Início » Gadgets » 10 coisas que o Apple Watch pode fazer

10 coisas que o Apple Watch pode fazer

É só para quem faz exercícios físicos? Afinal, o que o Apple Watch faz, mesmo para pessoas que não se interessam por fitness?

Por
17/09/2019 às 11h37

De fato, o Apple Watch tem um foco em saúde e fitness, incentivando os usuários permanecerem ativos durante o dia. Mas, essas são só algumas das funções que o relógio da Apple pode fazer. Há, porém, outros públicos interessados no relógio inteligente da Apple. Então, por que limitar-se a um grupo de usuários? Separamos aqui uma lista do que o Apple Watch faz para quem não é fitness.

apple watch

Antes de tudo, é um iPhone de pulso?

É comum pensar no Apple Watch como um iPhone de pulso, que na verdade não é. O Apple Watch é uma extensão do celular, não a substituição dele. Por isso não é um dispositivo para interagir o tempo todo, navegar em redes sociais ou procurar receitas na internet.

Na verdade, o Watch é que interage com você, te informando quando houver algo novo, quando uma meta for batida ou quando for hora de fazer uma pausa para levantar e respirar.

A lista abaixo, do que o Apple Watch faz, exemplifica alguns dos usos do relógio. Segue o ponteiro…

1. Registro de exercícios e círculo de atividades

Começando pelo óbvio, o principal uso do Apple Watch é para exercícios físicos e cuidados com a saúde. Essa é a abordagem dos famosos três círculos do relógio, que incentivam o usuário a cumpri-los todos os dias.

Esse desafio engloba:

  • Queima de calorias;
  • Tempo de exercícios;
  • Tempo em pé.

circulos de atividade do apple watch

Tem até como competir e acompanhar o progresso de amigos dentro do app, para ver quem está se saindo melhor nesse quesito.

Falando em exercícios, o aplicativo nativo traz um catálogo de várias modalidades (corrida, caminhada, bicicleta, natação, trilha, etc), que permite traçar uma meta de calorias, tempo ou distância para os treinos.

Durante as atividades, o Apple Watch também faz a aferição dos batimentos cardíacos e registra tudo nos apps Saúde e Atividade, no iPhone.

Também dá para conectar outros aplicativos para monitorar os exercícios, como os populares Strava ou Runtastic.

2. Mostra notificações

Apple Watch Series 4 e notificações

Essa outra função muitos outros relógios também fazem (inclusive mais baratos). Não é um ponto vital do Apple Watch, mas em alguns casos, é legal poder virar o pulso e ver que notificação chegou sem precisar sacar o telefone do bolso.

Em muitas delas, dá para ter algum tipo de interação como mandar o email para a lixeira e responder a mensagem com um emoji ou ditado. Mas na maioria dos casos, só funciona como um preview da notificação.

Eu costumo desativar a maioria delas no relógio a fim de evitar que ele fique vibrando a todo instante no pulso, apenas deixo configurado para as com maior prioridade. Assim o que não tem pressa, vejo com calma no celular.

3. E aí, Siri

Siri

Apesar de a Siri não ser a melhor assistente pessoal disponível no mercado, no momento que escrevo esse post, ela funciona no Apple Watch e quebra alguns galhos.

Como exemplo, dá para pedir para tocar música no iPhone (ainda só no Apple Music, nada de Spotify), definir um temporizador, marcar um compromisso na agenda, pedir para fazer uma ligação ou enviar mensagem.

Siri ainda engatinha em tarefas básicas enquanto as concorrentes já têm funções mais avançadas e entendem melhor o que os usuários esperam do comando. Mas mesmo que falhe algumas vezes, a Siri quebra um galho no relógio.

4. Música

spotify no apple watch

Ainda que a Siri funcione só com o Apple Music, quem usa o serviço tem a vantagem de armazenar playlists e discos direto no relógio. Depois é só conectar um fone de ouvido via Bluetooth e escutar as músicas sem precisar do celular.

Por outro lado, dá para usar o Apple Watch como um controle remoto da reprodução de outros dispositivos. Nesse ponto o Spotify funciona, com o aplicativo oficial da plataforma dá até para escolher em que dispositivo controlar a música.

5. Podcasts e audiolivros (watchOS 6)

podcast no apple watch

Já era possível ouvir podcasts no Apple Watch, assim como as músicas do Apple Music, basta conectar um fone de ouvido sem fio e iniciar a reprodução.

A novidade no relógio é a possibilidade de ouvir audiolivros, pelo aplicativo iBooks, disponível com a atualização do watchOS 6, a partir de 19 de setembro de 2019. Com isso, o usuário tem mais uma forma de entretenimento para aproveitar enquanto pratica exercícios físicos ou qualquer outra atividade.

6. Gravações de voz (watchOS 6)

Outro recurso que chega na atualização dos relógios é a possibilidade de fazer gravações de voz diretamente do pulso.

Quem aproveita essa funcionalidade no iPhone, seja para não perder uma ideia ou gravar alguma nota de voz rápida, deve gostar de ter esse aplicativo direto no Apple Watch. É mais rápido (ainda mais se estiver em alguma complicação do mostrador), prático e sincroniza com o iCloud, mantendo todos seus dispositivos Apple atualizados com as notas.

Outros apps já faziam isso no relógio, mas uma implementação nativa tende a funcionar melhor, ainda mais com a sincronização com o iPhone.

7. Peça um Uber

O Apple Watch também tem um aplicativo da Uber, por mais que seja limitado, não deixa de ser útil.

Nesse caso, só é possível escolher o tipo de carro que deseja pegar. O destino deve ser informado ao motorista quando entrar no carro e a forma de pagamento será determinada com base na última usada na plataforma (podendo ser alterada no iPhone durante a viagem).

8. Apple Pay (Series 3 e posteriores)

apple pay

Já é comum fazer pagamentos com o celular por aproximação, a partir da tecnologia NFC. Esse método é possível graças ao Apple Pay, Samsung Pay ou Google Pay.

A boa notícia é que a Apple também adotou o Apple Pay no Watch (a partir do Series 3), permitindo que os usuários apenas acionem o recurso ao pressionar duas vezes o botão lateral do relógio.

Com isso já é um trabalho a menos: tirar a carteira do bolso para pegar o cartão ou retirar o celular para fazer o pagamento por aproximação.

9. Espelho da câmera do iPhone

câmera espelhada no apple watch

Aos amantes da selfie e fotos em grupo: dá para acionar a câmera do iPhone usando o Apple Watch e disparar o obturador remotamente.

Com essa função, fica fácil posicionar o celular em um local apropriado para a foto e usar a câmera traseira para registrar o momento, já que ela é melhor.

Depois é só abrir o aplicativo da câmera no relógio, resolver o enquadramento pelo preview que aparece na tela do Apple Watch e tocar no temporizador, sem precisar correr para se encaixar na cena de novo.

10. Ele mostra as horas

Brincadeira, só queria uma deixa para mostrar esse vídeo promocional do Apple Watch Series 5 (em inglês).

Mas, mostra as horas sim.

Mais sobre: ,