que um novo imposto nos moldes da CPMF deve ser criado com a reforma tributária: isso serviria para aumentar a arrecadação do governo e reduzir os encargos trabalhistas pagos pelas empresas. Ele menciona que esta seria uma forma de “pegar” empresas da nova economia como Netflix e Uber.

Paulo Guedes (José Cruz/Agência Brasil)

“Como pego o Netflix, o Uber? Assim eu pego”, afirmou Guedes. Com um imposto sobre transações financeiras, que seria pago por empresas e consumidores, “podemos arrecadar R$ 100 bilhões, R$ 150 bilhões e podemos criar também 5 milhões de empregos com a diminuição do encargo trabalhista”.

A reforma tributária, que será enviada ao Congresso nos próximos meses, terá três pilares: um IVA (Imposto sobre Valor Agregado) que unificará vários impostos federais e alguns estaduais; uma revisão na estrutura do Imposto de Renda; e uma cobrança sobre transações.

“Vamos entrar também com nossa novidade, que todo mundo fica chateado, mas eu pergunto, qual é a alternativa?”, perguntou Guedes. “O FHC criou [a CPMF], arrecadou tão bem. O padre pagou, o traficante pagou, porque almoçou tá lá cobrando.”

Para o ministro, a sociedade terá que fazer uma escolha entre duas opções: pagar 20% de encargos trabalhistas; ou pagar uma alíquota menor, de “10% a 13%”, complementada pela nova CPMF.

Nova CPMF será cobrada de quem paga e de quem recebe

Apesar do nome, a antiga Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira foi aplicada entre 1997 e 2007. A alíquota foi de 0,38% por boa parte desse período, cobrada em todo saque e transferência bancária; quem realizava o pagamento arcava com o imposto.

A proposta do governo é recriar a CPMF de forma que as duas partes paguem o imposto: tanto quem envia o dinheiro, como quem o recebe. A equipe econômica sugere uma alíquota inicial de 0,4%, cobrando 0,2% de quem paga e 0,2% de quem recebe. O novo tributo, chamado provisoriamente de CP (Contribuição sobre Pagamentos), poderia aumentar para 1% — 0,5% para cada lado da transação.

“Vamos deixar essa escolha pra sociedade, pra classe política. Nós não vamos inventar nada. Vamos botar isso na mesa e deixa todo mundo escolher”, disse Guedes. A nova CPMF exigirá uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), mais difícil de aprovar que um projeto de lei comum: ela precisará dos votos de 3/5 dos deputados e 3/5 dos senadores.

Com informações: Folha, Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Deealt Noubeza ( ͡° ͜ʖ ͡°)

defina desenvolver, ser crítico ou bajular? se for o segundo eu não tenho pensamento desenvolvido :), nem terei.

gabriel

E tá errado?

A coisa

Você não consegue desenvolver seu pensamento. :/

Daniel

Sim. Só acredito que muda algo para melhor na política quando ver primeiro essas mudanças ao meu redor... enquanto o brasileiro seguir firme e forte nesse rumo nada muda, só trocam os atores a peça é a mesma. A pior parte é que ando vendo mudanças para pior ao redor, logo ....

Eduardo Costa

Chegou o primeiro gado petista pra te chamar do que eles são...

Eduardo Costa

É claro que sim, estamos numa democracia, por isso passamos 16 anos sendo governados por ladrões, bêbados, analfabetos, malandros que só pensam no seu... quer reflexo maior do Brasil e dos brasileiros do que esse?

Eduardo Costa

Infelizmente só deixaram pro segundo turno esse demente e a outra opção era permanecer a mesma quadrilha de sempre. Então, cara de chocadeira zero pra mim e vc ainda está lambendo as bolas do outro candidato ou parou depois que ele foi preso que nem o chefão?!

Eduardo Costa

O PT já parou de culpar o FHC pelos seus 16 anos de kgadas?

Eduardo Costa

Na verdade parabéns aos envolvidos que só deixaram a opção dum demente e dum ladrao corrupto para o segundo turno!

Eduardo Costa

Não tem como não fazer comparações, primeiro que foram 4 desgovernos petistas, segundo que a outra opção no segundo turno era o pt, então era isso ou o PT

Eduardo Costa

Era isso ou deixar nas mãos dum ladrão, qual é o melhor?
Ps: o peixinho seguiu os passos do peixão e está preso também, hehehehehe..

Eduardo Costa

Corrupto era o governo anterior que até hoje faz negócios com as Farcs colombianas.
Ps: pra essa existem provas, não é mimimi de esquerdista doente mental feito vc não... inclusive na própria página do PT tem uma carta de apoio das Farcs ao Lula.

A coisa

E quem disse que eu apoio o PT ou a Venezuela? hahaha

O que eu disse é que quem vota no Bolsonaro não pode reclamar de Venezuela e nem de PT.

A coisa

O liberal que quer uma nova CPMF. O conservador que vai contra todos os pilares da democracia...aham!

A coisa

Ah tá, ou seja, você não tinha nada para falar mesmo...

Exibir mais comentários