Início » Telecomunicações » Vivo é multada em R$ 3,5 milhões pelo Procon por cobranças irregulares

Vivo é multada em R$ 3,5 milhões pelo Procon por cobranças irregulares

Procon diz que Vivo não respeita Código de Defesa do Consumidor. Autuação é feita com base nas reclamações de clientes

Por
23/09/2019 às 11h11

A Telefônica Brasil, dona da operadora Vivo, foi multada pela Fundação Procon-SP em R$ 3,55 milhões. A autuação foi baseada nas reclamações de consumidores, que envolvem cobranças indevidas e atendimento ineficiente.

De acordo com o Procon, a Vivo realizou cobranças irregulares dos consumidores, exigindo pagamentos sem que houvesse prestação do serviço, por valores já pagos e também por serviços já cancelados. Além disso, a empresa também ativou produtos não solicitados por clientes e enviou as respectivas faturas.

Além disso, a entidade informa que a Vivo não apresentou soluções para as demandas do serviço de atendimento cumprindo o prazo de cinco dias úteis, e concluiu que as condutas “demonstram-se abusivas, colocam os consumidores em desvantagem e infringem o Código de Defesa do Consumidor”.

A multa será aplicada mediante procedimento administrativo. Em contato com o Tecnobloga Vivo enviou o seguinte posicionamento:

“Para a Vivo, o foco no cliente é prioridade e esclarece que possui 90% de resolutividade de reclamações preliminares junto à Fundação Procon SP, segundo o ranking de atendimento do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor – Sindec. Sobre a autuação, a empresa ressalta que entrou em contato com a Fundação Procon SP e, após pedido, teve acesso aos autos. A Vivo avaliará, no prazo legal, o conteúdo do Auto de Infração e o competente recurso”.  

Sky é multada por propaganda enganosa

No início do mês, a Fundação Procon-SP apresentou uma multa de R$ 2,9 milhões para a Sky por propaganda enganosa. O motivo é o Sky Livre: a operadora vendia um kit com receptor e antena com a promessa de acesso gratuito aos canais de TV aberta por meio da plataforma da operadora. No entanto, a operadora descontinuou o serviço com o desligamento do sinal analógico.

Com informações: Procon-SPAtualizado às 18:18 com o posicionamento oficial da Vivo.

Mais sobre: , ,