Início » Brasil » Governo lança Carteira de Trabalho Digital que substitui documento em papel

Governo lança Carteira de Trabalho Digital que substitui documento em papel

Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) em papel não é mais necessária na maioria das contratações

Paulo Higa Por

O governo lançou nesta terça-feira (24) a nova Carteira de Trabalho Digital, que substitui o documento em papel por um aplicativo de celular. A versão eletrônica reúne contratos de trabalho antigos e novos, bem como suas respectivas anotações, permitindo “facilidades para trabalhadores e empregados, com redução da burocracia e custos”.

Carteira de Trabalho Digital

O aplicativo da Carteira de Trabalho Digital já estava disponível para Android e iPhone desde 2017, mas não tinha a mesma validade do documento físico, servindo apenas como um meio de consulta. “A partir de agora, a CTPS em meio físico não é mais necessária para a contratação na grande maioria dos casos. Para o trabalhador, basta informar o número do CPF no momento da contratação”, diz o governo.

Nos casos em que o empregador não utilize o eSocial, ainda será necessário apresentar a caderneta azul no momento da contratação. Você pode utilizar a mesma CTPS que já possui, ou então solicitar um documento físico mediante agendamento na Secretaria de Trabalho, pelo telefone 158.

A Carteira de Trabalho Digital já foi previamente emitida para todos os brasileiros e estrangeiros cadastrados no CPF, mas é necessário habilitar o documento para acessar os dados. Primeiro, você deve entrar na plataforma unificada de autenticação do governo (acesso.gov.br) e criar uma conta, respondendo a perguntas como o nome da sua mãe ou data de nascimento, para confirmar sua identidade.

Depois, é preciso entrar no site do Emprega Brasil, utilizando os mesmos dados de acesso. Você terá acesso as últimas anotações, com informações como razão social e CNPJ do empregador, além de data de admissão ou rescisão. Se quiser visualizar dados sensíveis, como salário inicial e última remuneração, será preciso passar por mais cinco perguntas, respondendo corretamente a quatro delas.

Carteira de trabalho em versão física continua valendo

“Se você já tinha a CTPS em formato físico você deve guardá-la. Ela continua sendo um documento para comprovar seu tempo de trabalho anterior. Mesmo com a Carteira de Trabalho digital podendo mostrar contratos de trabalho antigos (dos anos oitenta, por exemplo), é importante nesses casos conservar o documento original”, diz o governo. Vale lembrar que a carteira de trabalho não serve para fins de identificação civil.

De acordo com o Ministério da Economia, a versão digital da carteira de trabalho deve gerar economia de R$ 888 milhões. Além disso, o prazo de emissão do documento, que era de 17 dias em média no papel, é reduzido para apenas um dia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fábio Nunes

Acho que a CTPS digital é que talvez não sirva como documento de identificação. Consta na contracapa da CTPS física, informação de que o documento serve como meio de identificação.

Toto_fofo

Mais uma tranqueira do governo. Se eu não quero ter celular? E se não quero ter conta no google ou Apple? vai disponibilizar a merda do .apk pra download? Governo deveria estar subindo a Selic e não ficar fazendo media com a classe média pindaíba twitteira.

Cassio

Pelo menos para embarque em voos nacionais, ela é aceita.

Carlos Alves

Tá caminhando para isso, o login já é feito por CPF, e agora na hora da contratação o empregador pode fazer tudo só com o CPF do empregado. Os cadastros ainda existem separadamente mas foram consolidados.

VolksW4GNER

Acrescenta zeros a esquerda para os existentes, para os CPFs futuros adiciona outros números a esquerda.

VolksW4GNER

Então tem que lançar uma nova geração de CPF com um ou dois dígitos a mais.

Eliézer José Lonczynski

O Cadastro Único (CÚ) nunca mais foi pauta. (essa é dos tempos de correntes de power point nos e-mails).

Tiago Celestino

Ia morrer e ñ ia saber que a CTPS ñ servia como identificador civil

John Smith

Se criar novos algarismos no início do CPF, zerado para os antigos, o DV não muda.

Uriel Dos Santos Souza

Tudo do governo tem te quer um APP apenas!
CHN, RG, CT, CPF tudo num só.
Hoje tenho que usar 2 apps um pra CNH e outro pra CT.
Logo serão uns 10.

DanielBastos

Aí o DV muda (aqueles 2 números no final)

E se ele muda, a conta não fecha.
CPF e CNPJ são validados via um calculo.

Ticano

É requisito do edital para concurso público, faz parte da habilitação estar em dia com as obrigações eleitorais para concorrer a um cargo público. Por isso tu mostra :)

Ricardo Alvim

Em termos de sistemas, eu posso dizer em termos práticos: o buraco é muito mais embaixo. Sistemas em nível federal, estadual e diversos tipos de arquiteturas e plataformas complicam o processo.

LekyChan

esse app já é velho, eu já tinha ele instalado a meses, mas oque fiquei feliz mesmo, é que finalmente atualizaram os BDs deles e agora consigo logar no app do FGTS, coisa que antes não conseguia.

LekyChan
esse app já é velho, eu já tinha ele instalado a meses, mas oque fiquei feliz mesmo, é que finalmente atualizaram os BDs deles e agora consigo logar no app do FGTS, coisa que antes não conseguia.
wuhkuh

Curioso, sempre pensei o contrário

Daniel R. Pinheiro

Com certeza. Inclusive já deveriam realmente ter começado há tempos. Mas ficando à mercê dos governos é osso. Ainda hoje, pra se inscrever num concurso, regido por uma banca particular, eles pedem título de eleitor (que diabos tem a ver)! Sacanagem...

Alexandre Salau

Nops, existe um número limitado de CPFs, com o tempo eles são "reciclados".

Caleb Enyawbruce

O app foi cadastrado na loja da Apple pela Dataprev. Sao eles q aparecem como desenvolvedores

Caleb Enyawbruce

Bait

wuhkuh

como assim CPF é reaproveitado, eu pensei que morreu perdeu o numero pra sempre

John Smith

Olhando por esse lado parece ser mesmo muito complicado. Obrigado pelo relato de alguém que trabalha na área!

Andrei

"Absolutamente não vejo como desenvolver 10 aplicativos diferentes, até mesmo feitos por órgãos diferentes, pode ter um custo menor do que desenvolver um único aplicativo base e aos poucos alimentá-lo com diferentes bancos de dados."

A questão é que, você precisa de uma mão de obra gigante, coisa que não é qualquer empresa que consegue oferecer esse número de recursos. Trabalho em projetos de TI para o governo e cara, é complicado trabalhar com eles... Digo que a unificação dos sites .gov.br já foi um avanço e tanto. Agora aplicativos ainda é necessário informatizar antes de partir logo para integralização. É necessário seguir modelos, conforme a Engenharia de Software diz, existem regras, normas e trejeitos para desenvolver um software desse tamanho, uma delas é uma referência. Qual é a melhor senão o aplicativo que já está rodando em produção?

"De maneira análoga, seria mais custoso e complicado eu contratar alguém para fazer um único site e acrescentar uma página pra cada setor da minha empresa ou recorrer a cinco empresas diferentes, para cada uma fazer um site específico pra cada setor?"

Exatamente! Vide grandes empresas. Já prestei serviços ao Bradesco e lá, os sistemas são subdividos em diversas área. Para se ter uma ideia, para realizar deploy em bases de aceite e produção, você pega senha, como se fosse em um banco, por conta dos inumeros sistemas que eles possuem. Isso não é exclusivo do Bradesco, quiça de um órgão público que tem como objetivo gerir dados de 200 milhões.

John Smith

Deveria, mas quer apostar que ele vai se tornar só mais um documento junto aos demais?

John Smith

Podem aprimorar o CPF existente acrescentando mais dígitos e mantendo retrocompatibilidade.

Criar um novo documento é bonito na teoria, mas na prática vai se tornar mais um junto aos demais, sem substitui-los.

Hemerson Silva

Esse problema de não aparecer a data de encerramento de contrato já é de longa data, tem que ver com o contador como foi feita a rescisão.

John Smith

Começa melhorando o CPF para ser mais duradouro, passa-se a obrigar os órgãos a vincular novos cadastros ao CPF (sem extinguir seu número próprio, se houver) e depois estender o vínculo aos cadastros existentes, então começa-se a abolir a emissão de números próprios por órgão/cadastro, por fim eliminando-os.

Pode não ser fácil, mas impossível, muito menos.

Você não acha que uma hora tem que começar de algum lugar?

John Smith

Não vejo o que esses aplicativos tem de "tão inovadores".

Tudo que você disse só ratifica o que penso. Absolutamente não vejo como desenvolver 10 aplicativos diferentes, até mesmo feitos por órgãos diferentes, pode ter um custo menor do que desenvolver um único aplicativo base e aos poucos alimentá-lo com diferentes bancos de dados.

De maneira análoga, seria mais custoso e complicado eu contratar alguém para fazer um único site e acrescentar uma página pra cada setor da minha empresa ou recorrer a cinco empresas diferentes, para cada uma fazer um site específico pra cada setor?

John Smith

"Carteira Brasileira". kkkkkkk

Alexandre Salau

Meio complicado isso, o CPF é um número público que não é válido como identificador individual, devido a limitações no formato e do modo como é distribuído o CPF pode e é reaproveitado para pessoas diferentes, mudar isso seria complicado e o melhor seria jogar tudo fora e criar um novo documento do zero.

Baidu feat MC Brinquedo

O pessoal já quer tudo num chip do tamanho de um grão de arroz, com recurso holográfico.

Temos que começar de algum lugar, só isso!

gust4v8

Vc é só outro tupiniquim desnecessário

Daniel R. Pinheiro

Eu, botando dificuldade, arrumando desculpa? Eu fiz uma pergunta, velho, vai se tratar!

gust4v8

se houvesse começado há alguns anos já estaria pronta e rodando... mas essa terra infeliz é infestada de pessoas como você, que botam as dificuldades, arrumas as desculpas e deixam pra lá... difícil vai continuar sendo, principalmente se nunca começar.

Paulo Manso

Deixa tudo em uma pasta chamada Brasil. Pronto kkkkk

Daniel R. Pinheiro

Começo concordando, gostaria muito que existisse apenas um número. E já fiquei indignado por essa demora do governo em implantar.

Mas vocês já pararam pra pensar o quão trabalhoso deve ser fazer um negócio desses, levando em conta os inúmeros cadastros nacionais e estaduais que temos e, sobretudo, o tamanho da população?

Falando sério, vocês não pensam que é simplesmente empurrar os demais números fora, apertar um botão e manter apenas o CPF, neh? Ou seria só uma vaga ideia de que se trata de um transição fácil e simples?

Andrei

Desenvolver um software tão inovador assim requer um custo muito alto. Você quer integrar inumeros serviços atrelado a uma população de 200 milhões o qual deve se comunicar em tempo real com tudo e todos. Calma lá, uma coisa é Facebug outra é você administrar dados de cidadãos. Acredito que o Governo não está disposto a investir tanto assim, no momento... Porém, concordo que sim, podemos ser o primeiro!

John Smith

Não sei; se não tiver, não poderíamos ser o primeiro país a fazê-lo?

Rafael Sousa

O DNI deveria substituir todos esses outros app.

https://dni-br.com/

Leandro Alves

Um passo de cada vez, depois de digitalizar tudo ai é só combinar os aplicativos em um só

Ticano

A tendência é a integração, olha como o da carteira digital de trânsito já melhorou e agregou novas informações e a tendência é integrar também com o SNE (multas). Note que todos os aplicativos estão migrando para um login único, do GOV.BR, o que já facilitou. O que não dá é reclamar o tempo todo de uma coisa que é boa e que não existia. Acabei de instalar aqui e foi de boa, incrível como as informações estão todas lá, algumas informações faltando, como a data de encerramento do contrato de emprego, mas nada que não de para atualizar.

P. Herrera

Seria TÃO mais prático, fácil e barato se fosse dessa forma...
Mas Brasil né? A terra da burocracia. -_-

Andrei

Existe algum modelo em outros países que unificam os documentos em 1 aplicativo somente?

Fernando Val

Evolução para mim será o dia que tivermos um único documento: CPF

Assim eliminamos Certidão de nascimento/casamento, PIS, NIS, CTPS, RG, CNH, Título de eleitor, etc.

Um único documento. Um único número. Um único cadastro.

Emitido no momento do nascimento e fim de papo, atualizado a cada X anos para recolher nova foto e biometria e fim de papo.

John Smith

Um dos vários problemas que vejo é que cada aplicativo tem uma interface própria com um funcionamento diferente. Pra mim, você e provavelmente a maior parte dos leitores aqui isso é irrelevante; a gente se adapta. Muitos apps? Agrupa tudo numa pasta e pronto. Mas nada disso é intuitivo pro cidadão menos familiarizado com tecnologia, como os mais idosos.

Além disso, penso que muitos aplicativos deixam mais margem para outros falsos aparecerem nas lojas. Novamente, nós sabemos olhar minimamente as informações na loja e não cair em golpes, mas isso não é tão simples quanto parece para as demais pessoas.

John Smith

https://i.kym-cdn.com/photo...
Provavelmente a segunda opção...

Chrys

Por isso concordei em parte, mas entenda que já é uma evolução você poder guardar documentos importantes de forma digital em seu bolso, que só vão ocupar megabytes na sua "preciosa" memória, podendo baixar quando quiser novamente depois ao invés de tu precisar carregar uma pasta grossa cheia de papel pra cima e pra baixo. Só isso pra mim já conta como algo positivo, e válido de elogio, da mesma forma como de críticas pelo motivo óbvio de poder ser feito de forma melhor futuramente, mas já é um começo.

Shalkad

Cara, se vão fazer o serviço, então façam da melhor forma possível. Um aplicativo que unificasse todos os documentos custaria mais barato e teria o desenvolvimento mais rápido.
O cidadão se satisfaz com qualquer coisa meia-boca que o governo faz, quando o mínimo é exigir o melhor, já que damos recursos para eles fazerem isso.

Chrys

Eu concordo mas em parte, o que você prefere: uma confusão de apps digitais todos juntos em um smartphone só, ou uma confusão de papel que a qualquer momento você pode perder ou estragar e vai precisar dar um trabalhão pra pegar segunda via? Pense nisso... Povo só sabe reclamar.

Leonardo Macedo

huehueuhehu, como se pra cada aplicativo vc carregasse um celular diferente, né?

Shalkad

Exatamente, ao invés de criarem apenas um app e ir adicionando as documentos à ele, desenvolvem tudo separado. Total falta de integração entre os órgãos do governo.

John Smith

E lá vamos nós pra mais um aplicativo. É a mesma bagunça de documentos físicos, agora se tornando uma bagunça de aplicativos no seu smartphone.

John Smith
E lá vamos nós pra mais um aplicativo. É a mesma bagunça de documentos físicos, agora se tornando uma bagunça de aplicativos no seu smartphone.
Ticano

Boa, mais uma facilidade para o trabalhador... quem tá por trás? Serpro? Dataprev?

Ticano
Boa, mais uma facilidade para o trabalhador... quem tá por trás? Serpro? Dataprev?