Início » Negócios » McDonald’s quer equipar drive thru com inteligência artificial por voz

McDonald’s quer equipar drive thru com inteligência artificial por voz

O McDonald's comprará uma startup para tornar seu drive thru mais rápido, simples e preciso

Victor Hugo SilvaPor

O McDonald’s é a maior rede de fast food do mundo e sabe que um atendimento rápido é fundamental para seu sucesso. Pensando nisso, a empresa chegou a um acordo de compra da Apprente, uma startup que usa inteligência artificial para otimizar o atendimento pelo drive thru.

McDonald's

Capaz de reconhecer diferentes idiomas e sotaques, a solução de voz da Apprente deve ajudar a empresa a agilizar o atendimento e a cometer menos erros nos pedidos. Em seu anúncio, o McDonald’s afirmou que o objetivo é tornar o drive thru mais rápido, simples e preciso.

Fundada há dois anos em Mountain View, na Califórnia, a Apprente já testa sua tecnologia em algumas unidades da rede. Com a aquisição, a tendência é que ela também seja levada para os quiosques e o aplicativo da empresa.

O acordo fará com que a equipe da startup ajude a formar o McD Tech Labs, um novo grupo que será integrado à equipe de tecnologia do McDonald’s. A companhia deseja ainda contratar engenheiros, cientistas de dados e outros especialistas para o departamento.

O McDonald’s não revelou valores da transação, mas demonstrou mais uma vez interesse em investir em tecnologia. A Apprente é a terceira compra anunciada pela rede de fast food em 2019.

Em março, a empresa comprou a Dynamic Yield, que tem uma solução voltada para estimular clientes a comprarem mais pelo drive thru. Para isso, ela personaliza o menu de acordo com o dia, tempo, lotação do restaurante e os pedidos mais comuns.

A startup custou US$ 300 milhões, segundo a CNBC, e se tornou a maior aquisição do McDonald’s em duas décadas. Ainda este ano, a empresa comprou 9,9% da Plexure, especializada em engajar clientes em compras por aplicativo. O negócio custou US$ 3,7 milhões.

Com informações: McDonald’s, Mashable, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Keaton

Eu sei disso, porém não confio que não vão dar um jeito. McDonalds já faz de tudo pra maximizar os lucros (e tudo MESMO: incluindo pagar uns salários bem ruins).

Trovalds

A produção da refeição em si não muda e nunca vai mudar. Ainda mais com a moda dos Masterchef da vida que incentivam as pessoas senão a cozinhar em casa pelo menos procurarem por uma refeição decente.

Trovalds

Os quiosques de auto-atendimento não cortaram postos de trabalho. Porque a IA no drive-thru iria? E mesmo que cortar postos você já viu drive-thru do MC com mais de um atendente? O funcionário responsável por anotar pedido e receber o pagamento (a mesma pessoa) vai acabar sendo remanejado pra frente de caixa do restaurante.

Não é como numa linha de produção industrial que antes eram 40 funcionários e passam a ser 2 por turno.

João

Sim, entendo. Mas é inevitável, infelizmente ou felizmente.

Keaton

Sim, até concordo. Porém, as vezes é o unico emprego que muitas pessoas conseguem. :I

Keaton

Só espera até eles integrarem tudo.

Andrei

Vale ressaltar também que, pelo menos na área alimentícia, eu prefiro muito mais uma comida feita por um humano do que a feita em enlatados. Ou seja, gastronomia e afins será uma área que a automação não deverá afetar como um todo.

Andrei

Que assim seja, automação e IA já é o presente. Mas volto a dizer que, serviço não faltará para a população. Só olhar o quanto de empregos a área de TI criou nos últimos anos. Áreas de atendimento ao público, caixas, vendedores, esses sim terão seus empregos afetados, porém existem áreas que ainda necessitam de mão de obra humana para ser produtiva, como a construção civil e por ai vai. Agora uma coisa que concordo é, a pessoa que não se preocupa com estudo e desenvolvimento pessoal, esse sim pode enfrentar um grande impacto. Aliás, sua colocação me lembrou um pouco o filme Wally kk, que é um belo exemplo de automação utópica (nem tanto).

Rodrigo Gomes

Vários comentários aqui sobre pessoas que podem perder emprego por conta disso. Galera, não sei já contaram pra vcs, mas a automação, robôs, IA, IoT e essas coisas vão ACABAR com várias profissões. Não adianta ir fazer greve ou tacar fogo nas coisas contra a tecnologia que já é uma realidade.

E antes que alguém me questione: Não, eu não sei o que vai acontecer com as pessoas que não conseguirem acompanhar essas evoluções pelos N motivos que causam desigualdade na nossa sociedade. Não é minha culpa, só estou evidenciando um fato.

Trovalds

Novamente: no MC o mesmo atendente que recebe o pedido via áudio é o que recebe o pagamento. Então nesse caso em específico não vai haver perda de postos de trabalho.

Trovalds

Onde? Por aqui o atendente do Drive-Thru do MC é o mesmo que recebe o pagamento. Cada conversinha...

João

Se for pra ficar fazendo um trabalho repetitivo que qualquer IA simples faz há décadas... Já é bom se preparar, empregos assim serão extintos.

Keaton

Mais um montão de pessoa perdendo emprego.

RODRIGO

Este portal poderia fazer algumas melhorias: adotar acessibilidade com opções de LIBRAS e áudio via inteligência artificial destinados aos deficientes auditivos e visuais; implementar o modo noturno, já que falam tanto no qual os apps devem adotá-lo!! Ficam as dicas-feedbacks importantes, tá bom?!?!?

Henrique Dias

Existem contextos e contextos, é verdade que a inteligência artificial abrirá novas vagas mas tirará tantas outras, não serão as mesmas pessoas que ganharão e perderão seus respectivos empregos e serão fechadas muito mais vagas do que as que serão abertas, os grandes CEOS das empresas de tecnologia já falam sobre um salário mínimo global em razão da automação.
O setor de fast food será o primeiro a ser quase que completamente automatizado, atividades repetitivas e manuais, muitos funcionários e alta rotatividade são o cenário ideal para quem quer melhorar o nível de serviço e melhorar sua margem e tudo será feito com inteligência artificial e automação.

Exibir mais comentários