Início » Internet » Apple TV+ vai ser lançado em 1º de novembro por R$ 9,90 ao mês

Apple TV+ vai ser lançado em 1º de novembro por R$ 9,90 ao mês

Mensalidade do Apple TV+ permite acesso à plataforma por toda a família

Emerson Alecrim Por

O mercado de streaming vai ficar deveras disputado no fim de ano: nesta terça-feira (10), durante o evento de apresentação do iPhone 11, a Apple revelou que o Apple TV+ vai ser lançado em 1º de novembro. O preço é bastante competitivo: US$ 4,99 por mês nos Estados Unidos e R$ 9,90 no Brasil, com período de teste gratuito por sete dias.

Tim Cook no anúncio oficial do Apple TV+

Tim Cook no anúncio oficial do Apple TV+

Sim, a plataforma também vai estrear por aqui em 1º de novembro. Na verdade, a Apple anunciou o Apple TV+ como um serviço global: a novidade estreará na mesma data em mais de 100 países.

Além do preço, um detalhe que chama atenção é que a estreia está marcada para o mesmo mês em que o Disney+ entrará em operação. Talvez isso explique a mensalidade baixa: o serviço da Disney deve ser lançado com preço de US$ 6,99 no plano comum e US$ 12,99 na opção que inclui ESPN+ e Hulu.

Os rumores davam conta de que o Apple TV+ iria custar US$ 9,99 por mês, mas é provável que a iminente concorrência com o Disney+ tenha pesado para a Apple trabalhar com uma mensalidade tão baixa, pelo menos na fase inicial.

The Morning Show

O preço fica ainda mais baixo se levarmos em conta que os US$ 4,99 (ou R$ 9,90) permitem acesso à Apple TV+ por toda a família (até seis membros). Além disso, os consumidores que comprarem um iPhone, iPad, Apple TV, iPod touch ou Mac a partir de agora terão acesso gratuito à plataforma por um ano.

Os vídeos estarão disponíveis online e offline, e poderão ser acessados pelo aplicativo do Apple TV que vem pré-instalado no iPhone, iPad, Apple TV e iPod touch. Em breve, a ferramenta irá fazer parte do macOS Catalina.

A Apple diz que a plataforma também estará disponível na web (em tv.apple.com) para navegadores como Firefox, Chrome e Safari (óbvio), em smart TVs da Samsung, na Amazon Fire TV e em outros dispositivos.

Entre as produções originais que estarão disponíveis já na estreia estão Dickinson, For All Mankind, The Elephant Queen e, com grande destaque, as séries See (com Jason Momoa) e The Morning Show (com Jennifer Aniston, Steve Carell e Reese Witherspoon).

Em boa parte das séries, a Apple seguirá a estratégia de disponibilizar os três primeiros episódios de uma só vez e lançar o restante semanalmente.

Os anúncios desta terça-feira incluem ainda o iPhone 11 Pro, um novo iPad, além de uma nova geração do Apple Watch. O Apple Arcade também está a caminho: o serviço vai ser liberado em 19 de setembro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Daniel Ribeiro

Resta saber se a Apple vai criar um App para o Chromecast para poder assistir o conteúdo na TV. Sei que nas TVs Samsung já tem o App da AppleTV... Então talvez eles façam um App de AppleTV que pode ser usado no Chromecast também.

Rod

Dark é fenomenal.

Porto Velho

A Amazon fez, ganhou mercado e teve que manter os mesmos preços e qualidade, caso contrário aparece outra e faz exatamente o que ela fez.

Logo, onde tá o problema?

Caleb Enyawbruce

Isso!

Deilan Nunes

Isso sim é socialismo que funciona, ricos dando seu dinheiro voluntariamente para deixar produtos mais acessiveis

uB.

Claro q gosto e apoio a concorrência.

Mas isto é apelação demais! Certamente este valor n será lucrativo. AppleTV+ será bancado pela fortuna da Apple e usará desse preço baixo pra enfraquecer a concorrência de streaming.

Claro q isto é vantajoso e delicioso pro consumidor, mas no longo prazo pode derreter todos os concorrentes, tipo o q a Amazon fez.

Pelo menos a Disney tb tem caixa alto pra bancar o Disney+, mas a Netflix... sei n, hein!

CtbaBr©

Já cansei da Netflix faz tempo, no começo até reclamava dos originais dela na esperança de ver alguma mudança, mas só pirou com o passar do tempo.
Vou esperar ansiosamente os outros.

Buldego

Ahh sim. Pirate bay é forma de falar mesmo. Existem outros sites , Stremio e tal.

thejorsias

O meu ponto não é esse. Existem ferramentas muito mais interessantes hoje em dia pra quem quer piratear.

Carlin

Justamente, vamos vê como as contas de serviço da Apple irão fechar no primeiro trimestre do ano que vem.

Caleb Enyawbruce

faz sentido, pelo menos na teoria. Vamos ver como eles se saem com o tempo...

Gustavo Calanzani

Acredito que com tanta concorrência a Netflix vai começar a se preocupar mais com a qualidade de suas produções. Agora esse pessoal achando que a Netflix vai acabar só podem estar malucos. Ela tem mais de 100 milhões de clientes, fora que é muito mais fácil você reter clientes do que conquistar novos, como vai ser o caso da Disney e da Apple.

Carlin

Isso não é só concorrência, é simplesmente o "fim" da Netflix, ela não vai aguentar "perder dinheiro, para ganhar dinheiro", como praticamente não vai existir mais grandes produções para licenciamento, ela vai ter que investir ainda mais em conteúdo próprio, e o pior, vai ter que investir ainda mais em GRANDES PRODUÇÕES PRÓPRIAS, a Netflix não pode se dar um luxo, como a Apple, de investir bilhões em algumas serie. Pra Netflix a conta não fecha.

Gajo Romário

Disney+ e Apple TV vão chegar fortíssimas. ainda temos a Warner + HBO, que irão vir fortíssimas ano que vem em Março com a HBO MAX. Tipo, a Netflix que reinou praticamente sozinha durante 12 anos, agora terá concorrência de peso.

Carlin

Justamente, porém a Apple sabe disso, acredito que a ideia não é competir de "igual", mais garantir que dentro do seu ecossistema o usuário possa encontrar de tudo, alem é claro, do selo "super produções", coisa que a Apple não abre mão de fazer!

Exibir mais comentários