Início » Aplicativos e Software » Android 10 Go traz segurança e velocidade para celulares com até 1,5 GB de RAM

Android 10 Go traz segurança e velocidade para celulares com até 1,5 GB de RAM

Versão Go do Android 10 tem suporte para aparelhos com pouca memória e ganha criptografia de dados

Paulo Higa Por

Depois do lançamento do Android 10, é a vez do Google anunciar o Android 10 Versão Go. Voltado para smartphones de entrada, que possuam no máximo 1,5 GB de RAM, o novo sistema operacional ganhou recursos como criptografia de dados e aplicativos atualizados, com direito a um Google Go que lê textos em voz alta.

Android 10 Go

O Android Go é uma versão otimizada do Android padrão, com recursos para economizar dados móveis e gastar menos processamento em celulares com hardware simples. Segundo o Google, em um dispositivo com 8 GB de armazenamento, o Android 10 Go deixa o dobro de espaço disponível de fábrica em relação ao Android 7.0 Nougat.

Android 10 Go

A versão 10 do Android Go ganhou a tecnologia Adiantum, que fornece “criptografia de dados sem prejudicar o desempenho do aparelho”. Em geral, criptografar dados de forma rápida exige certas instruções que não estão disponíveis em processadores mais básicos. Segundo o Google, a Adiantum pode “rodar com eficiência sem precisar de hardware especializado”.

O Google Go, que é uma espécie de canivete suíço com busca, previsão do tempo, tradutor e mais, agora pode ler páginas da web em voz alta. O recurso promete funcionar mesmo em conexões 2G e usa inteligência artificial para determinar quais conteúdos do site serão lidos.

Android 10 Go - App Google Go

Segundo o Google, “usando essa tecnologia, consumir textos longos se torna tão fácil quanto assistir à TV ou ouvir o rádio”. A ideia é ler artigos enquanto você se exercita ou anda de transporte público, por exemplo, além de auxiliar pessoas com deficiência ou que estejam aprendendo um novo idioma.

Por enquanto, nenhum aparelho foi anunciado no Brasil com o Android 10 Go. A versão básica da plataforma móvel do Google tem chegado a aparelhos bem simples no país, vendidos por preços abaixo de R$ 500 em promoções do varejo, como o Moto E5 Play, o Galaxy J2 Core e a linha Semp Go.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rmavalli

Não, isso foi recente, mês passado. O problema era o conjunto fraco mesmo, depois que desativei o Windows Search e a Swap Memory melhorou um pouco, mas mesmo assim o Celeron ficava em 60/70% só pra se manter vivo.

Dr. Nox

Não foi na época que o Windows 10 estava com aquele bug "do disco em 100%" ( geralmente acontecia devido ao Windows Search e ao Superfetch fazerem o disco ficar sempre em 100%)? Se não me engano a Microsoft já corrigiu esse problema, mas mesmo assim o Windows 10 em alguns HDs ( ainda mais em PC antigo) ele continua sendo mais lento que o Windows 7 e o 8/8.1, entretanto se colocar um SSD o Windows 10 fica bom.

Rmavalli

Pois é, até pensei em tentar um Windows 7 "lite", mas fiquei com medo de parar de funcionar algum driver, porque no site da samsung só tinha driver pro Windows 10. O que eu fiz foi desabilitar um monte de coisa e deixar tudo no tema mais simples possível pra melhorar um pouco.

Dr. Nox

No caso do netbook do porteiro o Windows 7 ou 8.1 de 32 bits "customizado" (desativando alguns recursos) daria para deixar quase "usável". Entendo o teu ponto de vista. Tem também netbook/notebook com Windows 8/10 sendo vendido com 16/32gb de espaço interno usando cartão microsd sendo assim não sobrando espaço para nada e algumas vezes sendo mais lento do que HD.

Rmavalli

Na minha opinião, esses smartphones de 300 reais deveriam ser proibidos de vender, assim como alguns notebooks por ai. Peguei o netbook do porteiro pra formatar porque ele disse que estava lento, no final das contas não adiantou nada, era um celeron dual core de 1.6ghz com 2gb de RAM, rodando Windows 10. Ele comprou o negócio 0km que já não funcionava direito.
Na maior parte das vezes quem acaba comprando esse tipo de aparelho passou um belo aperto pra comprar, na melhor das intenções (esse caso foi pra filha) e acabou saindo no prejuízo total.

Dr. Nox

Sei que tem o fator custo, muita concorrência, e pouco lucro em smartphones de baixo custo, porém ao meu ver parece que as fabricantes ficam lançado android super capado porque por algum motivo tem estoque de memória nand de 8gb, e 1gb de ram de 2013, tem o fator Brasil também. Só pesquisar que na Índia o mercado de smartphone tem preços muito melhores dos que aqui, e inclusive lançam modelos exclusivos para eles, como o Galaxy M30s.

Dr. Nox

Sim, eu entendo. Quando eu escrevi de R$ 300-350 seria em smartphone novo com Android GO, e que fossem melhor que os atuais "lixos" que tem para vender nessa faixa de preço atualmente. Uma conhecida comprou um smartphone novo "em promoção" por R$ 300 e é uma porcaria, a bateria não dura, sem espaço, pouca ram, tela pequena. A minha sugestão seria as fabricantes que lançarem Android GO lançar algo minimamente que dá para usar de verdade por R$ 300-350, pois tem smartphone novo na faixa dos R$ 450-500 que são muito melhores dos que são vendido com Android GO.

Celso

Até estava duvidando que a Google ia prosseguir com esse programa, já que a adesão das fabricantes e desenvolvedores é baixa, os aparelhos que rodam alguma versão dessa edição do Android geralmente não são planejados para serem atualizados (a HMD é basicamente uma exceção), e tirando os apps Go da Google e alguns apps Lite existentes, não agrega muito aos aparelhos, que muitas vezes terão que rodar apps planejados para a edição padrão do Android, mas que rodará com desempenho inferior (isso quando roda ou é suportado) por conta das especificações de hardware (especialmente RAM).

Se a Google ampliasse a proposta do GSI para que o Android Go chegasse a aparelhos antigos que estejam dentro das especificações requisitadas pelo programa, talvez fosse uma alternativa a ser considerada.
Mas como isso dificilmente acontecerá, é um programa que a Google pode acabar, que dificilmente deixará saudades.

Celso
Até estava duvidando que a Google ia prosseguir com esse programa, já que a adesão das fabricantes e desenvolvedores é baixa, os aparelhos que rodam alguma versão dessa edição do Android geralmente não são planejados para serem atualizados (a HMD é basicamente uma exceção), e tirando os apps Go da Google e alguns apps Lite existentes, não agrega muito aos aparelhos, que muitas vezes terão que rodar apps planejados para a edição padrão do Android, mas que rodará com desempenho inferior (isso quando roda ou é suportado) por conta das especificações de hardware (especialmente RAM). Se a Google ampliasse a proposta do GSI para que o Android Go chegasse a aparelhos antigos que estejam dentro das especificações requisitadas pelo programa, talvez fosse uma alternativa a ser considerada. Mas como isso dificilmente acontecerá, é um programa que a Google pode acabar, que dificilmente deixará saudades.
Helio Almeida

Samsung J4 Core

SignaPoenae

Você tem um aparelho com adroid Go? Meu pai tem um e digo: para a proposta dele 1gb está ótimo.

SignaPoenae

Você esquece que a principal proposta desses smartphones é ter um preço decente. Não adianta atochar de tecnologia e cobrar 1000 R$ .

Keaton

Cara... pega um celular de 300 reais pra tu ver... tu vai passar a ligar. Até o Nova Launcher (que roda decentemente num Galaxy Tab 3 Lite de 2013), trava....

leoleonardo85

Lindo, pena que a marca vai pegar esse Android colocar num smartphone e vender ele por mil reais

Helio Almeida

Acho que o mínimo pro Anroid GO deveria ser 2GB ram e 8GB armazenamento. Além disso a própria Google deveria licenciar alguns (POUCOS) processadores pra garantir o desempenho. Outra coisa que percebo: Android GO com interface da fabricante. Isso é um contrassenso.

Exibir mais comentários